a carregar...

IIIUC

CECH - Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos

Apresentação Geral 



Fundado em 1967, o Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos distingue-se por uma robusta matriz filológica (nas áreas de língua, literatura e cultura), característica que o tornou num centro de referência para Estudos Gregos, Latinos e Neolatinos (Medievais e Renascentistas) em Portugal e num interlocutor de referência entre congéneres internacionais.

Distintivos do CECH são ainda os Estudos de Receção, na sentido de reescrita dos grandes mitos, mas também na atividade da tradução e sua representação artística e performativa, muito valorizada pela ligação à prática teatral (grupo Thíasos e Festival de Teatro de Tema Clássico).

Em anos mais recentes, o estudo das fontes foi enriquecido pela análise interpretativa dos fundos musicais, a partir da maturidade metodológica do CECH na abordagem de “corpora”, no que toca o estudo filológico e epocal. Com ele se concatena a prática musical (através da colaboração com Escolas Superiores de Música) e a forte dimensão laboratorial da investigação e transferência de saber projetada a nível internacional.

Este quadro metodológico é completado pelo suporte teórico filosófico facultado pelos estudos de racionalidade hermenêutica (em particular sob o influxo de Ricoeur), que estimulam a análise da conexão conceptual que liga a herança cultural clássica e a sua projeção no horizonte da Europa contemporânea, marcada pela crise e urgência de ética.



Coordenação e Estrutura Interna da Unidade



Dado o intenso cruzamento de saberes potenciado por estas áreas de especialização, muito marcadas pela investigação colaborativa e decorrente aferição crítica, o CECH não tem formalmente Grupos de Investigação autónomos, ainda que, em termos operativos, os investigadores se organizem em torno de cinco áreas de especialização preferenciais: Estudos Gregos, Estudos Latinos, Estudos Medievais e Renascentistas, Semântica e Pragmática da Arte, e ainda Racionalidade Hermenêutica.

+informação



Objetivos transversais



O CECH visa estudar o património cultural europeu, explorando o seu “corpus” de textos a partir de um ângulo abrangente de áreas complementares de especialização. E enquanto o centro promove a colaboração transversal entre as diferentes áreas, de maneira a alcançar os melhores resultados através da fértil interação interdisciplinar entre Investigadores, cada área também se concentra em um determinado "corpus" de textos e apresenta um plano de trabalho específico. Estes planos têm em comum um forte enquadramento filológico, indispensável para estabelecer com rigor, em cada caso, o “corpus” em análise, mas comporta igualmente o trabalho hermenêutico de dar sentido a esse “corpus”, agregando conhecimento especializado ao corpo de textos objeto de estudo. Ao explorar a tensão fértil entre a recuperação da tradição e a sua renovação criativa através de (re)interpretações em curso, o CECH procura colocar-se na vanguarda de uma investigação hermenêutica da herança clássica.



Projetos em Curso