a carregar...

UC.PT

Arquivo da Universidade

História

O Arquivo da Universidade de Coimbra (AUC) é depositário da documentação produzida e recebida pela Universidade, criada por D. Dinis em 1 de março de 1290. Integra ainda os fundos documentais relativos ao Arquivo Distrital, que tem a si agregado.

Tem por missão fundamental "a preservação, o enriquecimento e o tratamento técnico do seu património bibliográfico e documental, o apoio ao ensino e à investigação e o prosseguimento de uma atividade cultural própria".

O documento mais antigo é o pergaminho da Colegiada de Guimarães do ano de 983.

As referências mais remotas sobre o Arquivo são feitas, indiretamente, em traslado da Carta Régia de 17 de novembro de 1525 sobre a eleição do Reitor da Universidade, no fim da qual é dito que o "original jaz no ezcanino do cartorio do studo".

Diploma de D. Dinis de fundação do "Estudo Geral" (Leiria, 1 de Março 1290)

Após a Reforma Pombalina da Universidade (1772), o cartório da Fazenda tornou-se distinto do cartório da Secretaria, este com documentos da vida académica.

De cartório privado da instituição, tornar-se-á em 1848 Arquivo Público pela Carta de Lei de 23 de maio do mesmo ano, que autoriza a venda em hasta pública dos bens da Universidade, à data já incorporados nos Bens dos Próprios Nacionais.

Em 1901, pelo Decreto n.º 4 de 24 de dezembro, o Arquivo passa a ser uma repartição autónoma na Universidade. Nesse ano, é nomeado o seu primeiro Diretor o Doutor António de Vasconcelos. Deve-se-lhe um importante estudo sobre a instituição: o Archivo da Universidade, publicado no Anuário da Universidade e reeditado pelo AUC em 1991.

Por sua vez, o Decreto de 19 de agosto de 1911 determina que "Todos os livros, documentos e processos que não forem necessários para o serviço … serão enviados para o Arquivo, a fim de serem convenientemente catalogados e arquivados", e que "No Arquivo … conservar-se-ão todos os livros de escrituração antigos e todos os documentos, tanto em pergaminho como papel, que se acharem na posse da mesma Universidade".

Bulário do Mosteiro de Santa Cruz (séc. XVI)

Com a incorporação de documentos provenientes de outras instituições, o seu património foi-se enriquecendo, passando a desempenhar, desde 1917, de facto, e desde 1931 de jure, as funções de Arquivo Distrital de Coimbra.

Em 1948, o Arquivo é transferido para o atual edifício, sendo à data o único com instalações construídas de raiz para o efeito, passando, pelo Decreto Lei n.º 46.350, de 22 de maio de 1965, a constituir um estabelecimento anexo à Reitoria; e o seu Diretor a ser escolhido "de entre três professores da Universidade indicados pelo Senado".

Depois de seis anos sob a tutela do IPPC (1980-1986), o Decreto Lei n.º 287/86, de 6 de setembro, devolve o AUC ao então Ministério da Educação e Cultura, através da Direcção-Geral do Ensino Superior e da Universidade de Coimbra, situação que ainda hoje mantém.

Matriz do selo da Universidade de Coimbra (séc. XIX)
  
Matrículas dos estudantes da Universidade de Coimbra (ano lectivo 1580-1581), fl. 4V-5