a carregar...

UC.PT

Divisão de Projetos e Atividades

Operação n.º 012450 IES em Rede

Compete 2020/FEDER


Código da Operação: POCI-02-0550-FEDER-012450

Referência: Operação n.º 012450 IES em Rede

Acrónimo: IES em Rede

Título: Interoperabilidade entre Instituições de Ensino Superior

Área Científica: Promoção das TIC na administração e serviços públicos

Síntese do Projeto: Através do Decreto-Lei n.º 73/2014, de 13 de maio foi proclamado o direito procedimental do cidadão ser dispensado de apresentar informação que a Administração Pública (AP) já tenha, quando este assim o consinta. Este direito é conhecido pelo princípio Only-Once e pode ser exercido mesmo quando a informação seja detida por um serviço ou organismo da AP diferente daquele que pede ao cidadão que entregue determinada informação. No que diz respeito às IES, a diretiva emanada pela Rede Interministerial para a Modernização Administrativa, através do seu grupo de trabalho Only-Once, promove a integração na iAP de um conjunto de certidões. Este consórcio considera pertinente este conjunto de certidões, no entanto, entende ser ainda mais ambicioso, alargando a integração às restantes certidões fornecidas pelos Serviços Académicos, após a necessária sistematização de conteúdos, estruturas e metadados. A eficiência da troca de informação respeitante ao conjunto das certidões estabelecidas apenas ocorre quando todas as instituições se estabelecerem como produtoras e consumidoras de informação. Aproveitando os desenvolvimentos realizados nos SI das IES, propõe-se uma expansão de âmbito da plataforma de interoperabilidade já desenvolvida para suportar um balcão virtual único (Balcão único para o Ensino Superior, repositório de diplomas, certidões, CV digital) onde um estudante ou alumni de uma IES possa solicitar e gerir os seus diplomas, certidões, declarações no âmbito das IES que frequentou. Considera-se de interesse integrar este balcão/ repositório com iniciativas com o Europass API, de forma a facilitar a geração de um CV. Este balcão deverá ser suportado pela Plataforma de Interoperabilidade IES+PERTO e estar integrado com a plataforma de interoperabilidade da AP e a plataforma de pagamentos da AP, permitindo que a partir do Portal do Cidadão também seja possível requerer e obter as certidões necessárias. Serão cumpridas as normas semânticas e os requisitos de interoperabilidade que venham a ser definidos no âmbito do Programa de Sistemas Integrados de Informação para a Gestão (SIIGES) para o Ministério da Educação e Ciência bem como as normas que venham a ser definidas para o depósito de teses e trabalhos de doutoramento e de dissertações e trabalhos de mestrado. As principais plataformas informáticas que as instituições dispõem para a gestão de informação de investigação são os designados CRIS (Current Research Information System), e os repositórios institucionais. Estes sistemas apresentam características de interoperabilidade entre si e também com outros sistemas institucionais, como sistemas de gestão de recursos humanos e sistemas de gestão financeira, entre outros, bem como com sistemas externos à instituição, por exemplo, com sistemas nacionais de gestão de ciência. Estas características de interoperabilidade visam procurar responder ao princípio Only-Once, para que os investigadores registem uma só vez a informação sobre os resultados da sua investigação e estes sejam disseminados de acordo com as necessidades e também visam responder às necessidades de gestão que se colocam, suportando em particular processos de avaliação docente.
A crescente adoção de políticas de acesso aberto, tanto por parte de instituições de ensino superior e de investigação como de entidades financiadoras, tem implicado o registo de artigos com arbitragem científica quer em repositórios de acesso aberto, quer em publicações periódicas, a via dourada. A maior parte dos sistemas de suporte à gestão de investigação não dispõe ainda de funcionalidades que permitam registar e controlar os custos associados à publicação de artigos em acesso aberto pela via dourada (Article Processing Charges - APC?s). Pretende-se no âmbito desta operação desenvolver um módulo de gestão dos vários aspetos do ciclo de vida dos APC?s que permita informar as instituições e as entidades financiadoras de ciência sobre a utilização destas verbas e a conformidade com políticas de acesso aberto. A Plataforma de Interoperabilidade possibilitará a integração de informação dos sistemas CRIS ou de repositórios locais com o SI da FCT. Pretende-se desenvolver ações, no âmbito da computação em nuvem, suportadas pelos resultados do projeto inter-cloud da operação IES+Perto, dando continuidade ao esforço de racionalização de centros de dados, ao aproveitamento da capacidade computacional instalada nas instituições em consórcio e ao desenvolvimento dos sistemas e processos de suporte à computação em nuvem, que permitam implementar serviços inovadores sobre a infraestrutura existente. Neste contexto, as ações a desenvolver são enquadradas nas áreas: Operação de sistemas; Gestão de serviços; Soluções avançadas de suporte a serviços em IPv6; Adequação de centros de dados e de infraestruturas de cloud partilhada.
As instituições de ensino superior que integram este consórcio pretendem definir e implementar uma framework de segurança de referência, alinhada com a Estratégia Nacional de Segurança do Ciberespaço, para utilização em organizações de grandes dimensões, idênticas às envolvidas neste consórcio. Esta arquitetura de segurança deve contemplar as seguintes áreas: Diagnóstico; Definição de políticas globais e boas práticas; Construção de uma base de conhecimento; Constituição de um grupo, transversal ao consórcio, para resposta a incidentes de segurança; Identificação e implementação de ferramentas para utilização comum.

Investigador Responsável: Eng.º Jorge China

Programa de Financiamento: PT2020 - SAMA

Instituição Financiadora: Agência para Modernização Administrativa

Data de início: 01-01-2014

Data de conclusão: 31-12-2017

Instituições participantes no Projeto: Universidade de Aveiro (proponente); Universidade do Porto (parceiro); Universidade de Coimbra (parceiro); Instituto Politécnico do Porto (parceiro); Universidade da Beira Interior (parceiro); Universidade de Trás os Montes e Alto Douro (parceiro)

Custo total elegível (EUR): 2.948.515,26€

Apoio financeiro da UE: 2.506.237,97€

Apoio financeiro público nacional: 442.277,29€

Técnico do Projeto: Alexandre Leal

Contacto: 239247021