a carregar...

ICNAS

Instituto de Ciências Nucleares Aplicadas à Saude

68-Gálio-DOTANOC

INTRODUÇÃO

O estudo PET/CT com 68Ga-DOTA-NOC é um exame diagnóstico usado na avaliação de lesões com expressão de receptores 2, 3 e 5 da somatostatina, através da administração e.v. de um peptídeo análogo da somatostatina (NOC) ligado por um quelante (DOTA) a um emissor de positrões (68Ga). 

Comparativamente à cintigrafia clássica com análogos da somatostatina, este estudo apresenta maior sensibilidade (melhor resolução espacial, maior contraste alvo/fundo e melhor referenciação anatómica), além de maior comodidade para o doente (tempo total de realização do exame de aproximadamente 2h).


AS INDICAÇÕES CLÍNICAS MAIS FREQUENTES PARA ESTUDO PET COM 68GA-DOTA-NOC INCLUEM:

- Diagnóstico, estadiamento e re-estadiamento de tumores neuroendócrinos bem diferenciados. 

- Pesquisa de tumor oculto.

- Seleção de doentes para tratamento com análogos da somatostatina “frios” ou radiomarcados (177Lu-DOTA-x ou 90Y-DOTA-x) (PRRT-Peptide Receptor Radionuclide Therapy).

- Avaliação da resposta à terapêutica (cirurgia, radioterapia, quimioterapia ou terapêutica com análogos da somatostatina).


TUMORES QUE PODEM SER VISUALIZADOS NO ESTUDO PET COM 68GA-DOTA-NOC INCLUEM:

- Tumores com elevada expressão de receptores: tumores gastro-entero-pancreáticos (GEP) funcionantes e não funcionantes.

- Tumores do sistema simpático-adrenal: feocromocitoma, paraganglioma, neuroblastoma e ganglioneuroma.

- Carcinoma medular da tiróide.

- Adenoma pituitário.

- Carcinoma de células de Merkel.

- Carcinoma pulmonar de pequenas células.


PREPARAÇÃO PARA O EXAME: 

- Os doentes a fazer tratamento diário com análogos da somatostatina de ação curta devem interromper o tratamento durante 24 horas.

- Os doentes a fazer tratamento mensal com análogos de somatostatina de ação longa devem fazer o estudo PET/CT com 68Ga-DOTA-NOC imediatamente antes da administração seguinte. 

- Não é necessário estar em jejum para a realização deste exame. 


INFORMAÇÃO ÚTIL PARA OPTIMIZAÇÃO DA INTERPRETAÇÃO DO ESTUDO:

- História relevante de tumor primário conhecido ou suspeito.

- Presença ou ausência de sintomas funcionais.

- Testes laboratoriais (doseamento da Cromogranina A sob suspensão adequada de inibidores da bomba de protões, Acido 5-HIA urinário, NSE e outros).

- Outras modalidades diagnósticas (CT, MRI, Ecografia, Ecoendoscopia, Radiografias, resultado de biópsia, Ki67) (exames anteriores com relatório e CD se possível).

- História de biópsia recente, cirurgia, quimioterapia, radioterapia ou terapêutica radionuclídica.

- História de terapêutica recente com análogos da somatostatina.

Exemplos de imagens