a carregar...

UC.PT

Antigos Orfeonistas da Universidade de Coimbra

Maestro Titular

VIRGÍLIO Alberto Valente CASEIRO

Nasceu em Ansião em 1948.

Possui o Curso Superior de Música (Canto) do Conservatório Nacional de Lisboa. Fez também Composição. Licenciou-se em Ciências Musicais pela Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Nova de Lisboa. Mestre em Ciências Musicais, pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Tem especialidades em Musicoterapia, Direcção Coral e de Orquestra.

Entre outros, trabalhou com: Mário Sousa Santos, Fernanda Rovira, Mário Mateus, Fernanda Correia, Joana Silva, Rudolph Knohl, João de Freitas Branco, Constança Capdeville, Rui Vieira Nery, Gerard Doderer, Christopher Bochmann, Fernando Eldoro, Pierre von Hawe, Jos Wuytack e Murray Schaefer. Foi Musicoterapeuta cerca de 10 anos, trabalhando com crianças portadoras de deficiência mental.

Foi Maestro e co-fundador do Coro de Professores de Coimbra no ano de 1981 /82.

Foi Maestro e co-fundador da Orquestra de Câmara de Coimbra no início da década de 90.

Foi Maestro do Orfeon Académico de Coimbra no período de 1982 a 1996. Enquanto ao serviço deste organismo foi homenageado com a indicação do seu nome para a Sala de Direcção do organismo, nas instalações académicas da A.A.C.

Foi Maestro e fundador (1997) do grupo coral masculino Schola Cantorum.

Foi Maestro da Orquestra da Associação de Antigos Tunos da Universidade de Coimbra, de 1999 a 2003.

Foi Maestro do Coro do Hospital Pediátrico de Coimbra.

Como musicólogo, tem realizado inúmeras conferências e comunicações, em Portugal e no Estrangeiro, em colaboração com instituições como a Universidade de Coimbra, Universidade de Trás-os-Montes, Universidade de Aveiro, Direcção Geral da Extensão Educativa, Ministério da Educação, Sindicato dos Professores, Associação Portuguesa de Educação Musical, Instituto Politécnico de Coimbra, Leiria, Castelo Branco, Bragança, etc.

Como maestro e cantor tem realizado concertos em Portugal e ainda em países como Espanha, França, Alemanha, Inglaterra, Holanda, Bélgica, Luxemburgo, Dinamarca, Itália, Vaticano, Angola, Canadá, Brasil e Estados Unidos da América.

Tem publicados os livros O Orfeon Académico de Coimbra - Das Origens à Actualidade; Novas Canções Automóvel.

É colaborador da imprensa e da rádio regionais.

Tem vindo a desenvolver há cerca de 20 anos uma experiência metodológica de Expressão Musical na ACM de Coimbra, com crianças em idade pré e escolar, com o objectivo de investigar o contributo da música no desenvolvimento e amadurecimento cognitivo, afectivo e motor.

Desenvolveu, até à sua aposentação, actividade docente na Escola Superior de Educação de Coimbra, onde foi Professor Adjunto de nomeação definitiva, tendo à sua responsabilidade a cadeira de Direcção Coral e Instrumental, bem assim como a de Prática Pedagógica.

Desenvolve actividade musical no grupo medieval e renascentista Ars Musicae, desde 1985, onde é Director Artístico, cantor e instrumentista, e no grupo de canção coimbrã Cancioneiro de Coimbra, desde 1982, onde é cantor.

Desde 2001 que assumiu a responsabilidade artística da Orquestra de Câmara de Coimbra, (a partir de 2005 Orquestra Clássica do Centro) sendo também seu Maestro Titular.

Em 2002 assumiu a responsabilidade artística da Orquestra Para-Sinfónica Juvenil de Coimbra.

Em 2003 foi agraciado com o diploma de Mérito Profissional, entregue pelo Rotary Club de Coimbra.

Iniciou em 2003 as funções de Maestro do Coro dos Antigos Orfeonistas da Universidade de Coimbra.

Em 2004 foi agraciado com a Medalha de Mérito, atribuída pela Câmara Municipal de Ansião. Ainda em 2004 foi agraciado com a Medalha de Mérito Cultural, atribuída pela Câmara Municipal de Coimbra, como reconhecimento do trabalho de intervenção musical e cultural que ao longo dos anos tem vindo a assumir na cidade, bem assim como na zona centro do país.

Já em 2006 foi agraciado com o prémio Prestígio – Salgado Zenha, pela Direcção-Geral da Associação Académica de Coimbra, como reconhecimento do trabalho desenvolvido em prol da Academia e da Cidade.

Ainda em 2006 e por decisão de Sua Ex.ª o Presidente da República, recebe a Comenda da Ordem de Santiago de Espada.