a carregar...

UC.PT

Departamento de Ciências da Vida

Foto
Fernando José Pereira Florêncio

Categoria profissional: Professor Auxiliar

Morada institucional: Departamento de Ciências da Vida
Faculdade de Ciências e Tecnologia
Universidade de Coimbra
Calçada Martim de Freitas
3000-456 Coimbra
Portugal

Gabinete: 2º Piso do Colégio de S. Bento

Telefone: +351 239 240 719

Extensão interna: 262 219

Fax: +351 239 240 701

Email: fjpf@ci.uc.pt

Áreas de interesse: Antropologia política africana

Publicações mais relevantes/recentes:

Florêncio, F., et al, (coord.). 2010. Vozes do universo rural. Reescrevendo o Estado em África. Lisboa: Centro de Estudos Africanos/ISCTE-IUL & Gerpress.

Florêncio, F.,, 2005. À Procura dos mambo vaNdau. Estado e Autoridades Tradicionais em Moçambique. Lisboa: Instituto de Ciências Sociais.

Florêncio, F., Traditional authorities and Legal Pluralism: a comparative analysis on two case studies in Mozambique and Angola. Kyed, H.M., S. Araújo, A.N. de Souto and J.P.B.Coelho (eds.): The Dynamics of Legal Pluralism in Mozambique. State and Non-State mechanisms of justice and public safety. Maputo: Elográfico. (forthcoming 2011/12)

Florêncio, F., 2010. No reino da Toupeira. Autoridades tradicionais do M’Balundu e o Estado angolano. Florêncio, F., et al,. Vozes do universo rural. Reescrevendo o Estado em África. Lisboa: Centro de Estudos Africanos/ISCTE-IUL & Gerpress.

Florêncio, F., 2008. O terreno antropológico entre textos, reflexões e memórias. Frias, S., (org),  Etnografias e Emoções. Lisboa: Instituto Superior das Ciências Sociais e Políticas/UTL.

Florêncio, F., 2009. Un reino, dos reyes. Diferentes legitimidades en Bailundo (Angola). Revista CIDOB d’Afers Internacionals. nº87, pps. 167-189.

Florêncio, F., 2011. Uma História de violência sob as brumas des Virunga. Morte e poder no Ruanda. Cadernos de Estudos Africanos, nº 21, pps. 71-97.

Florêncio, F., 2011. Pluralismo Jurídico e Estado Local em Angola: um olhar crítico a partir do estudo de caso do Bailundo. Antropologia Portuguesa, nº 28, pps. 95-134.

Florêncio, F., 2008.  Autoridades Tradicionais vaNdau de Moçambique: o regresso do indirect rule ou uma espécie de neo-indirect rule?. Análise Social, vol. XLIII (2º), pps. 369-391.