a carregar...

UC.PT

Divisão de Projetos e Atividades

PTDC/DTP-PIC/6032/2014

PTDC


Código da Operação:
POCI-01-0145-FEDER-016781

Referência: PTDC/DTP-PIC/6032/2014

Título: Neuroimagem funcional em recém nascidos como preditor do neurodesenvolvimento

Área Científica: Ciências da Vida e da Saúde

Síntese do Projeto: Apesar da melhoria dos cuidados perinatais, a asfixia perinatal (AP) continua a ser uma causa importante de lesão cerebral adquirida devido à encefalopatia hipóxicoisquemica (EIH) e consequentes sequelas no neurodesenvolvimento. O efeito mais devastador nos sobreviventes é a paralisia cerebral mas défices sensoriais e cognitivos também podem ocorrer. A incidência da EIH em países desenvolvidos é de 3 por mil nadosvivos de termo. A investigação atual é dirigida à terapêutica adjuvante associada à hipotermia que possa melhorar os seus efeitos e à determinação do prognóstico numa fase precoce. Vários métodos têm sido usados na prática clínica diária, para predizer o prognóstico nos recémnascidos com AP, mas nenhum teve capacidade para discriminar os défices do neurodesenvolvimento a longo prazo, por isso são necessárias novas técnicas capazes de os reconhecer e caracterizar precocemente. As técnicas de neuroimagem funcional têm potencial para identificar as alterações associadas com a AP antes destas se tornarem clinicamente evidentes e por isso permitirem informar detalhadamente os pais e promover uma intervenção precoce, intensiva e dirigida. Os objetivos principais deste projeto serão: avaliar a precisão da ressonância magnética (RMN) cerebral estrutural e funcional efetuada nos recémnascidos com AP para predizer o neurodesenvolvimento aos 18 meses, relacionar a RMN funcional nos recémnascidos com AP e a avaliação detalhada do neurodesenvolvimento aos 18 meses, relacionar a estrutura e função da neuroimagem e comparar os achados da RMN funcional com os do nearinfrared spectroscopy (NIRS) funcional nos recémnascidos com AP. Será efetuado um estudo observacional. A RMN cerebral estrutural e funcional (repouso e após estimulação passiva visual, auditiva e sensitivomotora através de um paradigma em bloco) e ainda o NIRS funcional serão efetuados no mesmo tempo de aquisição nos recémnascidos com AP e controlos. Serão relacionados os dados da imagem estrutural e funcional. As alterações da oxigenação cerebral detetadas no NIRS funcional serão comparadas com o sinal blood oxygen level dependent (BOLD) resultante da RMN funcional assim como com os controlos. As crianças com AP e os controlos serão seguidas aos 1, 6, 12 e 18 meses de idade com avaliação do neurodesenvolvimento (função motora, neurodesenvolvimento global, comportamento e rastreio das perturbações do espectro autista, acuidade visual e auditiva). Os dados da RMN funcional serão relacionados com a avaliação do neurodesenvolvimento aos 18 meses. Esperamos demonstrar que o NIRS funcional é fidedigno quando comparado com a RMN funcional, podendo ser usado à cabeceira do doente. Esperamos provar que a RMN cerebral funcional nos recémnascidos com AP é um bom preditor do neurodesenvolvimento as 18 meses, conduzindo no futuro a uma melhoria no seguimento e intervenção dirigida numa fase precoce de acordo com o perfil funcional.

Investigador Responsável: Doutora Guiomar Gonçalves Oliveira

Instituição Financiadora: FCT - Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Data de início: 01-06-2016

Data de conclusão: 31-05-2019

Instituições participantes no Projeto: UC (proponente); Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (parceiro)

Custo total elegível (EUR): 197.352,00€

Apoio financeiro da UE: 167.749,20€

Apoio financeiro público nacional: 29.602,80 €

Técnico do Projeto: Filipa Ferraz

Contacto: 239247017