a carregar...

UC.PT

Adriana Calcanhotto

Biografia

Compositora/cantora, escritora, ilustradora e antologista brasileira, detentora dos títulos de Cidadã Honorária de Porto Alegre e do Rio de Janeiro, de Comendadora da Ordem JK e de Embaixadora da Universidade de Coimbra. 

Na carreira musical, lançou mais de uma dezena de discos e correu o mundo com concertos, performances e intervenções poéticas. Tem composições gravadas por intérpretes da música brasileira como Maria Bethânia, Gal Costa, Marisa Monte e Ney Matogrosso. Recebeu o prémio Grammy Latino em duas ocasiões: em 2004, com Adriana Partimpim, de Melhor Álbum Infantil, e em 2010, com Tua, Melhor Canção em Língua Portuguesa.

Como antologista e ilustradora, lançou livros para crianças com poemas e haicais de grandes poetas brasileiros.

Ilustrou o livro infantil Melchior, o Mais Melhor, de Vik Muniz (2011), recebeu prémio pela capa do álbum infantil Arca de Noé (2013).

Realizou proposições de artistas como Rita Lee, Lygia Clark, Lygia Pape, Joan Brossa, Yoko Ono e John Cage.

Participou no recital de lançamento, pela primeira vez no Brasil, da obra completa de Mário de Sá-Carneiro, com textos do poeta por ela musicados; 

Projeto lítero-musical itinerante Poemúsica com Augusto de Campos e Cid Campos;

Qualquer coisa de intermédio "Adriana Calcanhotto chante des auteurs portugais et brésiliens, Centre Cultural Calouste Gulbenkian, Paris, 2007";

Palestra na Akademie Der Künste Berlin sobre o Parangolé Pamplona, de Hélio Oiticica, 2010;

Palestra com o poeta Antonio Cicero sobre a criação de suas canções e de seus trabalhos em parceria, na Freie Universität Berlin, 2011;

Palestra com o poeta Augusto de Campos e o músico Antoni Rossell, especialista em música antiga, Professor Titular, Coordinador de l'Arxiu Occità - Institut d'Estudis Medievals da Universitat Autònoma de Barcelona, no teatro Tuca, São Paulo; 

Participação em Recitais com a obra de Mário de Sá-Carneiro, um deles no Real Gabinete Português de Leitura, no Rio de Janeiro, com a professora Cleonice Berardinelli, Doutora Honoris Causa pela Universidade de Coimbra em 2013, e membro da Academia Brasileira de Letras.

Na pele do heterônimo Partimpim,  gravou três álbuns, dois DVDs e fez digressões para crianças no Brasil e em Portugal, com canções brasileiras e traduções musicadas de poetas como Edward Lear e Lewis Carroll, traduzidos por Augusto de Campos, versões de Bob Dylan e poemas de Vinicius de Moraes e de Ferreira Gullar, por ela musicados. 

Em Dezembro de 2015, na Biblioteca Joanina da UC, foi nomeada Embaixadora da Universidade de Coimbra e, na companhia de Arthur Nestrovski, violonista, diretor da Orquestra Sinfônica de São Paulo, apresentou o recital Das Rosas, que está com datas agendadas para Lisboa, Porto e Coimbra, em Fevereiro de 2017. 

Em Julho de 2016 lançou Pra que é que serve uma canção como essa?, livro com algumas de suas letras compiladas pelo poeta Eucanaã Ferraz.