Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

A Revista Filosófica de Coimbra (RFC) é uma publicação semestral da Secção de Filosofia do Departamento de Filosofia, Comunicação e Informação da Universidade de Coimbra. É publicada regularmente desde 1991, com o patrocínio da Fundação Eng. António de Almeida. 

A RFC publica artigos e estudos inéditos bem como recensões, admitindo textos de todas as correntes, temas e disciplinas filosóficas. Tem como critério editorial a qualidade e a relevância filosófica e científica dos textos, aferidas por uma rigorosa política de arbitragem científica através da qual os trabalhos enviados à redação se submetem a arbitragem científica baseada uma primeira apreciação do editor e do conselho de redação e, depois, a um processo de arbitragem anónima de pelo menos dois avaliadores.

O núcleo da RFC resulta da investigação atualmente realizada na Secção de Filosofia e da colaboração solicitada a especialistas portugueses e estrangeiros. As línguas de publicação mais frequentes da RFC são o português, o castelhano, o inglês e o francês. Desde o seu primeiro número a Revista reflete a diversidade dos moldes teóricos da investigação filosófica atual, no país e no estrangeiro, com textos de filosofia tanto da perspetiva sistemática quanto histórica, desde a filosofia grega até ao Século XXI.

A RFC é publicada em formato de papel e mantém um amplo sistema de permutas nacionais e internacionais, sendo distribuída por dezenas de bibliotecas nacionais e por outras tantas instituições espalhadas por treze países. Encontra-se ainda disponível em Impactum | Biblioteca Digital de Artigos Científicos.


The Revista Filosófica de Coimbra (RFC) is a biannual publication of the Philosophy Section of the Department of Philosophy, Communication and Information of the University of Coimbra. It has been published regularly since 1991, with the sponsorship of the Eng. António de Almeida Foundation. The RFC publishes articles and unpublished studies as well as reviews, admitting texts of all philosophical frameworks, themes and disciplines. Its editorial aim is to promote high quality philosophical research, as it can be measured by a rigorous policy of peer review. All the papers published in the RFC are submitted to scientific peer review based on a first appreciation by the editor and the Editorial board, and then, on a blind peer review process of at least two appraisers. The core of the RFC results from the research currently carried out in the Philosophy Section and the collaboration requested from Portuguese and foreign experts. The most frequently used languages of the RFC are Portuguese, Spanish, English and French. Since its first issue, the RFC reflects the diversity of the theoretical frameworks of current philosophical research, both at home and abroad, publishing papers from both a systematic and historical perspective, from Greek philosophy to the 21st century. The Journal is published in paper format and maintains a wide system of national and international exchanges, distributed by dozens of national libraries and by as many institutions spread across thirteen countries. It is also available in Impactum | Digital Library of Scientific Articles.


  • Revista Filosófica de Coimbra

Volumes disponíveis online:

Vol.1, Nº 1 (Março de 1992);
Vol.1, Nº 2 (Outubro de 1992)

Vol.2, Nº 3 (Março de 1993);
Vol.2, Nº 4 (Outubro de 1993)

Vol.3, Nº 5 (Março de 1994);
Vol.3, Nº 6 (Outubro de 1994)

Vol.4, Nº 7 (Março de 1995);
Vol.4, Nº 8 (Outubro de 1995)

Vol.5, Nº 9 (Março de 1996);
Vol.5, Nº 10 (Outubro de 1996)

Vol.6, Nº 11 (Março de 1997);
Vol.6, Nº 12 (Outubro de 1997)

Vol.7, Nº 13 (Março de 1998);
Vol.7, Nº 14 (Outubro de 1998)

Vol.8, Nº 15 (Março de 1999);
Vol.8, Nº 16 (Outubro de 1999)


Vol.9, Nº 17 (Março de 2000);
Vol.9, Nº 18 (Outubro de 2000)

Vol.10, Nº 19 (Março de 2001);
Vol.10, Nº 20 (Outubro de 2001)

Vol.11, Nº 21 (Março de 2002);
Vol.11, Nº 22 (Outubro de 2002)

Vol.12, Nº 23 (Março de 2003);
Vol.12, Nº 24 (Outubro de 2003)

Vol.13, Nº 25 (Março de 2004);
Vol.13, Nº 26 (Outubro de 2004)

Vol.14, Nº 27 (Março de 2005);
Vol.14, Nº 28 (Outubro de 2005)

Vol.15, Nº 29 (Março de 2006);
Vol.15, Nº 30 (Outubro de 2006)

Vol.16, Nº 31 (Março de 2007);
Vol.16, Nº 32 (Outubro de 2007)

Vol.17, Nº 33 (Março de 2008)
Vol.17, Nº 34 (Outubro de 2008)

Vol.18, Nº 35 (Março de 2009)
Vol.18, Nº 36 (Outubro de 2009)

Vol.19, Nº 37 (Março de 2010)

Vol.19, Nº 38 (Outubro de 2010)

Vol.20, Nº 39 (Março de 2011)

Vol.20, Nº 40 (Outubro de 2011)

Vol.21, Nº 41 (Março de 2012)

Vol.21, Nº 42 (Outubro de 2012)

Vol.22, Nº 43 (março de 2013)

Vol.22, Nº 44 (outubro de 2013)

Vol.23, Nº 45 (março de 2014)

Vol.23, Nº 46 (outubro de 2014)

Vol.24, Nº 47 (março de 2015)

Vol.24, Nº 48 (outubro de 2015)

Vol.25, Nº 49 (março de 2016)

Vol.25, Nº 50 (outubro de 2016)

Vol.26, Nº 51 (março de 2017)

Vol.26, Nº 52 (outubro de 2017)