a carregar...

FLUC

Grupo de Investigação em Geografia da Saúde

Saúde Urbana

Hoje o espaço urbano é um espaço crítico quando se associa a valores como qualidade de vida, bem-estar e saúde das populações. Na urbe dos nossos dias concentram-se problemas de desemprego, poluição, qualidade da habitação, iniquidades, pobreza, diversas formas de exclusão, e avolumam-se os casos de doenças infeciosas (novos e velhos problemas de saúde), doenças crónicas e sociopatias. O espaço urbano raramente é lugar de encontro e de segurança. Neste sentido, há urgência em conhecer as relações que se estabelecem entre o espaço físico, social, económico e os seus resultados na qualidade de vida, bem-estar e na saúde dessas populações, ou seja, entender as determinantes que têm impacto na saúde.

Investigação

NACIONAL

2006: Iguais ou Diferentes: cuidados de saúde materno-infantil a uma população de imigrantes. Em colaboração com o Serviço de Pediatria do Hospital Fernando Fonseca. Prémio BIAL de Medicina Clínica 2006, em co-autoria.

2005 a 2006: A saúde e a utilização dos serviços de saúde pelas crianças filhas de imigrantes. Estudo de caso no Hospital da Amadora/Sintra, em colaboração com o Serviço de Pediatria do Hospital da Amadora/Sintra.

2004 a 2007: Planeamento Urbano Saudável. Desenvolvimento e aplicação de um modelo ao caso da Amadora. Financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (POCTI/GEO/45730/2002). Prémio de Reconhecimento Científico 2008, Rede Portuguesa das Cidades Saudáveis.

INTERNACIONAL

2009 a 2012: Representação de Portugal no projeto europeu Socioeconomic inequalities in mortality in smalll areas of European cities at the turne f the century (INEQ-Cities), coordenado pela Agència de Salud Pública de Barcelona. Financiado pela DG SANCO da União Europeia, Public Health Executive Agency, através do Programa Community action in the field of Public Health

2009 (desde): Projeto internacional Natal, Cidade Saudável. Coordenado pelo Ministério de Saúde (Brasil).

2007 (desde): Representação de Portugal no projeto internacional Sistemas de Informação Ambientais para o Desenvolvimento Sustentável, coordenado pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo e Faculdade de Engenharia de São Carlos. Financiado pelo CAPES e ProDoc na linha de investigação de Políticas, Planeamento e Gestão.

2007 (desde): Representação de Portugal no projeto internacional Avaliação estratégica do processo de implementação das políticas de desenvolvimento e meio ambiente no município de Santo André, São Paulo. Coordenado pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo e Faculdade de Engenharia de São Carlos. Financiado pelo CAPES.

2003 a 2008: Projeto Europeu Social and Spatial Patterning of Health, Neighbourhood influences on health in different national settings. Coordenado pelo Medical Research Council's Unit (MRC) da Universidade de Glasgow, Financiado pelo MRC.

2003 a 2005: Participação na European Network for Co-operation and Exchanges on Social Exclusion and Health Issues for Migrants – Austria, France, Greece, Portugal, Spain, IOM International Organization for Migration / Organização International para as Migrações em Portugal, como parceiro, em colaboração com o Hospital Fernando da Fonseca, na área da Saúde com o projecto “A saúde dos Imigrantes Africanos”.

Principais Publicações

ARTIGOS EM REVISTAS INTERNACIONAIS COM REFEREE

1. 2012: Santana, P.; Santos, R. & Costa, C., “Overweight and Obesity. Places and people. A multilevel analysis in Lisbon Metropolitan Area“. European Journal of Epidemiology, 27(1), p.149-150.

2. 2012: Santana, P.; Costa, C.; Mari-dell’Olmo, M.; Palència, L.; Gotsens, M. & Borrell, C., “Socioeconomic inequalities and mortality: exploring possible relationships in the Lisbon Metropolitan Area“, European Journal of Epidemiology, 27(1), p.62.

3. 2011: Couceiro L., Santana P., Nunes C., “Pulmonary tuberculosis and risk factors in Portugal: a spatial analysis”, The International Journal of Tuberculosis and Lung Disease, Nov,15(11), p.1445-54.

4. 2011: Santana, P; Santos, R.; Costa, C. & Loureiro, A., “The influence of Walkable Urban Green Spaces in the Population of Amadora, Portugal”, TRIA - Rivista internazionale di cultura urbanistica,“The transversal role of the different knowledges in the promotion of the city“, vol.6, Università degli Studi "Federico II" di Napoli, Nápoles, p. 57-70.

5. 2010: Santana, P; Santos, R.; Costa, C.; Roque, N. & Loureiro, A., “Crime: Impacts of Urban Design”, TRIA - Rivista internazionale di cultura urbanistica, “Safety“, vol. 5, Università degli Studi "Federico II" di Napoli, Nápoles (p.39-48)

6. 2009: Williamson, L. M.; Rosato, M.; Teyhan, A.; Santana, P.; Harding, S. (2009) – “AIDS mortality in African migrants living in Portugal: evidence of large social inequalities”. Sexually Transmitted Infections 2009; doi:10.1136/sti.2008.034066, (p. 321–341).

7. 2009: Santana, P.; Santos, R. & Nogueira, H. (2009) – “The link between local environment and obesity: a multilevel analysis in the Lisbon Metropolitan Area, Portugal". Social Science and Medicine, vol. 68(4) (p. 601-609).

8. 2008: Teyhan A., Harding S., Rosato M., Santana P., "Cancer mortality in African migrants living in Portugal", European Journal of Public Health, Vol.18 (1): 5 (p. 45). 

9. 2008: Santos R., Santana P., Machado M., “Effects of Neighborhoods deprivation on adverse birth outcomes in an urban area of Lisbon metropolitan area”. European Journal of Public Health, Vol.18 (1): 5 (p. 134).

10. 2008: Santana P., Harding S., Williamson L., Teyhan A., Rosato M., "AIDS mortality in African migrants living in Portugal: evidence of large social inequalities", European Journal of Public Health, Vol.18 (1): 5 (p. 64).

11. 2008: Harding S., Teyhan A., Rosato M., Santana P., “All cause and cardiovascular mortality in African migrants living in Portugal: evidence of large social inequalities”, European Journal of Cardiovascular Prevention and Rehabilitation, vol 15, nº 6 (p. 670-676).

12. 2006: Harding S., Santana P., Cruickshank JK. , Boroujerdi M., “Birthweights of Black African and White babies in Portugal”, Annals of Epidemiology, 16:7 (p. 572-579).

13. 2006: Harding S., Boroujerdi M., Santana P., Cruickshank, “Decline in and lack of difference between, average birth weights among African and Portuguese babies in Portugal”, International Journal of Epidemiology, Vol. 35, N.º2. Oxford: Oxford University Press (p. 270-276).

14. 2002: Santana, P. (2002), “Poverty, social exclusion and Health”, Social Science and Medicine, 55 (p. 132-145).

ARTIGOS EM REVISTAS NACIONAIS

1. 2014: Gómez, A.; Costa, C.; Santana, P. (2014) "Acessibilidade e Utilização dos Espaços Verdes Urbanos nas cidades de Coimbra (Portugal) e Salamanca  (Espanha)", Finisterra, XLIX, 97, pp.49-68.

2. 2011: Santana, P. (2011), "Saúde e Qualidade de Vida em Meio Urbano", Indústria e Ambiente – Revista de Informação Técnica e Científica, 70 (p. 8-11).

3. 2010: Santana, P.; Costa, C.; Santos, R. & Loureiro, A. (2010) - “O papel dos Espaços Verdes Urbanos no bem-estar e saúde das populações”, Revista de Estudos Demográficos, nº 48, Instituto Nacional de Estatística (INE), Portugal (p. 5-33).

4. 2009: Santana, P. (2009) - “Por uma Cidade Saudável”, in: JANUS 2009 – Portugal no Mundo “Aspecto da Conjuntura Internacional. A Saúde no Mundo”. Jornal Público / Universidade Autónoma de Lisboa (p. 83-84).

5. 2009: Santana, P. (2009) – “Urbanização e Saúde”, in: JANUS 2009 – Portugal no Mundo “Aspecto da Conjuntura Internacional. A Saúde no Mundo”. Jornal Público / Universidade Autónoma de Lisboa (p. 80-82).

6. 2007: Machado, M.; Santana, P.; Carreiro, M.; Nogueira, H.; Barroso, M.; Dias, A. (2007) - “Cuidados de Saúde maternal e infantil a uma população de imigrantes”, Migrações - Revista do Observatório da Imigração, nº1, Setembro (p. 103- 127).

7. 2007: Santana, P. (2007) – “Saúde Urbana e Ambiente”, Rua Larga - Revista da Reitoria da Universidade de Coimbra, 17, Julho (p. 32-33).

8. 2006: Santana, P.; Nogueira, H. e Santos, R. (2006) -“O Papel do Ambiente Físico e Social na Construção de Comunidades Saudáveis. Ensaio Metodológico Aplicado à Amadora”, Revista Engenharia Civil/Civil Engineering, nº 27, Universidade do Minho, Portugal (p. 17-28).

LIVROS

1. 2007: Santana, P. (2007) – A Cidade e a Saúde (Coord.), Coimbra, Almedina (pp. 254).

2. 2007: Machado, M.; Santana, P.; Carreiro, M.; Nogueira, H.; Barroso, M.; Dias, A. (2007) Iguais ou Diferentes? Cuidados de Saúde materno-infantil a uma população de imigrantes, Prémio Bial de Medicina Clínica 2006, EIGAL, S.A. (pp. 211).

3. 2007: Machado, M.; Santana, P.; Carreiro, M.; Nogueira, H.; Barroso, M.; Dias, A. (2007) Maternal and Childhood Healthcare in Immigrant Population – Are they treated differently?, Bial Prize 2006, EIGAL, S.A. (pp. 197).

CAPÍTULOS DE LIVROS

1. 2012: Santana P., “Posfácio”, In: Philippi A., Malheiros T. (eds), Indicadores de Sustentabilidade e Gestão Ambiental, Coleção Ambiental, Editora Manole, São Paulo.

2. 2008: Santana, P.; Nogueira, H. (2008), “Environment and Health: Place, sense of place and weight gain in urban areas”, in: Place, sense of place and quality of life, John Eyles and Williams (eds.) (p. 153-165).

3. 2008: Santana, P.; Nogueira H. (2008), Mortalidade “evitável”. Avaliação das necessidades em saúde e acesso aos cuidados de saúde em Portugal. Problema na Grande Lisboa. In: Christovam Barcellos (org.) A Geografia e o Contexto dos Problemas de Saúde. Ed. ABRASCO, Rio de Janeiro. (p. 299-319) ISBN 978 85 61732 00 4.

4. 2008: Nogueira H.; Santana P.; Santos R. (2008), "Saúde urbana. A importância do contexto na autoavaliação da saúde em Portugal". In: C Barcellos (ed.), A Geografia e o contexto dos problemas de saúde. Ed. Abrasco, Rio de Janeiro (p. 193-221), ISBN 978 85 61732 00 4.

5. 2006: Santana, P.; Nogueira, H. e Santos, R. (2006), “Impacts of Urbanization on Weight Gain and Obesity in Portugal”, in: Urban Changes in Different Scales: Systems and Structures. R. González (ed.). Universidade de Santiago de Compostela, Publicacións, (p. 275-286).

6. 2006: Nogueira, H.; Santana, P. e Santos, R. (2006), “Linking perceptions of health to neighbourhood environment in Lisboa Metropolitan Area, Portugal”, in: The Sustainable City IV. Urban Regeneration and Sustainability. U. Mander, C.A. Brebbia e E. Tiezzi (eds.). Southampton, Boston, WIT Press, (p. 723-733) ISBN 1-84564-040-3.