a carregar...

GEMF

Grupo de Estudos Monetários e Financeiros

Estudos do GEMF, N.º 03 de 1996

  

O Teorema da Equivalência Ricardiana: Discussão Teórica


Carlos Fonseca Marinheiro

Faculdade de Economia, Universidade de Coimbra

Abstract:
A tese ricardiana sustenta que para um dado montante de despesa pública a substituição de impostos por dívida não tem qualquer efeito na procura global nem na taxa de juro. A dívida pública não tem qualquer efeito riqueza, o que faz com que em termos de efeitos na economia o financiamento da despesa pública por dívida seja equivalente ao financiamento por impostos.
Só que a equivalência para se verificar necessita da reunião de um conjunto restritivo de condições. É objecto deste texto a sua avaliação crítica. Discute-se ainda a posição de David Ricardo em relação à equivalência ricardiana, concluindo-se que ele nega a sua validade de facto.

Download PDF

Download
(115 KB)