Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

Mapas Antigos de Portugal na Biblioteca Joanina

Publication date: 20-04-2011 15:01

MapasNBJoanina

Continua patente até ao próximo dia 31 de Maio na Biblioteca Joanina da Universidade de Coimbra, a exposição “Mapas Antigos de Portugal” , que mostra alguns dos mais significativos exemplares da notável colecção de mapas antigos de Portugal que pertenceu ao Doutor Carlos Nabais Conde e que a Biblioteca Geral recentemente adquiriu.

No espaço, recentemente aberto ao público, dos pisos intermédio e da prisão do edifício da Joanina estão patentes 18 peças que cobrem a representação cartográfica do país entre os anos de 1482 e 1812. Começam na concepção ptolomaica da Península, passam pela progressiva construção da imagem do contorno de Portugal que hoje nos é mais familiar (embora nas primeiras formas apareça “deitado”) e terminam com uma curiosa carta manuscrita e inacabada do teatro das guerras peninsulares , apreendida nas Beiras pelos franceses a um oficial inglês.

A colecção Nabais Conde de mapas antigos, que contém mais de um milhar de peças, foi objecto de um processo de inventariação apoiado pela Fundação Calouste Gulbenkian. Logo que possível, será catalogada e digitalizada para poder figurar no catálogo das bibliotecas da Universidade de Coimbra e no repositório de documentos digitais “Alma Mater”. Mas, antes disso, os visitantes da Joanina podem desde já admirar alguns dos belos e preciosos mapas dessa colecção, a maior parte aguarelados, que incluem o primeiro mapa português de Álvaro Seco de finais do século XVI, nas edições de Jode, Ortelius e Allard, um mapa das ilhas dos Açores que inclui uma ilha inexistente, uma panorâmica de Coimbra do século XVI, uma gravura de Lisboa do século XVIII pouco antes do Terramoto, e curiosas cartas holandesas de vários trechos da costa portuguesa.

Para Carlos Fiolhais, director da Biblioteca Geral da Universidade, “esta exposição é uma oportunidade única de os visitantes de uma mais belas bibliotecas do mundo conhecerem alguns raros mapas antigos que dificilmente poderão ver juntos noutro sítio”.

Horário de Abertura da Exposição: 9 às 19 horas todos os dias da semana (mesmo horário que a Biblioteca Joanina).

Para mais informações: António Maia do Amaral (Tel. 239 859 816)