a carregar...

Medicina Dentária Coimbra

Cursos práticos pré-congresso



Mais Informações e horários



22 março de 2017

1. Punctura de Pontos Motores para tratamento da dor miofascial em DTM

Resumo: De entre as diferentes entidades nosológicas envolvidas na Dor Oro-Facial, e uma vez excluídas causas dentárias/periodontais, as disfunções musculo-esqueléticas assumem-se como as mais frequentes, sendo o seu tratamento multidisciplinar. A Acupunctura na Medicina Dentária entende-se como uma modalidade terapêutica complementar, no tratamento destas disfunções. Neste curso iremos abordar o uso da Acupunctura na Dor Oro-Facial, as suas indicações e o seu mecanismo de ação. Serão ainda apresentados alguns quadros clínicos relativamente comuns na prática médico-dentária, apresentando a punctura de pontos motores como modalidade terapêutica. Neste curso, os alunos terão ainda a possibilidade de praticarem a punctura de alguns pontos motores previamente sinalizados e selecionados pelo corpo docente, todos com formação pós-graduada em Acupunctura em Medicina Dentária.

Preletores: Maria João Rodrigues; António Silvério Cabrita; Marco Loureiro.

Material necessário: Bata.

Duração: 3horas.

Número máximo de participantes: 40

2. Cor, estratificação e caracterização de dentes anteriores em resina composta - Curso teórico-prático

Resumo: A componente estética das restaurações no sector anterior é extremamente valorizada pelos pacientes. Contudo para além da cor e das propriedades ópticas, também o tamanho, a forma, a posição e a textura são preponderantes para a obtenção de uma restauração imperceptível. Quando um destes fatores falha, o resultado final da restauração pode ficar altamente comprometido, gerando insatisfação quer do profissional como do paciente. A visão direta é o método clínico predominantemente utilizado para a seleção da cor com auxílio de escalas “standard” como a escala Vita ou escalas individualizadas pelo fabricante ou pelo clinico para uma determinada resina composta. Em alternativa pode ainda recorrer-se à análise da cor com espectofotómetros clínicos que podem facilitar este procedimento. No entanto a interpretação visual da cor é variável de individuo para individuo e afetada por diversas condições ambientais que devem ser optimizadas. Na componente teórica serão abordadas as principais vantagens, indicações e limitações das técnicas de restauração direta em dentes anteriores em resina composta enfatizando a escolha da cor, bem como a sua ilustração mediante a apresentação de casos clínicos. A componente prática englobará a confecção passo-a-passo de uma restauração em resina composta direta num dente anterior em modelo, utilizando matrizes individualizadas e técnica de estratificação natural.

Preletores: João Carlos Ramos; Alexandra Vinagre; Ana Chambino

Duração: 4 horas.

Número máximo de participantes: 16

12. Workshop de instrumentação mecanizada com sistema Protaper Next e obturação Termoplástica. (Novo!!)

Resumo: A introdução da liga de níquel-titânio na produção de instrumentos de preparação mecanizada, na década de 90, permitiu um salto qualitativo impressionante em relação aos instrumentos clássicos. Desde então têm-se desenvolvido inúmeros sistemas para utilização em rotação contínua, com diferentes conceitos e técnicas subjacentes, evoluindo no sentido da diminuição do número de instrumentos e na melhoria da segurança e eficácia das técnicas. Mais recentemente, os clínicos têm também sido confrontados com a possibilidade de uma lima única de NiTi para preparação canalar e com sistemas que utilizam movimentos de rotação recíproca.

Perante a enorme diversidade de caraterísticas e especificidades dos sistemas existentes no mercado, torna-se difícil realizar uma escolha informada e esclarecida em relação ao sistema que mais se pode adequar à prática clínica de cada colega em particular.

O objetivo deste curso é dar a conhecer o sistema Protaper Next e obturação termoplástica, explorando em pré-clínico o protocolo operatório do sistema em dentes naturais.

Preletores: João Miguel Marques dos Santos; Paulo Jorge Palma; Diana Sequeira; Patricia Diogo

Material necessário: Dentes naturais incluídos em silicone, com cavidade de acesso realizada.

Duração: 4 horas

Número máximo de participantes: 20

3. Facetas Cerâmicas

Resumo: A reabilitação com facetas laminadas de cerâmica constitui uma opção de tratamento com um elevado potencial estético e simultaneamente preservação máxima da estrutura dentária, sem contudo comprometer a integridade estrutural das restaurações e a longevidade. As facetas são muitas vezes a primeira opção terapêutica, mas a sua utilização contínua a ser muito restrita e são consideradas outras opções menos conservadoras, sobretudo pela possível complexidade do tratamento com facetas e pela existência de alguns dogmas. Atualmente o protocolo de reabilitação com facetas está bem definido, cientificamente bem documentado e apresenta taxas de sucesso elevadas. Apesar de não ser um protocolo simples, o conhecimento das suas etapas e o cumprimento rigoroso permitem facilitar a sua execução e são essenciais para atingir níveis elevados de satisfação e sucesso. Objetivos: Conhecer os principais elementos e princípios da composição estética do sorriso; conhecer as indicações e limitações das facetas; analisar a composição do sorriso; usar ferramentas de diagnóstico e comunicação com o paciente; conhecer as técnicas e executar facetas provisórias; conhecer e efetuar os diferentes tipos de preparação para facetas; conhecer os materiais para facetas; saber os princípios de adesão (cerâmica e estrutura dentária); materiais e técnicas de impressão; conhecer e realizar as etapas de cimentação adesiva; usar materiais de acabamento; conhecer os materiais e técnicas de reparação de facetas.

Preletores: João Paulo Tondela

Material necessário: Óculos de proteção, godés e espátulas de inserção e escultura para compósito

Duração: 7 horas (manhã teórica com 3 horas e 30 minutos; tarde prática com 3 horas e 30 minutos)

Número máximo de participantes: 40

4. Cancro da cavidade oral: Genómica e Bioinformática na resolução de casos clínicos

Resumo: O cancro da cavidade oral é uma doença multifatorial que se desenvolve em várias etapas, resultando de perturbações nas vias que regulam a proliferação e a homeostasia das células. A utilização complementar de metodologias de genómica (o estudo do genoma de um organismo - os genes, a sua organização e função) e bioinformática (técnicas de informática ao serviço da biologia) permite melhorar a compreensão destes tumores através da identificação de regiões cromossómicas e genes chave no processo de carcinogénese oral, os quais podem ser úteis para a gestão e monitorização clínica destes doentes e também para a identificação de novos alvos terapêuticos. É fundamental a identificação de biomarcadores específicos que possam ser utilizados na prática clínica, complementando o diagnóstico e o sistema de estadiamento, auxiliando no prognóstico e na determinação de alterações consistentes com a resistência à radiação e/ou quimioterapia.  O estudo do perfil genómico do cancro da cavidade oral assume-se, deste modo, com a máxima pertinência, tendo em conta que a localização destes tumores permite o acesso fácil às amostras e, por conseguinte, o acompanhamento dos doentes em curtos períodos de tempo. Neste sentido, o recurso a estudos moleculares permite: Avaliar o risco de cancro em lesões potencialmente malignas; Prever o prognóstico e o potencial risco de recidiva em populações de risco, mesmo antes de qualquer manifestação clínica.

Neste curso teórico-prático pretende-se: Promover a análise e discussão de dados genómicos de doentes com cancro da cavidade oral obtidos com recurso a tecnologias de grande escala como por exemplo o microarray; Identificar, através de ferramentas de bioinformática, possíveis associações genótipo-fenótipo.

Esta abordagem prática e multidisciplinar permitirá não só analisar os dados provenientes dos doentes mas também integrá-los com informação disponível online em bases de dados de genómica, com o objetivo de otimizar e validar a identificação de possíveis biomarcadores de diagnóstico e prognóstico.

Preletores: Isabel Marques Carreira, Joana Barbosa de Melo, Francisco Caramelo, Miguel Patrício, Ilda Patrícia Ribeiro, Luísa Esteves

Material necessário: Computador

Duração: 4 horas

Número máximo de participantes: 40



5. Impressão 3D para o curso de Medicina Dentária

Resumo: Brevemente disponível

Preletores: António Cabrita

Duração: 2-3 horas

Número máximo de participantes: 40

23 março de 2017

6. Aplicação dos Microimplantes em Ortodontia

Resumo: Os microimplantes ortodônticos, dispositivos de pequenas dimensões e baixo custo, facilmente colocados e removidos, permitem vários movimentos ortodônticos com recurso à ancoragem esquelética. A ancoragem máxima associada ao máximo controlo libertou o ortodontista da colaboração dos pacientes nos tratamentos em que anteriormente havia necessidade de usar aparelhos extra‑orais ou elásticos inter‑maxilares, permitindo também a neutralização das forças de reação indesejáveis nos movimentos ortodônticos. O objetivo deste curso é fornecer aos participantes, os conhecimentos básicos essenciais; como considerações anatómicas, indicações e contra-indicações e biomecânica; concernentes à utilização de micro‑implantes nos tratamentos ortodônticos.

Responsável pelo curso: Luísa Maló

Duração: 3 horas

Número máximo de participantes: 40

7. O Registo Clínico na Qualidade em Saúde

Resumo: O registo de dados clínicos será analisado como um processo de Gestão em Saúde, no âmbito da Medicina Dentária. Neste sentido serão analisadas as variáveis que podem condicionar o resultado final e serão consideradas soluções para alguns dos problemas prementes. Como processo de Gestão serão analisados indicadores de Qualidade, no alcance da Excelência do cuidado de saúde.

Preletores: Ana Corte-Real

Duração: 2 horas

Número máximo de participantes: 40

8. Curso prático “hands-on” de instrumentação mecanizada e obturação termoplástica

Resumo: Para o sucesso no tratamento endodôntico é necessário realizar uma boa preparação quimiomecânica e uma correta obturação  tridimensional, promovendo o selamento canalar com o exterior. Durante o curso hands on iremos apresentar um dos sistemas mais inovadores no campo da instrumentação. A melhoria da liga da lima deste sistema permite respeitar a anatomia canalar, nomeadamente em canais curvos.  Seguidamente será realizada a obturação tridimensional recorrendo ao sistema  Guttacore. A utilização desta técnica permite ao clínico: obturação num só passo; fácil remoção do material em casos de retratamento, uma vez que incorpora um cone de gutta-percha.

Preletores: Roberto Estevez Luaña, Manuel Marques Ferreira, Siri Paulo, Ana Catarina Carvalho

Duração: 4 horas

Número máximo de participantes: 20



9.Desenho de estudos de investigação clínica

Resumo: O sucesso de um estudo de investigação clínica depende largamente da fase de desenho do mesmo. O desenho de um estudo pode ser sistematizado segundo um conjunto de procedimentos que permitem não só penetrar no âmago do método científico mas também garantir uma resposta inequívoca à questão de investigação. A fase de desenho deve ser conduzida de forma paciente mas acima de tudo de forma eficaz a fim de possibilitar uma estrutura clara de todo o plano de estudo que garanta o êxito que se espera. Assim, neste curso pretende-se discutir as etapas essenciais do planeamento de um estudo clínico, nomeadamente: O que é uma questão de investigação adequada; Quais são os diferentes tipos de estudos de investigação clínica e que hipóteses de investigação se podem colocar; Que escolhas podem ser realizadas no processo de amostragem, quais as implicações das mesmas; Como deverão ser estruturados os dados para posteriormente ser possível proceder a uma análise estatística coerente dos mesmos; Quais são os aspectos a definir ao desenhar o protocolo de um estudo de investigação clínica; Quais são os erros mais comuns a evitar ao desenhar e implementar um estudo de investigação clínica; Quais são as questões que podem ser aclaradas recorrendo a estudos exploratórios, quando é que os mesmos devem ser usados e em que medida é que se distinguem de estudos clínicos inferenciais; Quais são as etapas do desenho de um estudo de investigação clínica

Preletores: Francisco Caramelo, Miguel Patrício, Bárbara Oliveiros

Material necessário: Smartphone

Duração: 4 horas

Número máximo de participantes: 40

10. Técnica cirúrgica de Alongamento Coronário - hands on

Resumo: O alongamento coronário é um tratamento cirúrgico que pode ser conseguido através de diferentes técnicas: gengivectomia pura, retalho de reposicionamento apical com ou sem osteotomia, extrusão ortodôntica ou combinação de técnicas. A escolha da técnica prende-se principalmente com a quantidade de gengiva queratinizada existente e com a distância da linha amelo-cementária à crista óssea. O objetivo deste curso é apresentar guidelines de tratamento que possam orientar a decisão clínica de quando e como fazer um alongamento coronário. Pretendem-se analisar as técnicas de alongamento coronário disponíveis, apresentando as indicações, as contra-indicações e a previsibilidade de cada técnica individualmente.

Preletores: Isabel Poiares Baptista; Sérgio Matos; Orlando Martins; Tony Rolo; Daniela Silva; Elsa Domingues; Daniela Pereira; Joana Amaral; Álvaro Banaco; Jorge Ermida; Malva Correia; Francisco Marques; Manuela Carrilho

Duração: 4 horas (componente teórico com duração de 1 hora e 30 minutos; componente prática com duração de 2 horas e 30 minutos)

Número máximo de participantes: 30

 

11. Fundamentos de Pediatria para futuros Odontopediatras

Resumo: A abordagem desejavelmente holística da criança na consulta de Odontopediatria exige um domínio de  fundamentos gerais inerentes ao seu desenvolvimento físico, psíquico e social, dando resposta às necessidades particulares no diagnóstico e tratamento. Com este curso pretende-se valorizar o contributo de diferentes áreas da Pediatria na transmissão destes fundamentos em colaboração estreita com o Médico dentista.

Preletores: Ana Luísa Costa, Manuel Salgado, Carla Gapo, Nuno Lobo Antunes

Duração: 4 horas

Número máximo de participantes: 40

15.00 - Manuel Salgado – "O que todos devemos (ou precisamos?) saber de Pediatria” - parte 1

16.00 Intervalo 

16.30 - Manuel Salgado – "O que todos devemos (ou precisamos?) saber de Pediatria” - parte 2

17.30 -  Carla Gapo - “Respiração e crescimento da face”

18.30 - Nuno Lobo Antunes “Crianças difíceis”