a carregar...

FCTUC

Notícias de 2011

FCTUC participa no SAVE AGE - o primeiro estudo internacional focado na importância da eficiência energética nos lares de Idosos

Publication date: 04-05-2011 09:41

foto_fctuc_central

Universidade de Coimbra participa no Projecto internacional SAVE AGE – uma investigação que pretende implementar acções de eficiência energética nos Lares de Idosos

Preocupados com os tratamentos aos utentes, os lares de idosos descuidam, na sua maioria, os aspectos relacionados com a eficiência energética. É o que revela o SAVE AGE, o primeiro projecto internacional focado na importância da eficiência energética nos lares da terceira idade para a redução dos consumos de energia, mantendo ou melhorando o conforto.

Com um orçamento global de 1,5 milhões de euros, financiados em 75 por cento pela União Europeia, o SAVE AGE teve início em 2010 e envolve 10 países europeus. Tem como objectivo final a implementação de boas práticas e de melhores tecnologias para a utilização racional de energia nos lares da terceira idade na Europa.

A realidade portuguesa está a ser analisada por uma equipa de investigadores do Instituto de Sistemas e Robótica (ISR) da Universidade de Coimbra (UC). Do levantamento já efectuado, «verificou-se que existem na maioria dos lares alguns equipamentos com baixa eficiência energética e não apostam, p. ex., em colectores solares (usados para aquecimento da água). Ao nível dos comportamentos, os utentes não mostram grande preocupação com a redução de consumos, já o staff administrativo tem algumas preocupações com pormenores de grande importância, nomeadamente o desligar as luzes quando não estão a ser utilizadas», Adianta a investigadora Paula Fonseca.

Tendo em conta que cerca de 14% da população Europeia tem mais de 65 anos de idade e é expectável que este número duplique em 2050, o que significa que, nessa altura, o número de idosos deverá rondar os 80 milhões de habitantes, «este estudo irá fornecer ferramentas importantes para melhorar a eficiência energética nos lares de idosos, mas sem prejudicar os níveis de conforto, porque se trata de uma população com necessidades muito específicas» conclui a coordenadora da equipa portuguesa

Deste projecto, que tem a colaboração da rede EDE (European Association for Directors of Residential Care Homes for the Elderly), representando mais de 24 000 lares, vai resultar um manual de boas práticas e com recomendações técnicas para reduzir os consumos de energia. Serão ainda desenvolvidas, em cada país participante no projecto, acções de formação por forma a consciencializar os utentes e os funcionários dos lares para importância de mudarem o seu comportamento na utilização mais eficiente da energia.

Consulte as notícias
Diário de Coimbra
Diário As Beiras
Diário Digital
Ciência Hoje