a carregar...

IIIUC

CECH - Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos

Literatura e Política: construção e difusão do retrato de figuras públicas no mundo antigo

Referência do ProjetoInvestigadores Responsáveis
Datas
Literatura e política: construção e difusão do retrato de figuras públicas no mundo antigo

Portugal

    • José Luís Brandão (Universidade de Coimbra)

    Brasil

    • Fábio Faversani (Universidade Federal de Ouro Preto)
    2014 - _____
    • Contacto
    

     Descrição do projeto

    O retrato é uma das formas de intervenção política na antiguidade greco-romana, tendo em conta que, através dos elementos de realismo, distorção ou idealização, reflectem uma posição ético-ideológica que está na base da consciência cívica do mundo ocidental, transportada na época moderna para o Novo Mundo. As formas literárias dos referidos retratos têm continuidade em actuais biografias (autorizadas ou não) de políticos e outras figuras públicas, constituindo uma forma de intervenção cívica amiúde controversa e manipuladora.

    As biografias modernas continuam, pois, os tópicos e esquemas estabelecidos desde a antiguidade em textos biográficos, historiográficos, epigráficos, retóricos, filosóficos, poéticos etc. Tanto na antiguidade quanto na modernidade, os retratos literários circulam a par de outras imagens.

    No caso das sociedades antigas, as imagens que circulavam em moedas, estátuas, pinturas, relevos, mosaicos, bustos e tantos outros podiam tanto estar em consonância quanto em franco confronto com as imagens literárias. O estudo da construção do retrato antigo ajuda-nos, portanto, a perceber o fundamento de certas invectivas políticas ou narrativas encomiásticas consolidadas na memória cultural luso-brasileira, tanto quanto os conflitos e variantes que se observam ao longo do tempo.

    No nosso caso, são construções que atravessam os séculos com dinâmicas que permitem compreender melhor tanto as sociedades antigas quanto o universo contemporâneo.

    

    Objetivos


    1. Promoção da relação entre investigadores do CECH e de Instituto de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Federal de Ouro Preto, quer de seniores já de formação consolidada e reconhecimento internacional, quer de jovens investigadores em formação, numa integração das duas gerações para a execução bem sucedida de uma convergência estratégica de saberes de futuro consolidado no espaço luso-brasileiro;

    2. Reforço das relações culturais e científicas entre as duas universidades envolvidas através da mobilidade;

    3. Reforço da complementaridade entre estudos de natureza filológico-literária e histórica para a compreensão da identidade política e cívica comum aos dois povos representados pelos investigadores.

    4. Estimular o contacto e a colaboração entre os jovens investigadores de Coimbra e de Ouro Preto de modo a canalizar a experiência de cada um dos lados para a valorização de uma massa crítica conjunta.

    

    Financiamento

    Ao abrigo do Programa de Cooperação Científica e Tecnológica FCT/CAPES, o projeto foi aprovado no presente ano, sendo atribuído um financiamento destinado ao apoio da mobilidade anual de dois investigadores ao território brasileiro, nos termos do protocolo firmado. 

    O projeto tem as referências FCT 2417 e CAPES 10396/13-0.

    


    PublicaçõesComunicaçõesConferências/seminários

    

    Publicações

    

    Comunicações

    

    Congressos/Seminários

    Videos