a carregar...

CEIS20

Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX

Para uma perspectiva da Historiografia da Cultura em Portugal. 1916-1958. O Contributo Historiográfico e Epistemológico de Joaquim de Carvalho

Paulo Archer de Carvalho

Grupo de Investigação Correntes Artísticas e Movimentos Intelectuais

Paulo Archer de Carvalho, investigador integrado no Ceis20, responsável pela investigação Genealogia e modalidades do discurso intelectual no grupo Correntes artísticas e movimentos intelectuais, desde 1-X-2010 post doct., no II triénio (até 30-IX-2016), indaga perspectivas da historiografia da cultura, tendo como referente a episteme e metodologia na historiografia de Joaquim de Carvalho. No decurso da bolsa de pós-doc da FCT, publicou estudos, artigos e ensaios, entre lições e conferências.

Colaborou intensamente no Dicionário de História da República e do Republicanismo (CCCR-AR) e no Dicionário dos Historiadores Portugueses da Fundação da Real Academia de História até 1974, (Sérgio Campos Matos, ed.), foram publicados capítulos seus em livros científicos – Actas Outras Vozes na República, 2011, MPR, no prelo, Actas do Colóquio Joaquim de Carvalho e a história da ciência, Delfim Santos Sudies, FLUL, 2013 (no prelo); Actas Colóquio Internacional Judeus Portugueses no Mundo: Pensamento, Medicina e Cultura, Braga, UM-CEL-2014: em provas. Estudo «Pródromo à 2ª edição (um século depois)», in Joaquim Madureira, A Forja da Lei. A Assembleia Constituinte em notas a lápis (f-s ed.1915), Lisboa, AR, (2011:V/XXX); AAVV, A República, os Museus e o Património, Actas do Colóquio, Coimbra, CMC-MM, (2011:100/113). Estudo: Paolo Ars’er, «Autor i njegovo delo» in Fernando Katroga, Istoija, vreme i pamc’enje, Beograd, Clio (2011:292/294). Actas do Colóquio Internacional a História da Psiquiatria e da Saúde Mental. 2012: 2013: e 2014, este no prelo.

Publicou artigos científicos na área da sua especialidade na Revista de História das Ideias, 31-2010:389/414; 31-2010:621/624; 32-2011:631/658; 32-2011:409/436; 33-2012:463/526), na Revista Filosófica de Coimbra, 39-2011:213/244; na revista Estudos do século XX, Ceis20, 11-2011:245/260 e 12-2012:393/396; na revista Estudos Italianos em Portugal, IIP-2011:153/175; na Biblos, ns-IX-2011:251-318); na Seara Nova, 1718-IV-2011:4/7; na Locus, Revista de História da UFJF, Locus, MG-Brasil, 34-I-2012:7/31; no Arquivo Coimbrão, XLII-2012:341/389.

Organizou o Colóquio Internacional Joaquim de Carvalho, historiografia, filosofia, cultura (27-28-III-2014).