Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

António Ribeiro dos Santos, 1745-1818

Nasceu em Massarelos, Porto, em 1745, e faleceu em Lisboa, em 1818. Estudou humanidades no Brasil e direito na Universidade de Coimbra, onde se doutorou, tendo exercido o magistério entre 1779 e 1795. Membro efectivo da Academia das Ciências de Lisboa, foi também cronista da Casa de Bragança e censor régio. Homem de vasta cultura, aberto à modernidade no contexto de enciclopedismo que caracterizou a Europa das Luzes, dedicou-se aos estudos linguísticos, mas foi na historiografia que mais se salientou deixando, entre outros, inúmeros estudos sobre o povo e a literatura sacra hebraica, as origens e progressos da poesia portuguesa, a história das matemáticas, as origens e a evolução da tipografia em Portugal.

No ano de 1777, o reitor D. Francisco de Melo nomeou-o bibliotecário da Livraria do Estudo, ao tempo instalada no edifício conhecido hoje como Biblioteca Joanina. Iniciou a reorganização da Livraria da Universidade, no âmbito da reforma pombalina em curso, no sentido de "fomentar e facilitar os progressos dos Estudos". Elaborou um documento, hoje pertença da Biblioteca Nacional, intitulado Minuta para o regimento da Livraria da Universidade de Coimbra, onde, além de questões de organização interna, de tratamento documental e criação de catálogos, propunha objectivos tais como: tornar públicos os fundos da Livraria, ampliá-los e actualizá-los permanentemente com novidades literárias, artísticas e científicas, mesmo que proibidas pela Real Mesa Censória, e instalá-los condignamente. Sobre o modo como se deviam escolher os livros propunha a recepção de "Bibliografias, Jornais, efemérides, Mercúrios e Gazetas, e outros Livros de Novas Literárias, para que se possa conhecer o estado actual das Artes e ciências entre as Nações". Permaneceu no cargo até 1796, quando foi chamado para organizar e dirigir a Real Biblioteca Pública da Corte, actual Biblioteca Nacional, criada por D. Maria I por alvará de 29 de Fevereiro de 1796.

Bibliografia

ALMEIDA, Manuel Lopes de - Documentos da reforma pombalina. Coimbra : Universidade, 1937. Vol. 1, p. 260.

MOTA, Luís Carlos Martins de - A "Minuta para o regimento da Biblioteca da Universidade de Coimbra" de António Rebeiro dos Santos : algumas notas para o seu enquadramento histórico-cultural. In Universidade(s) : história, memória, perspectivas : actas do Congresso "História da Universidade". Coimbra : Comissão Organizadora do C.H.U, 1991. Vol. 2, p.197-228.