a carregar...

FPCEUC

Instituto de Psicologia Cognitiva, Desenvolvimento Humano e Social

Artigos em revistas nacionais com arbitragem científica

  

Albuquerque, S., Fonseca, A., Pereira, M., Nazaré, B., & Canavarro, M. C. (2011). Estudos psicométricos da versão portuguesa da Escala de Impacto Familiar (EIF). Laboratório de Psicologia, 9(2), 175-189.

Antunes, T., Dimas, I., & Lourenço, P. R. (2012). Intragroup conflict and effectiveness: the moderate role of group emotional intelligence,in Atas do VII Congresso Português de Sociologia: Sociedade, Crise e Reconfigurações, Lisboa: APS. ISBN: 978-989-97981-0-6. Disponível em http://www.aps.pt/vii_congresso/?area=016&lg=pt

Brito, E., & Cardoso, L. (2011). Pessoas, Qualidade e Gestão do Conhecimento. Psychologica, 54.

Canavarro, M.C. & Pereira, M. (2011). Avaliação da qualidade de vida na infecção por VIH/SIDA: Desenvolvimento e aplicação da versão em Português Europeu WHOQOL-HIV-BREF. Laboratório de Psicologia, 9(1), 49-66.

Cardoso, L., & Ferreira Peralta, C. (2011). Gestão do conhecimento em equipas: Desenvolvimento de um instrumento de medida multidimensional. Psychologica, 55, 79-93.

Carvalho, C. & Andrade, M. (2012). A síndrome de burnout em docentes do ensino superior: O papel do conflito trabalho-família. In C. Carvalho, P. Lourenço e C. Peralta (Orgs.), A emoção nas organizações (pp. 111-136). Viseu: PsicoSoma.

Carvalho, C., & Gomes, A. D. (2011). Emergência e sentido da abordagem dos stakeholders: Importância da sua identificação e saliência, In A. D. Gomes (Ed.), Manual de Psicologia das Organizações do Trabalho e dos Recursos Humanos. Coimbra: Imprensa da Universidade.

Carvalho, C., & Peralta, C. (2011). Gestão das emoções em contexto de trabalho: Antecedentes e consequentes do emotional labor (trabalho emocional). Revista Psicologia na Actualidade Online, Nº 3/Out/2011, Cap. 17 (140-141): Social e Organizações.

Carvalho, C., Lourenço, P. R., & Peralta, C. F. (2012) (Orgs.). A emoção nas organizações. Viseu: PsicoSoma.

Carvalho, C., Peralta, C., & Castro, C. (2012). Work-life Balance/Imbalance: Poderá o trabalho facilitar a vida familiar?. Revista Psicologia na Actualidade Online, Nº 5/Fev/2012, Cap. 19 (138-139): Psicologia das Organizações.

Carvalho, C., Peralta, C., & Silva, D. (2012). Display rules, emotional labor e burnout em profissionais da saúde. In C. Carvalho, P. Lourenço e C. Peralta (Orgs.), A emoção nas organizações (pp. 71-92). Viseu: PsicoSoma.

Carvalho, C., Serra, M., Silva, D., & Figueiredo, C. (2011). Emotional Labor em profissionais do ensino e da saúde: Análise de duas estruturas dimensionais. Psychologica, 55, 95-113.

Cordeiro. P, Figueira, Ana P., Matos, L. (2011). Construção e Arquitectura do Questionário de Motivação Escolar (QME-Portugal), Revista Galego-Portuguesa de Psicoloxia e Educacion 19, Número 1 : 115 - 132.

Correia, A., Dimas, I., & Lourenço P. R. (2011). Se o coração pensasse, pararia? – Desenvolvimento de um Instrumento de avaliação da Inteligência Emocional Grupal. Psychologica, 55, 115-143.

De Sá Teixeira, N. A., & Oliveira, A. M. (submitted: under revision) Explorando a Trajetória Espácio-Temporal da Representação Dinâmica de Projéteis. Psicologia: Reflexão e Crítica.[IF 2011: 0.034]

Fachada, T., Carvalho, C., & Toderi, S. (2012). Emotional Labor em Profissionais dos Mercados Financeiros e sua relação com a satisfação e o stress ocupacional. In C. Carvalho, P. Lourenço e C. Peralta (Orgs.), A emoção nas organizações (pp. 49-70). Viseu: PsicoSoma.

Figueira, Ana P., Carvalho, S. (2011). As competências emocionais na formação do fisioterapeuta: Estudo com um grupo de alunos de Fisioterapia, Revista Ciências & Cognição 17, 1: 1 - 30.

Figueira, Ana P., Lobo, Rita. (2012). A trilogia atribuições causais, concepções pessoais de inteligência e mensagens de feedback. Um contributo para a compreensão do fracasso escolar, Praxis educacional 13, 13: 0 - 0.

Figueira, Ana P., Torres, M. A. (2011). A expressão dramática/teatro como prática nos 2º e 3º ciclos do ensino básico - um estudo na região de Coimbra, Revista Portuguesa de Educação artística, 1: 61 - 71.

Figueira, Ana P., Rodrigues, C. (2011). Funções da escola. Concepções dos pais, professores e alunos. Estudo comparativo, Praxis educacional 7, 10: 107 - 131.

Gomes, A.D., & Antunes, T. (2011). Rigor e Relevância: que papel num modelo de referência para a Psicologia das Organizações, do Trabalho e dos Recursos Humanos?, Psychologica, 55, 9-24.

Guedes, M., Carvalho, P., Pires, R., & Canavarro, M.C. (In Press). Uma abordagem qualitativa às motivações positivas e negativas para a parentalidade. Análise Psicológica.

Leandro, A., & Rebelo, T. (2011). A responsabilidade social das empresas: incursão ao conceito e suas relações com a cultura organizacional. EXEDRA, special issue Comunicação nas Organizações, 11-39. (http://www.exedrajournal.com/edicoes.html)

Lourenço, P. R., & Dimas, I. (2012). The impact of diversity and team culture on the effectiveness of workgroups, ,in Atas do VII Congresso Português de Sociologia: Sociedade, Crise e Reconfigurações, Lisboa: APS. ISBN: 978-989-97981-0-6. Disponível em http://www.aps.pt/vii_congresso/?area=016&lg=pt

Lourenço, P. R., & Rebelo, T. (2011). Psicologia das Organizações, do Trabalho e dos Recursos Humanos. Psychologica, 55, 5-7.

Margalho, R., Mendonça, N., & Pereira, M. (2011). Neurocognição e infecção por VIH: Implicações para a adesão à terapêutica e para a qualidade de vida e saúde mental. Sinapse, 11(1), 51-57.

Margalho, R., Pereira, M., Ouakinin, S. & Canavarro, M. C. (In Press). Adesão à HAART, qualidade de vida e sintomatologia psicopatológica em doentes infectados por VIH. Acta Médica Portuguesa.

Moreira, H., & Canavarro, M. C. (In Press). A adaptação ao cancro da mama nas fases de diagnóstico e sobrevivência: Será o investimento na aparência um factor relevante? Análise Psicológica.

Paredes, T., Canavarro, M.C. & Simões, M.R. (2011). Impacto do cancro do osso e tecidos moles no ajustamento emocional e na qualidade de vida. Revista Portuguesa de Saúde Pública, 29(1), 35-46.

Peralta, C. F., & Lourenço, P. R. (2011). Construção e validação do Questionário de Avaliação do Desenvolvimento Grupal, subsistemas tarefa e socioafectivo. Psychologica, 55, 145-166.

Pereira, M. & Canavarro, M.C. (2011). Influência da paridade na adaptação na transição para a maternidade em grávidas infectadas pelo VIH e grávidas sem condição médica associada. Análise Psicológica, XXIX(3), 425-438.

Pereira, M., & Canavarro, M.C. (In Press). Planeamento da gravidez na adaptação à transição para a maternidade de grávidas infectadas pelo VIH. Revista Portuguesa de Medicina Geral e Familiar.

Pereira, M., Melo, C., Gameiro, S., & Canavarro, M. C. (2011). Estudos psicométricos da versão em Português Europeu do índice de qualidade de vida EUROHIS-QOL-8. Laboratório de Psicologia, 9(2), 109-123.

Pinto, N., & Lourenço, P. R. (2011, in press). O Desenvolvimento Grupal em Equipas Desportivas: Concepção de um Instrumento de Avaliação do Nível de Existência Grupal. Actas do Seminário Internacional Desporto e Ciência 2011, Universidade da Madeira, Funchal, Portugal.

Rodrigues, N., Rebelo, T., & Coelho, J.V. (2011). Adaptação da Escala de Inteligência Emocional de Wong e Law (WLEIS) e análise da sua estrutura factorial e fiabilidade numa amostra portuguesa. Psychologica, 55, 189-207 (special issue Psicologia das Organizações, do Trabalho e dos Recursos Humanos organizado por Paulo Renato Lourenço e Teresa Rebelo).

Saldanha, M. F., Carvalho, C., & Peralta, C. (2012). Tradução e validação da escala linear/nonlinear thinking style profile para o contexto português. In C. Carvalho, P. Lourenço e C. Peralta (Orgs.), A emoção nas organizações (pp. 137-154). Viseu: PsicoSoma.

Silva, S., Bettencourt, D., Moreira, H., & Canavarro, M.C. (2011). Factores de risco e de protecção para a qualidade de vida de mulheres com cancro da mama: O papel dos contextos sociodemográficos, clínicos e das estratégias de coping nas diversas fases da doença. Revista Portuguesa de Saúde Pública, 29(1), 64-76.

Silva, N., Carvalho, C., & Lourenço, P. R. (2012). A emoção na organização: A complementaridade da inteligência emocional e do trabalho emocional. In C. Carvalho, P. Lourenço e C. Peralta (Orgs.), A emoção nas organizações (pp. 9-26). Viseu: PsicoSoma.

Teixeira, N., & Oliveira, A.M. (2012). Aristóteles versus Philoponus: Um estudo funcional da física dos projectos. Psychologica, 52, 545-560.

Vicente, A. L., Rebelo, T., & Agostinho, C. (2011). Relação das práticas de responsabilidade social interna nas organizações com a satisfação no trabalho e as intenções de saída: O papel mediador do ajustamento pessoa-organização. Psychologica, 55, 369-384 (special issue Psicologia das Organizações, do Trabalho e dos Recursos Humanos organizado por Paulo Renato Lourenço e Teresa Rebelo).