Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

Calendário de Candidaturas 2018/2019

Nesta página irá encontrar o  cronograma de ações de candidaturas ao curso de Doutoramento da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra desde a publicação das vagas até à data de matrícula e inscrição.

Antes de realizar a candidatura deve consultar as vagas disponibilizadas em cada fase.

Os critérios de seriação são os mesmos em todas as fases de candidatura.



1ª Fase

Publicação das vagas (mínimo por fase)
até 01 de março
Prazo de candidatura 1 de março a 30 de maio
Validação das candidaturas
01 a 06 de junho
Seriação das candidaturas e atribuição de creditações 07 a 13 de junho
Disponibilização das listas de seriação provisórias pelos avaliadores *
14 de junho
Audiência Prévia 15 a 28 de junho
Disponibilização das listas de seriação definitivas pela Direção das UO´s **
29 de junho
Matricula/ Inscrição*** 30 de junho a 06 de julho
Tome nota:
* A data aqui apresentada é a data prevista para divulgação dos resultados. No entanto, esta data pode sofrer algumas oscilações. Os candidatos com a candidatura validada recebem uma notificação automática com a indicação do resultado no dia em que a lista de seriação provisória é disponibilizada.
** A divulgação da lista de seriação definitiva está dependente da divulgação da lista de seriação provisória, uma vez que só pode ser disponibilizada depois de decorridos dez dias úteis.
*** Se a lista de seriação definitiva for disponibilizada em data posterior à data de matrícula e inscrição indicada, os candidatos colocados serão notificados com a indicação de um novo prazo de matrícula e inscrição no curso.

Mais informação...
Clique para mais informação... Cursos e Avisos de Abertura
Clique para mais informação... Vagas disponíveis para candidatura para cada fase

Atenção: Os candidatos "não colocados" ou "colocados" que não realizaram a matrícula e inscrição no curso têm a opção de transitar a candidatura para nova fase, caso exista. Os candidatos com a candidatura "invalidada" ou "não admitida", caso pretendam efetuar a candidatura numa fase posterior, deverão realizar nova candidatura pagando o emolumento correspondente.