a carregar...

GEMF

Grupo de Estudos Monetários e Financeiros

Estudos do GEMF, N.º 10 de 2001

 

A Especificação da Função de Produção Macro-Económica em

Estudos de Crescimento Económico:

Uma Análise com Dados em  Painel Aplicada a um Grupo de Países Europeus


Maria Adelaide Silva Duarte
Faculdade de Economia, Universidade de Coimbra

Marta Cristina Nunes Simões

Faculdade de Economia, Universidade de Coimbra

Abstract:
Esta comunicação insere-se numa investigação mais vasta que temos vindo a desenvolver sobre as causas do crescimento económico no seio da Europa. Para este efeito estimámos equações de convergência num quadro de crescimento neoclássico com capital humano. Em todos estes estudos a especificação considerada como representativa da tecnologia das economias da nossa amostra foi a função de produção agregada do tipo Cobb-Douglas. Contudo, a questão prévia que se poderia colocar a estes nossos trabalhos é a de saber se uma função de produção agregada do tipo CES não representaria de forma mais correcta a tecnologia dos países considerados. Em caso afirmativo, haverá possibilidade de crescimento endógeno no caso da elasticidade de substituição ser superior à unidade. Os nosso resultados com base numa amostra de dezassete países europeus entre 1960 e 1987 apontam para a não rejeição da função CES como mais correcta em termos de representação da tecnologia da nossa amostra, o que implica crescimento endógeno na Europa. Por outro lado, considerando individualmente cada país é possível identificar à partida factores promotores da convergência (ou divergência). Neste caso, os resultados apontam para algumas desvantagens dos já inicialmente mais desfavorecidos, Portugal, Grécia, Espanha e Irlanda.

JEL Classification: O41, O52, O57

Keywords: crescimento económico, crescimento endógeno, função de produção CES, função de produção de Cobb-Douglas, dados em painel.

Download PDF

Download
(95 KB)