Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

Américo da Costa Ramalho (1921-2013)

Publication date: 16-07-2013 14:01

Américo da Costa Ramalho

Américo da Costa Ramalho nasceu em Almeida a 12 de Outubro de 1921.

Frequentou o Liceu D. João III em Coimbra e, em 1945, licencia-se em Filologia Clássica na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, com 18 valores. Doutorou-se em 1952, com a alta classificação de 19 valores e em 1954 foi nomeado Professor Catedrático da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.

Distinguiu-se pelos estudos que dedicou ao helenismo, à língua latina e ao humanismo português, no que respeita particularmente às obras em latim renascentista. Entre muitos outros escritores do Renascimento português, estudou especialmente a obra de André de Resende.

Foi bolseiro do Instituto de Alta Cultura na Universidade de Oxford (1947-1949); deputado à Assembleia Nacional (1957-1959), tendo interrompido o seu mandato para ensinar como “Visiting Professor of Portuguese”, na New York University (1959-1962). Entre 1975 e 1977 lecionou em várias universidades brasileiras, nomeadamente na Universidade Federal e na Universidade Estadual do Rio de Janeiro.

Foi diretor interino da Faculdade de Letras de 21 de Janeiro de 1969 a 30 de Abril de 1969 e diretor efetivo a partir de 17 de Março de 1970 até 1974.

Desempenhou ainda na Universidade os cargos de Diretor do Arquivo da Universidade de Coimbra (1973), Diretor do Instituto de Estudos Clássicos, Presidente do Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos, Co-fundador e Presidente da Associação Portuguesa de Estudos Clássicos. Em 1986 profere a Oração de Sapiência, na abertura solene do ano letivo na Universidade de Coimbra.

Foi académico de número da Academia das Ciências de Lisboa, membro do Instituto de Coimbra, membro efetivo da Academia Portuguesa de História, membro da Hispanic Society of America, Société des Études Latines (Paris), da Société Européene de Culture (Veneza) e da Real Academia de la Historia (Madrid). Obteve o Prémio Laranjo Coelho e o Prémio de História Calouste Gulbenkian e Presença de Portugal no Mundo, ambos atribuídos pela Academia Portuguesa de História.

Foi-lhe atribuída a Comenda da “Ordine al Merito della Republica Italiana”.

Faleceu em Coimbra, com 91 anos, no passado dia 4 de Julho de 2013.

A presente exposição é composta por algumas das obras selecionadas entre a sua vastíssima produção científica, monografias, artigos em periódicos, obras em colaboração, prefácios, introduções e algumas traduções.

Na Sala no Catálogo de 15 de Julho a 15 de Setembro, no horário de funcionamento da Biblioteca.

Obras expostas