a carregar...

RÓMULO CCVUC

RÓMULO – Centro Ciência Viva da Universidade de Coimbra

Novidades


Íris 4


Título: Íris científica 4
Autor: António Piedade
Publicação: Coimbra : Edição de autor
Ano: 2017

Sinopse

"O presente "Íris Científica 4" segue  alinha editorial dos livros anteriores. Estão aqui reunidas 33 crónicas publicadas entre 2016 e 2017 e que testemunham os recentes avanços em diversas áreas científicas, numa escrita que pretendo acessível a todos, mas rigorosa. Estão agrupadas em dois capítulos : o primeiro , "Além no Espaço", com textos maioritariamente sobre astronomia; o segundo, "Aqui na Terra", sobre temas mais ligados à vida no planeta Terra e ao papel da ciência na sociedade . O livro acaba com um pequeno ensaio sobre ficção científica, que escrevi em 2012 e que se encontrava inédito...
Por fim, espero que o leitor encontre nestes textos motivos para explorar o conhecimento científico, discuti-lo em família, com os amigos, com os colegas de trabalho."



 Mês de Novembro 

Oferta da editora Atlântico Press ao Rómulo

Atlântico PressAtlântico Press

Consulte os títulos desta colecção no catálogo


A ciência : e os seus inimigos


Título: 
A ciência : e os seus inimigos
Autor: 
Carlos Fiolhais e David Marçal
Publicação: 
Lisboa : Gradiva
Ano:
2017


[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 27 de Novembro 2017]

Sinopse

A ciência tem poderosos inimigos. Desde logo o autoritarismo e a ignorância, que muitas vezes andam de braço dado. 
A ciência tem-nos permitido viver cada vez mais e melhor. Mas enfrenta hoje sérios adversários, que põem em causa a nossa segurança e o nosso bem-estar. Impõe-se por isso a defesa da ciência, que é também a defesa da democracia. A ciência precisa da liberdade de pensamento que é marca das democracias. Mas as democracias também precisam da razão da ciência para assegurar prosperidade e bem-estar. A defesa da ciência é também a defesa da sociedade livre e aberta. 
Um novo livro com histórias de ciência, de dois autores e divulgadores de ciência bem conhecidos do público português: Carlos Fiolhais e David Marçal. Aqui se analisam temas muito actuais à luz da ciência, com um misto de informação, interesse e humor, tornando o livro apelativo para múltiplos leitores.


Um racismo imaginário islamofobia e culpabilidade



Título: Um racismo imaginário : islamofobia e culpabilidade
Autor: 
Pascal Bruckner ; tradução Pedro Vieira
Publicação:
Lisboa : Gradiva
Ano: 2017


[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 27 de Novembro 2017]

Sinopse

Existem demasiados racismos verdadeiros para nos pormos a inventar racismos imaginários. Há trinta e cinco anos que o termo «islamofobia» aniquila qualquer opinião crítica acerca do islão. Ora, uma grande religião como o islão não é redutível a um povo, pois tem uma vocação universal. Poupá-la à prova de um exame, realizado desde há séculos ao cristianismo e ao judaísmo, é encerrá-la nas suas dificuldades actuais. E condenar para sempre os seus fiéis ao papel de vítimas, ilibados de toda a responsabilidade pelas violências cometidas em seu nome. Desmontar esta impostura, reavaliar o que se chama «o regresso do religioso» e que é, ao invés, o regresso do fanatismo, celebrar a extraordinária liberdade que a democracia dá aos cidadãos, o direito de crer ou de não crer em Deus: estes são os objectivos do presente ensaio.


Benefícios do ensino superior : introdução ao estudo


Título: 
Benefícios do ensino superior : introdução ao estudo
Autor: 
Hugo Figueiredo e outros
Publicação: Lisboa : Fundação Francisco Manuel dos Santos
Ano: 2017


[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 27 de Novembro 2017]

Sinopse

Vale a pena investir num curso superior? Será que continua a garantir melhores salários e empregos? Que outros benefícios resultam do ensino superior? Tem efeitos positivos na saúde e no bem-estar individual? Motiva comportamentos positivos do ponto de vista coletivo, capazes de promoverem a participação política, a confiança nos outros e a tolerância à diferença? 

Esta obra propõe identificar e medir de forma abrangente, rigorosa e sistemática os benefícios do ensino superior para o caso português. Encara-os como multidimensionais: de consumo e de investimento, individuais e coletivos. Mesmo no contexto cada vez mais competitivo e desafiante para os diplomados, este estudo mostra que investir numa formação superior compensa.


A Universidade como deve ser

Título:  A universidade como deve ser
Autor:  António M. Feijó e Miguel Tamen 
Publicação: LisboaFundação Francisco Manuel dos Santos 
Ano: 2017


[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 27 de Novembro 2017]

Sinopse

'Que farei com este curso?' Esta é a pergunta que milhares de alunos se colocam todos os anos. E se for a pergunta errada? Um dos passos fundamentais para a liberdade individual está, hoje, reduzido à fórmula do emprego garantido. A universidade está presa à empregabilidade. Neste círculo vicioso, olhamos para a licenciatura como meio para atingir um fim cada vez mais especializado. O que a universidade realmente é e aquilo que deve ser, num ensaio que faz a radiografia ao coração do país e à educação universitária.


Outras mentes : o polvo, o mar e a origem profunda da consciência

Título: Outras mentes : o polvo, o mar e a origem profunda da consciência
Autor: Peter Godfrey-Smith 
Publicação: Lisboa : Círculo de Leitores 
Ano: 2017


[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 27 de Novembro 2017]

Sinopse

Embora os mamíferos e as aves sejam considerados as criaturas mais inteligentes do planeta, tem-se tornado claro nos últimos tempos que de um ramo mais distante da árvore da vida também brotou uma inteligência superior: os cefalópodes, entre os quais se destacam os polvos, além das lulas e dos chocos.
Em cativeiro, os polvos já são conhecidos por identificarem individualmente os seus tratadores, atacarem tanques de água vizinhos para arranjarem alimento, apagarem lâmpadas elétricas com jatos de água, entupirem escoadouros e fazerem fugas audaciosas.
Como é que um animal tão dotado se desenvolveu ao longo de uma linha evolucionária que é tão radicalmente distante da nossa? E que significado tem o facto de a evolução ter criado as mentes não uma vez mas, pelo menos, duas? O polvo é o mais próximo que temos de um ser alienígena inteligente. E o que podemos aprender com ele?


Desmond Bernal : Ciência na História

Título: Desmond Bernal : ciência na história
Autor: Raquel Gonçalves-Maia  
Publicação: 
Lisboa : Colibri 
Ano: 
2017


[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 27 de Novembro 2017]

Sinopse

"John Desmond Bernal gostava de dizer que a sua biografia devia ser escrita em quatro cores, em pa´ginas intercaladas, para mostrar as suas diferentes atividades, encaixadas. A tradição oral difere quanto à cor das páginas; preto e branco, certamente para a ciência, vermelho para a política, azul para as artes, roxo ou amarelo para a sua vida pessoal. [...]
No seu trabalho científico foi um grande pioneiro, cujas ideias e experiências iniciais tornaram possível muitos dos maiores avanços do nosso tempo na compreensão da estrutura e função em física, química e biologia."
Dorothy Hodgkin (1980) 



Gilbert Lewis : o átomo e a molécula


Título:
Gilbert Lewis : o átomo e a molécula
Autor: Raquel Gonçalves-Maia  
Publicação: 
Lisboa : Colibri 
Ano:
2017


[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 27 de Novembro 2017]

Sinopse

"Durante cinco anos, começando na primavera de 1929, passei um ou dois meses por ano em Berkeley como professor visitante em física e em química. Nestas prolongadas visitas a Berkeley tive o prazer de conversar com Lewis durante muitas horas, no seu escritório, na sua casa e na sua casa de campo em Marin County. [...]
Gilbert Newton Lewis mostrou ele próprio ser um dos maiores químico do século XX através do seu trabalho em termodinâmica química e noutros domínios, assim como através da sua formulação do princípio básico da ligação química - a ideia que a ligação química consiste num par de electrões mantidos juntos por dois átomos."
Linus Pauling (1984)



Linus Pauling : a natureza da ligação química


Título: Linus Pauling : a natureza da ligação química 
Autor: Raquel Gonçalves-Maia 
Publicação: Lisboa : Colibri
Ano: 2017


[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 27 de Novembro 2017]

Sinopse

"Pode dizer-se que, de modo geral, a ideia de Pauling desempenhou um papel essencial no desvendar da estrutura das proteínas. Mas foi mais longe. Rompeu com a limitação imposta pelos cristalógrafos sobre a natureza integral das espiras de uma hélice. Isto levou a uma nova generalização da cristalografia que teria de ter imensas repercussões. Poder-se-à dizer, "Apenas um cristalógrafo poderia ter previsto este desenvolvimento, mas se eles fossem bons cristalógrafos, teriam sido obrigados a rejeitá-la". Na verdade, a generalização de Pauling abriu caminho para um novo e muito mais vasto reconhecimento de estruturas semi-regulares que são semelhantes à helicoidal."
Desmond Bernal (1968)



Pensar como Stephen Hawking


Título: Pensar como Stephen Hawking : biografia inspiradora do cientista mais famoso do mundo
Autor: 
Daniel Smith
Publicação:
Amadora : Vogais
Ano: 2017

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 25 de Outubro 2017]

Sinopse

Stephen Hawking é um dos mais consagrados cientistas. O trabalho notável que tem desenvolvido ao longo dos anos na área da cosmologia contribuiu para uma melhor compreensão sobre o funcionamento dos buracos negros, tendo as suas teorias mudado a forma como vemos o Universo. Muitas das suas teses têm desafiado o mundo científico e, sobretudo, posto em causa a própria noção do tempo e a existência de um deus. 
Hawking tornou-se famoso pelo seu trabalho, mas a sua celebridade deve-se também à batalha que tem travado contra a esclerose lateral amiotrófica, uma doença degenerativa e incurável que o confinou a uma cadeira de rodas a maior parte da sua vida.  Descubra como uma mente extraordinária encarcerada num corpo frágil enfrentou todas as adversidades, mostrando-nos como tudo é realmente possível.


A utilidade dos saberes inuteis


Título: A utilidade dos saberes inúteis
Autor: 
Nuccio Ordine, Regina Gouveia ; prefácio de Maria Helena Damião da Silva
Publicação:
Lisboa : Fundação Francisco Manuel dos Santos
Ano: 2017

Recurso electrónico disponível
[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 25 de Outubro 2017]   


Sinopse

Não é verdade, mesmo em tempos de crise, que só é útil o que produz lucro. Nas democracias mercantis há saberes considerados «inúteis» que revelam uma utilidade extraordinária. Neste manifesto brilhante e original, Nuccio Ordine chama a atenção para a utilidade do inútil e para a inutilidade do útil através da reflexão de grandes filósofos (Platão, Aristóteles, Zhuang-zi, Montaigne, Campanella, Bacon, Kant, Heidegger, Bataille…) e de grandes autores (Ovídio, Dante, Moro, Shakespeare, Cervantes, Hugo, Dickens, Stevenson, García Lorca, Ionesco, García Márquez, Calvino, Lessing…). «A utilidade do inútil» é agora reimpressa no nosso país, está traduzida em 19 línguas, publicada em 26 países e é já um best-seller em Espanha, França e Grécia.


A Universidade livre de Coimbra

Título:  A universidade Livre de Coimbra : discurso pronunciado na sua sessão inaugural
Autor: Aurélio Quintanilha ; prefácio Paulo Archer de Carvalho 
Publicação: [S.l.] : Lema d'Origem 
Ano: 2017


[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 19 de Outubro 2017]   

Sinopse

"No meio deste século de um sórdido materialismo, acotovelado pelos que disputam, numa luta feroz, o pão de cada dia, uma só ambição me consome: Ser professor. Nem as vãs glórias do mando, nem o poderio do oiro me fascinaram ainda. E sinto que nenhuma outra actividade social poderia dar-me uma parcela sequer daquele sagrado entusiasmo, daquela alegria infinita que se apodera de mim quando vejo diante um curso, suspenso das minhas palavras, e me é dado assistir, naqueles olhos fitos nos meus, ao desabrochar da Ideia."
Aurélio Quintanilha, Educação de hoje educação de amanhã, Coimbra ("prefácio" da dissertação para o Exame de Estado da Escola Normal Superior), 1921.
[Exerto retirado da contra-capa)


Introdução ao estudo

Título: Introdução ao estudo : porque melhoraram os resultados Pisa em Portugal? : estudo longitudinal e comparado (2000-2015)
Autor: Ana Ferreira, Isabel Flores, Teresa Casas-Novas 
Publicação: Lisboa : Fundação Francisco Manuel dos Santos 
Ano: 2017  

Recurso electrónico dísponível
[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 19 de Outubro 2017]   

Sinopse

Neste relatório sintetiza-se a análise dos dados PISA (Programme for International Student Assessment) elaborada pelo projeto aQeduto entre dezembro 2015 e outubro de 2016. Este projecto resultou de uma parceria conjunta do Conselho Nacional de Educação (CNE) e da Fundação Francisco Manuel dos Santos (FFMS), com o objetivo de contribuir para um debate público, sustentado em evidência científica, no domínio da educação. O aQeduto debruçou-se sobre os dados provenientes do estudo internacional PISA, indo mais além do que os tradicionais rankings, divulgados sempre que o relatório de um novo ciclo de estudos é apresentado. Neste trabalho, a partir da informação disponível, procurou-se explicar a variação dos resultados dos alunos portugueses nos testes PISA (2000 a 2015), nomeadamente identificar os fatores responsáveis pela evolução positiva verificada em Portugal ao longo dos últimos quinze anos, tendo em conta três eixos fundamentais: i) os alunos; ii) as escolas; iii) e o país.


Requiem pelo planeta azul

Título: Requiem pelo planeta azul : [reflexões e interferências]
Autor: Regina Gouveia 
Publicação: Várzea da Rainha : [s.l.] 
Ano: 2017 
Assunto: Poesia

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 19 de Outubro 2017]   

Sinopse

Este livro reúne dois conjuntos de poemas: Requiem pelo planeta azul, poemas quase todos inéditos alguns escritos há cerca de 10 anos e Reflexões e interferências, um conjunto de poemas em segunda edição.

A primeira edição, esgotada, teve lugar em 2002 e esteve a cargo de Palavra e mutação.


Poemas fotograficos

Título: Poemas fotográficos = Poèmes photographiques = Photographic poems
Autor: Katia Andrade 
Publicação: Lisboa : Guerra e Paz 
Ano: 2017
Assunto: Poesia

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 19 de Outubro 2017]   

Sinopse

Poemas Fotográficos é um livro de poesia e fotografia: uma e outra num só corpo, inteiro e único. Um livro escrito em três línguas diferentes. As línguas que me habitam: o português, por amor à pátria; o inglês, por vocação científica; o francês, por opção.
Um livro sem muros nem ameias. 
Para voar.


Obrigado pelo atraso

Título: Obrigado pelo atraso : [um guia otimista para vencer na era da velocidade]
Autor: Thomas L. Friedman ; tradução Carla Pedro 
Publicação: Coimbra : Actual 
Ano: 2017
Assunto: Tempo -- aspectos sociais ; Sociedade actual ; Stress -- sociedade

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 19 de Outubro 2017]  

Sinopse

Um guia de campo para o século XXI, escrito por um dos seus observadores mais célebres.
Todos nós o sentimos que se está a passar algo grandioso: sentimo-lo no local de trabalho, quando falamos com os nossos filhos, quando lemos os jornais ou vemos o noticiário. As nossas vidas estão a ser transformadas por todos os lados ao mesmo tempo, e é estonteante.
Em Obrigado pelo Atraso, um trabalho diferente de todos os anteriores, Thomas L. Friedman expõe os movimentos tectónicos que estão a redefinir o mundo de hoje e explica como tirar o máximo proveito deles e amortecer os piores impactos. Nunca mais vamos olhar para o mundo da mesma forma depois de ler este livro: o modo como entendemos as notícias, o trabalho que fazemos, a educação de que os nossos filhos precisam, os investimentos que o nosso empregador tem de fazer e as escolhas morais e geopolíticas em que o nosso país tem de navegar - tudo isto será remodelado pela original análise de Friedman.
Friedman começa por nos levar à sua própria maneira de ver o mundo. Depois de um rápido editorial, passa a escrever o que se poderia chamar "uma coluna gigante sobre o século XXI". A sua tese é a seguinte: para entender o século XXI, precisamos de entender que as três maiores forças do planeta - A Lei de Moore (tecnologia), o Mercado (globalização) e a Mãe Natureza (alterações climáticas e perda de biodiversidade) estão em aceleramento simultâneo. Estas acelerações estão a transformar cinco pontos-chave: o local de trabalho, a política, a geopolítica, a ética e a comunidade. 


O 8º hábito


Título: O 8º hábito : da eficácia à grandeza
Autor: Stephen R. Covey ; tradução Maria José Cyhlar Monteiro
Publicação: Lisboa : Gradiva
Ano: 2017

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 10 de Outubro 2017]  

Sinopse

O mundo mudou drasticamente desde a publicação do sucesso de vendas internacional Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes, livro que influenciou milhões de pessoas. Os desafios e as complexidades que enfrentamos nas nossas relações, famílias, vidas profissionais e comunidades são agora de natureza e magnitude muito diferentes. 
Nos tempos actuais, para se singrar, inovar, brilhar e liderar é necessário ir além da eficácia e passar à grandeza. 
O acesso aos níveis superiores de génio humano e motivação, na realidade actual, exige uma mudança radical de pensamento – uma concepção nova, um novo conjunto de aptidões, novas ferramentas – em suma, todo um novo hábito. 
O 8.º Hábito mostra como resolver dilemas comuns, seja na vida profissional, seja na vida pessoal. Este livro de Stephen R. Covey mudará o modo como pensamos em nós mesmos e no nosso propósito de vida, assim como na nossa vida pessoal, profissional e social. O livro anterior, Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes, centrou-nos na eficácia; O 8.º Hábito mostra-nos o caminho para a grandeza em todos os campos. 


Tecnologia versus humanidade


Título: Tecnologia versus humanidade : o confronto futuro entre a máquina e o homem 
Autor: Gerd Leonhard ; tradução Florbela Marques ; revisão científica Carlos Fiolhais
Publicação: Lisboa : Gradiva
Ano: 2017

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 10 de Outubro 2017]  

Sinopse

O futurólogo Gerd Leonhard abre novos caminhos juntando o desejo da Humanidade de melhorar e automatizar tudo à nossa busca intemporal de liberdade e felicidade. Antes que seja tarde, devemos parar e perguntar: como adoptar a tecnologia sem nos tornarmos nela? Quando ocorrer – primeiro de forma gradual, depois subitamente –, a era da máquina vai constituir o maior marco histórico da vida humana. 
Inteligência artificial. Computação cognitiva. Comida impressa. A Internet das coisas. A morte da privacidade. O fim do trabalho, tal como o conhecemos. A longevidade radical. Que valores morais está preparado para defender – antes de o ser humano perder o seu significado para sempre? 
Gerd Leonhard fornece visões enriquecedoras e uma sabedoria profunda a líderes empresariais, a profissionais e a todos os que tenham de tomar decisões na nova era. 


Elementos essenciais de sociologia


Título: Elementos essenciais de : sociologia geral 
Autor: 
 David Pascoal Rosado
Publicação:
Lisboa : Gradiva 
Ano: 2017

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 10 de Outubro 2017]  

Sinopse

«Propositadamente este é um livro de sínteses com o intuito principal de conter, de forma objetiva, algumas das noções elementares no âmbito da sociologia geral. Este livro é assim, por imperativo lógico, apenas um primeiro passo para leituras mais arrojadas na área da sociologia, aqui entendida em sentido lato como ciência social que é. Serão leituras que certamente compensarão, porque aprender sociologia é muito mais do que apenas estudar problemas sociológicos. 

É, sobretudo, pensar em maneiras de resolver esses problemas. Tal como chegou a afirmar um sociólogo muito prestigiado (de seu nome Pierre Bourdieu) numa alusão que se tornou bastante conhecida, ‘a sociologia é uma arte marcial’.»


Segredos de gestão estratégica e inovação


Título: Segredos de gestão estratégica e inovação : a PT e outros desafios de Murteira Nabo 
Autor:
Albertina Dias
Publicação: Lisboa : Gradiva
Ano: 2017

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 10 de Outubro 2017]  

Sinopse

Neste livro conto a história da vida profissional do Dr. Murteira Nabo e também a história da inovação em Portugal e nos países da CPLP, com especial atenção à área das telecomunicações, mas não só. Além de uma biografia que visa essencialmente o percurso profissional do Dr. Murteira Nabo, descrevo 14 casos reais de gestão estratégica e da inovação, para os quais existem diversas resoluções possíveis do ponto de vista científico. Estou em crer que a riqueza de cada um destes casos reais permitirá a sua futura exploração, constituindo uma valiosa fonte de treino e aprendizagem.


Os tempos e os modos da justiça


Título: Os tempos e os modos da justiça : (uma visão europeia)
Autor: 
Orlando Afonso
Publicação:
Lisboa : Gradiva
Ano: 2017

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 10 de Outubro 2017]  

Sinopse

O Presidente da República Italiana, Pertini, em 23 de Julho de 1981, em tempo atribulado para a Justiça de Itália, afirmava, numa reunião do Conselho Superior da Magistratura a que presidia, «autonomia e independência da magistratura são bens preciosos, antes de mais, porque devem ser considerados como um dos pressupostos da execução de todos os outros princípios e preceitos da Constituição».

Em 1994, o director do jornal Le Monde começava o seu editorial dedicado às relações entre o poder político e a magistratura com um irónico incipit que ficou famoso: «Um espectro ronda a República, o do governo dos juízes.»

Este fantasma tem sido evocado, como ameaça contra a democracia, sempre que a Justiça atinge grupos ou personalidades marginalmente instaladas no mundo da política ou da economia.

A presente obra discorre sobre o papel, o lugar e o tempo da Justiça quer ao nível nacional quer no plano europeu enquanto pilar do Estado de direito e alicerce da democracia.

Nesse sentido são tecidas considerações doutrinárias sobre a independência, a legitimidade, a responsabilidade, a actuação do Poder Judicial e dos juízes em particular, numa época economicamente conturbada e socialmente ameaçada pelo terrorismo mundializado. 

Torna público o trabalho desenvolvido, ao longo dos últimos anos, no seio do Conselho da Europa e muito particularmente num dos seus departamentos, o Conselho Consultivo de Juízes Europeus, em matérias tão importantes como a Justiça e a Sociedade, as novas Tecnologias de Informação, o papel dos Tribunais em situações de terrorismo.

Finalmente as novas procuras de Justiça e os desafios colocados pelo «neo-liberalismo» colocam interrogações sobre o futuro dos direitos humanos e do papel dos Tribunais nas sociedades contemporâneas.


António Arnaut : fotobiobrafia


Título: António Arnaut : fotobiografia
Autor: Coordenação Isabel de Carvalho Garcia ; textos António Arnaut...[et al.]
Publicação: Coimbra : Minerva
Ano: 2017 

[Disponível para consulta presencial a partir do dia 20 de Setembro de 2017]

"António Duarte Arnaut, meu pai, pessoa do povo

Socialista, Republicano e Democrata, cidadão que tomou para si a responsabilidade de uma participação ativa no seio da sociedade, rejeitando a condição de súbdito.
Foi esta participação ativa na defesa dos mais fracos que o levou a ser um dos fundadores do Partido Socialista, abdicando da sua carreira como Advogado para se dedicar à politica, procurando aqui uma forma de se aperfeiçoar e concretizar o seu sonho.
Orientado pelos ideais da revolução Francesa, igualdade, liberdade e fraternidade, desenhou a mais bela obra social do século XX: o Serviço Nacional de Saúde. Parafraseando um dos heterónimos de Fernando Pessoa, Ricardo Reis, o meu Pai põe tudo quanto é naquilo que faz, e, como gosta de dizer, é como é, não tem avesso.
Obrigada, Pai, por tudo e por todos."

por Manuel António Arnaut



Futebol, o estádio global

Título: Futebol, o estádio global 
Autor: Fernando Sobral
Publicação:
 Lisboa : Fundação Francisco Manuel dos Santos
Ano: 2017


[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 20 de Setembro de 2017

Sinopse

Quem nunca foi treinador de bancada levante o braço. Não há estudos, mas, em 10 milhões de portugueses, não será arriscado afirmar que 10 milhões já viram um jogo, comentaram um lance, deram palpites sobre uma grande penalidade. Ou, simplesmente, cantaram o hino com a selecção nacional. Antes de o futebol ser o jogo de todos, aqui e além fronteiras, a história foi bem diferente. Do anonimato dos jogadores ao mercado de milhões, a transformação deste desporto em espectáculo de massas deve muito a factos, mas também ao inexplicável: a magia de um pé direito, o génio de um guarda-redes, as superstições de balneário. Era uma vez uma bola redonda. Universal e apaixonante, este é o retrato que faltava da grande paixão nacional.


Obras pioneiras da cultura portuguesa vol. 29

Título: Primeiro tratado de física : recreação filosófica ou diálogo sobre a filosofia natural (tomo I) [de] Teodoro de Almeida 
Autor: Direção José Eduardo Franco, Carlos Fiolhais ; coordenação Carlos Fiolhais  Publicação: Lisboa : Círculo de Leitores
Ano: 2017
Coleccção: Obras pioneiras da cultura portuguesa ; 29

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 20 de Setembro de 2017

Sinopse

"Apresentamos aqui, em versão moderna, o volume I da obra "Recreação filosófica ou diálogo sobre a filosofia natural", a 5.ª edição publicada em 1786, que não conhecia edição entre nós desde essa data. Tendo saído em vida do autor, foi por ele preparada, surgindo escrito no frontispício "muito mais correta que as precedentes". Após uma invocação ao Rei D. José I, um prólogo explicativo das intenções do autor e uma breve história da filosofia que, começando na Antiguidade Clássica, vai dar lugar à filosofia natural do Iluminismo, então triunfante, o seu corpo principal é constituído por um diálogo entre três personagens que discutem as leis da mecânica e da hidrostática. A mecânica fundada essencialmente por Galileu e Newton, e que foi chamada "nova ciência" ou "moderna ciência", baseada na observação, na experiência e na matemática, é colocada em nítido contraste com a "antiga ciência", baseada na doutrina de Aristóteles e de outros autores clássicos, que tinha sido convenientement adaptada ao cristianismo na Idade Média". [excerto retirado da introdução da autoria de Carlos Fiolhais].

Este é o volume 29 da coleção "Obras pioneiras da cultura portuguesa" que contará 30 volumes, é uma edição do Círculo de Leitores, tendo como entidades promotoras a Universidade de Coimbra e a Universidade Aberta, o Rómulo - Centro Ciência Viva foi uma das instituições científicas coordenadoras, esta obra conta com o alto patrocínio de Sua Excelência O Presidente da República, Professor Marcelo Rebelo de Sousa.


Obras pioneiras da cultura portuguesa vol. 1

Título: Primeiros textos em português : cantigas trovadorescas, prosa literária e documentação instrumental (seleção)
Autor: Direção José Eduardo Franco, Carlos Fiolhais ; coordenação José António Souto Cabo
Publicação: Lisboa : Círculo de Leitores
Ano: 2017
Colecção:
Obras pioneiras da cultura portuguesa ; 1

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 20 de Setembro de 2017

Sinopse

"Inauguramos a coleção com os "Primeiros textos em português : cantigas trovadorescas, prosa literária e documentação instrumental" A poesia lírica galego-portuguesa constitui património maior da lusofonia. Esta manifestação poética, um dos legados culturais mais importantes da Europa medieval, nasceu no seio da aristocracia galega no último quartel do século XII, importava da Provença, mas com características originais, tendo sido adotada em Portugal, muito provavelmente, já em finais dessa mesma centúria, o cultivo desta modalidade literária prolongar-se-ia até ao primeiro quartel do século XIV. A lírica profana ordena-se em três géneros maiores: a cantiga de amor, a cantiga de amigo e a cantiga de escárnio e maldizer. Os dois primeiros partilham a temática amorosa, embora com sujeito diversos, ao passo que o último, de natureza satírica, tem uma intenção cómico-burlesca. Por outro lado, as Acntigas de Santa Maria, compostas maioritariamente por relatos de milagres atribuídos à Virgem, constituem a mais significativa produção lírica de tipo religioso. Além de um conjunto representativo da poesia lírica, são integrados neste volume um grupo emblemático de textos de prosa literária e instrumental escritos em português desta época." [excerto retirado da introdução da autoria de Carlos Fiolhais].

Este é o primeiro volume da coleção "Obras pioneiras da cultura portuguesa" que contará 30 volumes, é uma edição do Círculo de Leitores, tendo como entidades promotoras a Universidade de Coimbra e a Universidade Aberta, o Rómulo - Centro Ciência Viva foi uma das instituições científicas coordenadoras, esta obra conta com o alto patrocínio de Sua Excelência O Presidente da República, Professor Marcelo Rebelo de Sousa.


O ensino Superior em Portugal

Título: O ensino superior em Portugal 
Autor: João Filipe Queiró
Publicação: Lisboa : Fundação Francisco Manuel dos Santos
Ano: 2017

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 18 de Setembro de 2017


Sinopse

"A educação, uma bandeira de líderes políticos e sociais. Nela, os portugueses vêem claramente o ensino básico e secundário. Porém, ao tentar distinguir o ensino superior, as coisas percebem-se menos bem.

Quando o futuro do país está na Educação, conhecer as universidades e as escolas superiores - que problemas enfrentam, como funcionam, que variedade oferecem, e sobretudo que valor estratégico têm para o nosso desenvolvimento - é vital. 

Se uma casa não se começa pelo telhado, também é verdade que não há soluções sem conhecer o problema. Este livro contribui para um debate importante: que ensino superior queremos para Portugal?"


Ajudar a cair

Título: Ajudar a cair : no Centro Nuno Belmar da Costa 
Autor: Djaimilia Pereira de Almeida
Publicação: Lisboa : Fundação Francisco Manuel dos Santos
Ano: 2017

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 18 de Setembro de 2017


Sinopse

"Nesta composição breve sobre vizinhança é acompanhado de perto o Verão de 2016 junto dos residentes do Centro Nuno Belmar da Costa, instituição pertencente à Associação de Paralisia Cerebral de Lisboa, situado no Bairro Residencial de Nova Oeiras. O que implica ser vizinho de alguém? Conheceremos pelo nome as pessoas de quem tomamos conta? Como nos modificam aqueles que não nos lembramos de termos deixado entrar na nossa vida? Estas são algumas das perguntas de fundo que "Ajudar a cair" tenta fazer e deixar em aberto".


The invention of science

Título: The invention of science : a new history of the scientific revolution 
Autor: David Wootton
Publicação: [S.l.] : Allen Lane, an imprint of Penguin Books
Ano: 2015

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 14 de Setembro de 2017

Sinopse

"We live in a world made by science. How and when did this happen? This book tells the story of the extraordinary intellectual and cultural revolution that gave birth to modern science, and mounts a major challenge to the prevailing orthodoxy of its history.

Before 1492 it was assumed that all significant knowledge was already available; there was assumed that all significant knowledge was already available; the was no concept of progress; people looked for understanding to the past, not the future. David Wootton argues that the discovery of America demonstrated that a new knoledge was possible: indeed it introduced the very concept of '"discovery', and opened the way to the invention of science."


A gripe e o naufrágio

Título: A gripe e o naufrágio : como as notícias representam os riscos
Autor: Gonçalo Pereira Rosa ; [cartoons António Jorge Gonçalves, Luís Afonso]
Publicação: Lisboa : Arranha-Céus
Ano: 2016

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 13 de Setembro de 2017

Sinopse

"Este livro, resultado directo de um projecto de doutoramento, pretende avaliar processos de construção do risco nas sociedades contemporâneas. Colocados perante problemas cuja complexidade e terminologia nem sempre dominam, os agentes sociais procuram integrar os riscos emergentes no seu quotidiano. Nem todos os riscos, porém, são assimilados da mesma forma.
A representação dos media para diferentes ameaças contribui significativamente para a amplificação ou atenuação do debate sobre cada risco e consequentemente para a sua assimilação pela audiência. A distorção entre a hierarquização dos riscos pelos peritos e as prioridades da divulgação noticiosa representa assim um promissor campo de investigação." [Excerto retirado da introdução] 


A hora da ilusão

Título: A hora da ilusão
Autor: João Céu Silva
Publicação: Lisboa : Gradiva
Ano: 2017

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 11 de Setembro de 2017

Sinopse

Um arquitecto senta-se no banco da estação ferroviária de Santa Apolónia enquanto aguarda que chegue a hora de partir para o estrangeiro, após responder a um anúncio. Perdeu o emprego e no seu país não consegue encontrar alternativa, por isso aceitou um trabalho como carpinteiro numa propriedade agrícola localizada no hemisfério de baixo…
A tarefa para que foi contratado não envolve o desenho de edifícios, mas sim uma estranha sucessão de esculturas em sete pilares de madeira, numa comunidade onde cada um dos membros também foi obrigado a abandonar a sua forma de vida anterior e recomeçar do nada.

A odisseia de um desempregado dos tempos modernos 

Enquanto isso há um segundo dilúvio em curso. Milhares de anos após a sua primeira operação de salvamento, Noé desiste de construir uma segunda Arca e percorre o planeta num dirigível, recolhendo os sobreviventes a quem irá permitir uma nova vida num pequeno país à beira do Atlântico.


Salvar os média


Título: Salvar os média : capitalismo, financiamento participativo e democracia
Autor: Julia Cagé ; [tradução Jorge Pereirinha Pires]
Publicação: Lisboa : Temas e Debates ; Círculo de Leitores
Ano: 2016

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 11 de Setembro de 2017

Sinopse

Os média estão em crise. Não apenas a imprensa escrita, mas toda a cadeia de produção de informação. Confrontados com uma concorrência crescente e com a descida inexorável das receitas publicitárias, os jornais, as rádios, as televisões, os pure players andam todos à procura de um novo modelo. Baseando-se num estudo inédito dos média na Europa e nos Estados Unidos, este livro propõe-se criar um novo estatuto de «sociedade de média sem fins lucrativos», intermediário entre o estatuto de fundação e o de sociedade por ações.


Ética em investigação científica


Título: Ética em investigação científica : [guia de boas práticas com estudos de caso] 
Autor: Luís Adriano Oliveira
Publicação: Lisboa : Lidel
Ano: cop. 2013

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 11 de Setembro de 2017

Sinopse

A vertente ética da investigação científica atual exige séria reflexão. De facto, o universo dos investigadores deixou de se restringir ao que era antes uma elite de “sábios”, para passar a abranger toda uma gama de “seres normais”, cujo contributo para o avanço do conhecimento consiste essencialmente em pequenos passos incrementais. Em resultado desta vertiginosa “democratização” do conceito de cientista, a capacidade de publicar passou a ser condição imprescindível para que qualquer investigador científico possa salvaguardar, enquanto seu, esse mesmo estatuto. 

Tal necessidade de sobrevivência, em ambiente altamente competitivo, pode constituir fator de pressão e, por essa via, abrir caminho à tentação de enveredar por formas de atuação cuja maior celeridade na obtenção de resultados de sucesso seja conseguida em prejuízo da imprescindível garantia de qualidade e de fiabilidade. Circunstâncias desta natureza atentam contra a integridade do conhecimento científico, ameaçando gravemente a confiança que a sociedade nele deposita.

Promover o respeito pelas chamadas boas práticas em investigação científica é o objetivo central deste livro. Para além de um breve enquadramento da investigação em si, o texto desenvolve tópicos como:

  • Valores e circunstâncias que os desafiam;
  • O erro na investigação científica;
  • Conflitos de interesse e de compromisso;
  • Reconhecimento de mérito em investigação científica;
  • Ética na avaliação da investigação realizada;
  • Reação à conduta científica censurável.


Incluindo diversos estudos de caso, o texto dirige-se essencialmente a investigadores (do tecido académico ou do meio industrial) e também a quem desempenhe funções (de natureza editorial, administrativa, associativa ou outra) em instituições, públicas ou privadas, de apoio, de divulgação e de avaliação da investigação científica.


Educação científica para todos

Título: Educação científica para todos
Autor: Glen S. Aikenhead ; trad. Maria Teresa Oliveira
Publicação: Mangualde : Pedago
Ano: 2009

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 11 de Setembro de 2017

Sinopse

A procura de jovens qualificados com uma sólida formação científica continua a crescer. Muitos jovens têm iniciado carreiras como cientistas ou engenheiros, tanto em Portugal como no estrangeiro e têm-no feito com imenso sucesso. Mas virão todos os jovens que estudam ciências a ser cientistas ou engenheiros? Quais são ou devem ser as finalidades da educação científica? 

A ciência escolar tem tentado, tradicionalmente, socializar todos os estudantes numa forma de pensar científica, identificar os melhores entre os melhores (a elite académica), fundamentalmente para suprir as necessidades da ciência universitária e dos cursos de engenharia. Os outros estudantes que constituem o mundo de diversidade são, habitualmente, postos de lado. 
Geralmente, estes não possuem uma visão científica do mundo. Eles sentem a ciência escolar como uma cultura estranha. Eles são outsiders de um ensino que afunila os estudantes mais capazes para cursos universitários.

Este dilema da "ciência para todos" versus "ciência para uma elite" tem minado a educação científica desde os seus primórdios. Por um lado, existe um ponto de vista que promove a utilidade prática, valores humanos e uma ligação com os problemas pessoais e sociais de forma a promover e a alcançar a inclusão e um ensino centrado nas necessidades dos alunos. Por outro lado, subsiste uma visão tradicional defendida pelas associações científicas profissionais que promove o rigor do treino mental, uma triagem académica para alcançar a exclusividade e um ensino centrado na preparação de cientistas. 

A ciência escolar é uma entidade incrivelmente complexa, pois está relacionada com a cultura da ciência, do país, da comunidade, da escola, da profissão docente e muitas outras subculturas. Como tem a ciência escolar lidado com esta dupla realidade? Como deve lidar? Quais as implicações destas questões para a prática educativa?


Filosofía para bufones


Título: Filosofía para bufones : un paseo por la historia del pensamiento a través de las anécdotas de los grandes filósofos 
Autor: Pedro González Calero ; ilustraciones de Anthony Garner
Publicação: Barcelona : Ariel
Ano: 2007

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 11 de Setembro de 2017

Sinopse

Cuando un alfarero le preguntó a Sócrates si debía casarse o permanecer soltero, este respondió:“Hagas lo que hagas te arrepentirás”. 

Cuando Diógenes fue hecho prisionero y puesto a la venta como esclavo, el vendedor le preguntó qué sabía hacer, y este respondió:“Sé mandar. Mira a ver si alguien quiere comprar un amo”.

En su juventud, san Agustín recitaba esta plegaria: "Señor, concédeme castidad y continencia, pero espera unos años."

Cuando a Madame de Staël le preguntaron por qué las mujeres guapas tenían más éxito entre los hombres que las inteligentes, respondió:“Porque hay pocos hombres ciegos, pero muchos hombres tontos”. 

Cuando alguien preguntó a Bertrand Russell po qué nunca había escrito sobre estética, éste respondió: "Porque no sé nada de estética..., aunque reconozco que no es una buena excusa, porque mis amigos dicen que mi ignorancia nunca me ha impedido escribir sobre otros temas."

¿Es compatible la filosofía con el humor? ¿Es posible aprender filosofía a carcajadas? En este libro desternillante el lector es invitado a un viaje por la historia de la filosofía y las vidas de los filósofos, en el que se encontrará con el malhumor de la esposa de Sócrates, los sueños de Maquiavelo, las opiniones de Kant sobre el matrimonio, las despiadadas mordacidades de Nietzsche, la deducción lógica de Russell de que él y el Papa son la misma persona, la agresividad de Wittgenstein atizador en mano... 

Filosofía a carcajadas. Un recorrido por la historia del pensamiento de la mano de las anécdotas y las agudezas de los grandes filósofos.


Istruzione e sviluppo

Título: Istruzione e sviluppo: il declino dell`analfabetismo nel mondo occidentale
Autor: Carlo M. Cipolla
Publicação: Bologna : Il Mulino
Ano: 2002

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 12 de Setembro de 2017

Sinopse

La ripresa di questo piccolo saggio di Cipolla, apparso nel 1969 in inglese e in italiano due anni dopo per la Utet, dedicato al tema dell'istruzione, offrirà al lettore contemporaneo diversi spunti di interesse. Intanto si trattò di un lavoro pionieristico: dopo di allora gli storici hanno riempito interi scaffali con i loro scritti sull'alfabetizzazione, sulla scuola popolare, sull'istruzione tecnica, sul contributo dell'istruzione alla crescita economica. La sua ricostruzione storica ci fa vedere meglio come, in ampie realtà del mondo in via di sviluppo, il problema dell'istruzione resti uno dei fattori-chiave del decollo economico. Queste pagine si apprezzano infine come prova precoce del talento storiografico e del garbo narrativo dell'autore, destinati a trovare espressione compiuta in molte opere fondamentali.


Idade Moderna I ; Idade Moderna II

Título: Idade moderna I : séculos XVI e XVII ; Idade moderna II : séculos XVIII e XIX
Autor:  [edição, tradução e coordenação Atlântico Press] ; [revisão Teresa Souto].
Publicação: [S.l.]Atlântico Press, D.L. 2016 ([Rio de Mouro] : Printer Portuguesa)
Ano:
D.L. 2016

[Encontra-se disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 1 de Setembro de 2017]

Sinopses

Idade moderna I : séculos XVI e XVII
"Os alicerces culturais da Europa veem-se abalados por três processos decisivos com os quais se abrem horizontes totalmente novos: a Reforma Luterana, a descoberta da América e a revolução científica posterior a Copérnico. Entretanto a Europa é afectada pelas guerras religiosas e pelas guerras entre os estados absolutistas emergentes, na luta pela hegemonia no continente."

Idade moderna II : séculos XVIII e XIX 
"O Estado absolutista continuava a ser o modelo político dominante na Europa do século XVIII, mas as novas ideias de um Estado liberal apontava já para a criação dos regimes constitucionalistas. O Iluminismo estimulava um renovador programa político, filosófico e moral, o que, somado à frustração das maltratadas classes baixas, conduziu à Revolução Francesa. Depois desta, Napoleão Bonaparte tornou-se líder da Europa e mergulhou o continente em quinze anos de confrontos sucessivos. A reação das monarquias absolutistas foi a Restauração Europeia. E a outra face da moeda, as revoluções a favor do constitucionalismo e o despertar dos nacionalismos."


Ei-los que partem

Título: Ei-los que partem
Autor: Julia Nery 
Publicação: Lisboa : Sextante
Ano: 2017

[Encontra-se disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 1 de Setembro de 2017]

Sinopse


"O novo romance de Júlia Nery é um desafio literário sobre a contemporaneidade: a nova emigração portuguesa. A história de um grupo de amigos que, após o culminar de uma juventude de estudo e formação superior, saem de Portugal forçados pela necessidade de encontrar trabalho e realização profissional e se espalham pelo mundo para construir uma vida, sozinhos ou a dois. Os desafios são enormes, os países que os acolhem podem ser hostis, falta a família portuguesa, a cultura portuguesa, mas há também extraordinárias oportunidades, e uma amizade persiste, à distância, como suporte indispensável. Amadurecerão ou morrerão os amores, e o regresso e a felicidade serão sonhos durante muitos anos acalentados. Amanhã, talvez… Uns voltarão, outros não. Mas o mundo mudará e cada um desempenhará o seu papel."

Sinopse "O novo romance de Júlia Nery é um desafio literário sobre a contemporaneidade: a nova emigração portuguesa. A história de um grupo de amigos que, após o culminar de uma juventude de estudo e formação superior, saem de Portugal forçados pela necessidade de encontrar trabalho e realização profissional e se espalham pelo mundo para construir uma vida, sozinhos ou a dois. Os desafios são enormes, os países que os acolhem podem ser hostis, falta a família portuguesa, a cultura portuguesa, mas há também extraordinárias oportunidades, e uma amizade persiste, à distância, como suporte indispensável. Amadurecerão ou morrerão os amores, e o regresso e a felicidade serão sonhos durante muitos anos acalentados. Amanhã, talvez… Uns voltarão, outros não. Mas o mundo mudará e cada um desempenhará o seu papel."


Corpos : toda a história sangrenta


Título:
Corpos : toda a história sangrenta
Autor: Glenn Murphy ; ilustrado por Mike Phillips ; trad. Marta Neves da Cruz ; rev. Maria de Fátima Carmo
Publicação: Lisboa : Gradiva
Ano: 2017

[Encontra-se disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 1 de Setembro 2017]

Sinopse

"O que acontece quando estamos com dores de cabeça?
Para que servem os dedos dos pés? 
Porque há puns mais fedorentos do que outros?

Glenn Murphy responde a estas e a outras questões importantíssimas neste livro divertido e informativo. 
Repleto de ilustrações e de factos sobre toda a espécie de coisas incríveis - crostas, células e ossos partidos e doenças mortais - este livro não tem nenhuma parte chata!"


De marcelo a Marcelo : caminho de pedras soltas


Título: De Marcelo a Marcelo : caminho de pedras soltas
Autor:
Joaquim Silva Pinto
Publicação: Lisboa : Gradiva
Ano: 2017

[Encontra-se disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 1 de Setembro de 2017]

Sinopse

"Os livros de Joaquim Silva Pinto são um contributo precioso e frequentemente surpreendente para a história dos últimos anos de Salazar, do período marcelista, em que foi uma das personalidades mais activas da ala liberal, e do pós 25 de Abril, em que integrou o MASP, sendo um colaborador próximo de Mário Soares.

A qualidade intelectual que é unanimemente reconhecida ao Autor, a rara possibilidade que teve de uma visão de conjunto que lhe permitiu privilegiadamente identificar os contrastes, a vivência pessoal singular, a coragem desassombrada e a narração incisiva e colorida tornam a leitura dos seus livros um raro e enriquecedor prazer intelectual.

Populismo à portuguesa, «evoluçãozinha» na continuidade, figuras públicas entre afectos e carências, diáspora portuguesa em Madrid de 75 a 78, episódios quase desconhecidos das circunstâncias da iniciativa de edificação da ponte sobre o Tejo e da reeleição de Américo Tomás, apontamento sobre preconceitos antes e depois da Revolução de Abril, atribulado processo de sucessão – destino das condecorações e uma polémica dedicatória a José Veiga Simão são alguns dos episódios contados ou tratados no livro.

Factos dramáticos ou divertidos, observações irónicas, inquietações. Sempre com o objectivo de fazer reflectir sobre o passado, mas também sobre o futuro próximo, que o Autor, informadamente, pensa vir aí."


A maldição do dinheiro


Título:
A maldição do dinheiro
Autor: Kenneth S. Rogoff ; trad. José Santana Pereira
Publicação: Lisboa : Gradiva
Ano: 2017

[Encontra-se disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 1 de Setembro de 2017]

Sinopse

"Os livros de Joaquim Silva Pinto são um contributo precioso e frequentemente surpreendente para a história dos últimos anos de Salazar, do período marcelista, em que foi uma das personalidades mais activas da ala liberal, e do pós 25 de Abril, em que integrou o MASP, sendo um colaborador próximo de Mário Soares. A qualidade intelectual que é unanimemente reconhecida ao Autor, a rara possibilidade que teve de uma visão de conjunto que lhe permitiu privilegiadamente identificar os contrastes, a vivência pessoal singular, a coragem desassombrada e a narração incisiva e colorida tornam a leitura dos seus livros um raro e enriquecedor prazer intelectual. Populismo à portuguesa, «evoluçãozinha» na continuidade, figuras públicas entre afectos e carências, diáspora portuguesa em Madrid de 75 a 78, episódios quase desconhecidos das circunstâncias da iniciativa de edificação da ponte sobre o Tejo e da reeleição de Américo Tomás, apontamento sobre preconceitos antes e depois da Revolução de Abril, atribulado processo de sucessão – destino das condecorações e uma polémica dedicatória a José Veiga Simão são alguns dos episódios contados ou tratados no livro. Factos dramáticos ou divertidos, observações irónicas, inquietações. Sempre com o objectivo de fazer reflectir sobre o passado, mas também sobre o futuro próximo, que o Autor, informadamente, pensa vir aí."


Progress : ten reasons to look forward to the future

Título: Progress : ten reasons to look forward to the future
Autor: Johan Norberg   
Publicação: London : Oneworld 
Ano: 2016  

[Encontra-se disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário a partir do dia 1 de Setembro de 2017

Sinopse

"It’s on the televisions, in the papers and in our minds. Every day we’re bludgeoned by news of how bad everything is – financial collapse, unemployment, growing poverty, environmental disasters, disease, hunger, war. But the rarely acknowledged reality is that our progress over the past few decades has been unprecedented. By almost any index you care to identify, things are markedly better now than they have ever been for almost everyone alive.

Examining official data from the United Nations, the World Bank and the World Health Organization, political commentator Johan Norberg traces just how far we have come in tackling the issues that define our species. While it's true that not every problem has been solved, we do now have a good idea of the solutions and we know what it will take to see this progress continue. Dramatic, uplifting and counter-intuitive, Progress is a call for optimism in our pessimistic, doom-laden world.It’s on the televisions, in the papers and in our minds. Every day we’re bludgeoned by news of how bad everything is – financial collapse, unemployment, growing poverty, environmental disasters, disease, hunger, war. But the rarely acknowledged reality is that our progress over the past few decades has been unprecedented. By almost any index you care to identify, things are markedly better now than they have ever been for almost everyone alive.

Examining official data from the United Nations, the World Bank and the World Health Organization, political commentator Johan Norberg traces just how far we have come in tackling the issues that define our species. While it's true that not every problem has been solved, we do now have a good idea of the solutions and we know what it will take to see this progress continue. Dramatic, uplifting and counter-intuitive, Progress is a call for optimism in our pessimistic, doom-laden world."


Guerra aos jesuítas


Título: Guerra aos jesuítas : a propaganda antijesuítica do Marquês de Pombal em Portugal e na Europa 
Autor:  
Editor: 
Ano: 2017

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse

"Se o marquês de Pombal é uma figura-chave para compreendermos o Portugal que hoje temos, é também relevante o seu papel na história da Europa do Século das Luzes e por ter provocado, com medidas políticas estruturantes, mudanças estratégicas no chamado mundo ultramarino, nomeadamente aquelas que permitem explicar a construção de um país imenso, o Brasil, a falar uma só língua. A expulsão dos jesuítas, a mais poderosa ordem da Igreja católica, constituiu a sua mais estrondosa decisão política.
Esta decisão foi acompanhada por uma propaganda extensiva de amplitude inédita, paga pelo Estado, a fim de persuadir as outras monarquias católicas europeias a seguirem-lhe o exemplo, que de facto seguiram, e até conseguir ainda do papa a bula de extinção da Companhia de Jesus.
A estudiosa alemã Christine Vogel, perita em História da Comunicação, perscruta neste livro a extensão, a influência e a eficácia da propaganda antijesuítica na Europa das Luzes. E demonstra de que modo Pombal foi pioneiro na promoção da maior campanha de propaganda moderna com subsídio estatal, usando, de forma, inovadora e bem articulada, redes editoriais, intelectuais, artísticas, políticas e religiosas para conseguir o seu intento de repetir, no século XVII, a proeza de aniquilar uma ordem poderosa como tinha acontecido na Idade Média com o caso dos templários.
Todavia, o efeito do seu esforço colossal teve fortuna diferente a médio prazo. Os jesuítas regressariam poucas décadas depois, aliás, como Pombal temia". 


Simetria


Título: Simetria
Autor: Hermann Weyl ; trad. Florbela Marques ; rev. científica Carlos Fiolhais
Editor: Gradiva
Ano: 2017

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse

""Simetria" é um estudo clássico da simetria na matemática, nas ciências, na Natureza e na arte de um dos maiores matemáticos do século XX. Weyl desenvolve o conceito de simetria começando com a ideia de harmonia de proporções e afastando-se gradualmente dela para estudar as suas variedades e manifestações mais abstractas - como simetria bilateral, translacional, rotacional, ornamental e cristalográfica. Weyl investiga a ideia matemática geral subjacente a todas essas formas particulares, usando numerosas ilustrações. "Simetria" mostra, através da enorme variedade das suas aplicações, a extrema importância deste conceito".


Recordes animais


Título: Recordes animais: as maiores, mais rápidas, feias, pequenas, lentas e malcheirosas criaturas do nosso planeta
Autor: Kathy Furgang e Sarah Wassner ; trad. Rita Santos ; rev. e coord. ed. Bruno Mendonça.
Editor: Goody
Ano: 2017

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse

"Do mergulhador mais rápido ao trepador mais lento, do marsupial mais estranho à cobra mais mortífera, o grande livro dos Recordes Animais da National Geographic Júnior está repleto com os factos e as histórias mais incríveis do reino animal.

Descobre quem são os vencedores em cada categoria, aprende sobre os segundos classificados que perderam o título por pouco e deleita-te com factos incríveis, criaturas fantásticas, infografias divertidas, relances espantosos, jogos, diversão e muito mais! 

Num formato dinâmico e fácil de ler, "Recordes Animais" é um festim visual de fotografias coloridas ladeadas por um design enérgico e informações fascinantes que vão cativar miúdos e graúdos com os extremos do mundo animal".


E quando eu não puder decidir

Título: E quando eu não puder decidir?
Autor: Lucília Nunes ; nota introdutória de João Lobo Antunes
Editor: Fundação Francisco Manuel dos Santos
Ano: 2016

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]


Sinopse

Este ensaio aborda questões éticas no final da vida, seguindo uma trajectória reflexiva que parte das escolhas que fazemos no dia-a-dia, das nossas capacidades, incapacidades e limites, para os processos de doença, passando necessariamente pela informação e consentimento; desembocamos nas directivas antecipadas de vontade, não sem antes nos debruçarmos sobre os conceitos mais habitualmente associados ao final da vida, no eixo de apressar a morte, como sejam a eutanásia e o suicídio assistido, ou retardá-la, nas faces diversas da distanásia e da futilidade, ou procurar que seja natural e digna, nos cuidados paliativos. Assim, o assunto central deste ensaio é a nossa vida humana, nas suas luminosidade e finitude, nas encruzilhadas de escolha e de decisões, conforme os próprios eventos se apresentam, considerando com particular atenção a dignidade no fim da vida".


Da pintura

Título: Da pintura
Autor: Eduardo Lourenço
Editor: Gradiva
Ano: 2017

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse

Um novo livro da colecção «Obras de Eduardo Lourenço» que a Gradiva tem vindo a editar e que desta vez entra pelo mundo da arte, com a pintura em destaque. O percurso de Eduardo Lourenço na descoberta da arte é uma viagem abrangente, em que apresenta uma multiplicidade de pontos de vista e de abordagens, numa obra organizada em três secções: Estética, Exposições, Pintores.

Tendo a pintura como pano de fundo, o filósofo revela uma enorme sensibilidade, uma elevadíssima capacidade de observação e de reflexão, um imenso talento para estabelecer analogias.

No texto inicial («Eduardo Lourenço, um olhar sem fim»), Barbara Aniello refere:

«Todavia não é apenas de crónica diarística, de pinceladas traçadas na mais silenciosa intimidade, que as páginas que se seguem são amostra reveladora. […] Repletas de sabedoria e de experiência, estas considerações nascem de uma abordagem à arte filtrada pela cultura do pensador que, ao contrário do espelho da música, mergulha aqui num mundo ‘outro’ com todas as ferramentas da sua erudição.»


Não se deixe enganar


Título: Não se deixe enganar : guia de sobrevivência no mundo moderno
Autor: Carlos Fiolhais, David Marçal
Editor: Contraponto 
Ano: 2017

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse

"Em 1969, o mundo assistiu com emoção à chegada do homem à Lua através da maravilhosa “caixa mágica”. Hoje, ao ligarmos um televisor, percebemos que, depois de um gigantesco salto, demos um valente trambolhão. Na era da pós-verdade e dos factos alternativos, todos os dias parecem 1 de Abril...
Somos diariamente confrontados com todo o tipo de afirmações. Muitas parecem ser científicas, mas as aparências iludem. Das dietas milagrosas à homeopatia, das pulseiras do equilíbrio à adivinhação, das teorias da conspiração, dos malefícios do glúten ou das vacinas às curas para o cancro, passando pelo não-jornalismo de base científica ou pseudocientífica, esta obra aborda dezenas de situações de cariz duvidoso.E oferece respostas: dá dicas para pensar como um cientista, desenvolver postura céptica e pensamento crítico. Para que não se deixe enganar."


Coleccionadores de sonhos

Título: Coleccionadores de sonhos
Autor: António Oliveira e Castro 
Editor: Gradiva 
Ano: 2017

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse 

"Este é um livro que viaja no tempo e no espaço, da agonia do império colonial ao auge das lutas liberais do século XIX, das chanas de Angola às noites chuvosas da cidade do Porto. Coleccionadores de sonhos? Sim, de sonhos de liberdade, de justiça, de felicidade. Mas também coleccionadores de pesadelos, de revoluções frustradas, de amores desabridos, de abismos mortais. Às personagens principais, Artur e Cloé, e às outras que com elas se entrelaçam, junta-se um baú – «havia algo de estranho naquele baú» – ponto de confluência e de intersecção de geografias, histórias e paixões. Um baú pelo qual Artur se deixa enfeitiçar quando o descobre num antiquário da Rua da Cedofeita, no Porto. Aliás, com as suas memórias e segredos, tonalidades e rumores, a Cidade Invicta transforma-se em hiperpersonagem de Coleccionadores de Sonhos. 


Estaline 6Estaline 5Estaline 4Estaline 3Estaline 2Estaline 1

Título: Estaline : a corte do Czar vermelho [6 vols.]
Autor: Simon Sebag Montefiore ; tradução Mário Dias Correia ; prefácio Francisco Lousã, Paulo Portas 
Editor: Alêtheia Editores [Ed. exclusiva Expresso]
Ano: 2017

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Prefácio

A tragédia do século XX é esta: uma revolução contra uma ditadura e uma guerra, que libertou milhões de servos e prometeu o fim da exploração, que se anunciou como a alvorada de uma humanidade cooperante, foi foi dominada por uma burocracia fechada, temerosa e por isso agressiva, cujo poder se ergueu sobre uma pirâmide de vítimas.
Francisco Louçã, in Prefácio

Voltemos ao livro. John Le Carré sabe da poda e considerou-o um "triunfo da investigação". E é. A escrita de Montefiore é abundante em detalhes, rica em intrigas e faz de cada página um cofre de preciosidades frequentemente reveladoras e às vezes inéditas. À boa maneira inglesa, não é a teses do autor que nos conduz aos factos, mas é o modo subtil como ele ordena os factos e a sua veemência que nos põe a pensar. 
Paulo Portas, in Prefácio


O universo ao alcance da mão

Título: O universo ao alcance da mão : uma viagem pelo espaço, tempo e mais além
Autor: Christophe Galfard ; tradução de Miguel Serras Pereira 
Editor: Relógio D'Água Editores 
Ano: 2017

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse

Imagine que À boleia pela galáxia é um guia real...
Christophe Galfard, físico internacionalmente reconhecido, conduz-nos numa viagem através do passado, presente e futuro do Universo.
O universo ao alcance da mão explora algumas das mais importantes e incríveis ideias dos nossos tempos -  Mecânica Quântica, Teoria Geral da Relatividade, Viagens no Tempo, Realidades Paralelas e Universos Múltiplos - com a promessa de que para as entender apenas precisa da equação:  E = mc2.

Escrito tendo por base as últimas descobertas em cada área, O universo ao alcance da mão é essencial para qualquer pessoa que deseja saber como funciona o nosso extraordinário Universo.

"Com a sua aproximação desenvolta,O universo ao alcance da mão é um livro para o leitor sem conhecimento prévio de ciência... Ao terminar, o leitor terá um aprofundado conhecimento do modo como a física contemporânea nos aproximou de um melhor entendimento da realidade"
[The New York Times]

"O universo ao alcance da mão
é uma obra-prima."
[Shelf Awareness]


Circuitos Ciência Viva

Título: Circuitos ciência viva : um programa ciência viva 
Autores: coordenação e edição Filipa Dias ; textos Leonel Alegre ; colaboração de David Marçal ; revisão de texto Gonçalo Praça ; fotografia Vera Menino, Filipa Dias ; ilustrações Alberto Faria 
Editor: Ciência Viva - Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica 
Ano: 2016

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse

Os circuitos Ciência Viva apresentam 18 destinos de viagem em Portugal, tendo como ponto de partida os centros Ciência Viva. São mais de 200 etapas para explorar com ciência e cultura.
Para começar, é preciso comprar o cartão Circuitos Ciência Viva. O cartão dá entrada gratuita nos 20 centros Ciência Viva a dois adultos ou um casal com filhos, as vezes que quiserem, e vantagens em cerca de 100 espaços de ciência e cultura durante um ano. A CP, a Galp e a SATA juntaram-se ao programa, tornando as viagens mais cómodas e com menos custos. E, para que a experiência seja completa, sugerimos locais de alojamento e alimentação que oferecem vantagens aos exploradores.
Este guia é complementado pelo site e pela app Circuitos Ciência Viva, desenvolvidos com o apoio da Fundação Vodafone. Assim, fica mais fácil conhecer o país.
Prontos para partir?


Que número é este?

Título: Que número é este? : um guia sobre estatísticas para jornalistas  [recurso eletrónico]
Autores: Ricardo Garcia, Maria João Valente Rosa, Luísa Barbosa 
Editor: Fundação Francisco Manuel dos Santos 
Ano: 2017 

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]


Sinopse

Os números têm de ser interrogados. Sem isso, são apenas uma sucessão inerte de algarismos e uma potencial fonte de equívocos. Partindo de tal premissa, este livro apresenta, em 22 tópicos, questões essenciais para o bom uso das estatísticas nas notícias, auxiliando na sua interpretação e comunicação. Um guia prático, de fácil leitura e que se espera útil para o dia-a-dia dos jornalistas.


Portugal : paisagem rural

Título: Portugal : paisagem rural
Autores: Henrique Pereira dos Santos 
Editor: Fundação Francisco Manuel dos Santos  
Ano: 2017 

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse

Partindo das paisagens rurais portuguesas da transição entre os séculos XIX e XX, descrevem-se neste ensaio as alterações ao longo do século XX, acompanhando a passagem das economias orgânicas fechadas para as economias abertas que caracterizam a agricultura comercial.
Tendo como conceito central que em economias fechadas a alimentação não é uma escolha mas uma consequência do que é possível produzir, acompanham-se aqui as alterações da dieta e das produções como forças motrizes da evolução da paisagem. 
Avalia-se, em cada momento do livro, a forma como a gestão das restantes forças motrizes da construção de paisagens humanizadas - a água, a fertilidade e o trabalho - se liga com a alimentação e se altera em função de evoluções tecnológicas, em especial da descoberta da produção de azoto a baixo custo e da mecanização, de forma a desintegrar o vínculo essencial entre produção agrícola e produção animal, que caracteriza as economias orgânicas fechadas.
Complementarmente, refere-se a forma como as alterações de paisagem se pode reflectir nas dinâmicas das populações selvagens, usando como exemplo a evolução da população de lobos.


O euro e o crescimento económico

Título: O euro e o crescimento económico
Autores: Pedro Braz Teixeira 
Editor: Fundação Francisco Manuel dos Santos 
Ano: 2017

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse

A entrada de Portugal no euro quase coincidiu com o início de um período de estagnação económica, que só tem paralelo no que se verificou quase 100 anos antes. Por isso, torna-se necessário perceber o que o euro explica e quais as outras razões para a nossa falta de crescimento económico.


Portugal e o comércio internacional

Título: Portugal e o comércio internacional
Autores: João Amador
Editor: Fundação Francisco Manuel dos Santos
Ano: 2017

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse

O comércio internacional tem sofrido importantes transformações nas últimas décadas e é algo de omnipresente no mundo actual, afectando de forma directa e indirecta os países e os indivíduos, quer enquanto consumidores, quer enquanto trabalhadores. Portugal tem testemunhado estas transformações e o bom desempenho das suas exportações é hoje essencial para um crescimento económico equilibrado. Neste contexto, é importante promover a compreensão dos fundamentos, vantagens e desafios do comércio internacional. Esse é o propósito deste livro.


Uma volta ao mundo com cientistas portugueses

Título: Uma volta ao mundo com cientistas portugueses ; [livro de textos em PDF] ; [livro de atividades em PDF]
Autor: Virgínia Santiago, Carlos Xastre, Marianne Guennot [et al.]
Editor: Native Scientist : Ciência Viva : Camões, I.P.
Ano: 2016

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Prefácio

O presente livro destina-se a crianças e jovens cuja aprendizagem da língua portuguesa acontece dentro e fora de Portugal. O mesmo resulta de uma parceria entre Native Scientist, o Instituto Camões e a Ciência Viva, representando a convergência de ideias destas instituições. 
Os seus conteúdos refletem duas metas principais: a promoção e divulgação da língua portuguesa, ancorando os alunos às suas raízes socioculturais e linguísticas; e o incentivo ao estudo das ciências como fator de valorização pessoal, académica e profissional. 
Sendo o multilinguismo uma reconhecida mais-valia na edificação de uma carreira e na competitividade nos mercados laborais atuais, procura-se através desta compilação de depoimentos prestados por cientistas portugueses ativos em países estrangeiros, em diversas áreas da ciência, encorajar nos alunos a avidez pelo conhecimento e uma postura e mente inquiridoras.
Os cientistas que neste livro partilham os seus percursos nas respetivas áreas personificam, para os alunos, o êxito e a realização pessoal e profissional, servindo de modelos cuja experiência e vivência poderão despertar nos nossos jovens a vontade de aprender e de alcançar um futuro mais pleno, promissor e frutífero.
A utilização dos testemunhos dos nossos cientistas emigrados como textos de aprendizagem e base para exercícios e fichas de trabalho nas aulas de língua portuguesa, permite, de uma só assentada, cumprir os objetivos acima propostos. 
Aproveitamos o ansejo para agradecer a todos os que conosco colaboraram para tornar este projeto uma realidade, restando-nos apenas dar vivas à língua e cultura portuguesas e à ciência por serem valiosíssimos motores de progresso, evolução e tolerância no Mundo.


Einstein à la plage

Título: Einstein à la plage : la relativité dans un transat 
Autor: Marc Lachièze-Rey
Editor: Dunod 
Ano: 2015

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse

Pourquoi et comment les théories d’Einstein ont-elles révolutionné nos conceptions de l’espace, du temps, de la matière… et plus généralement toute notre manière de penser ?
Installez-vous confortablement dans un transat, puis laissez Marc Lachièze-Rey vous guider sur le chemin menant de la relativité aux modèles de big bang et aux trous noirs. Découvrez les mystères de la courbure de l’espace-temps. Voyez quels succès impressionnants la physique et la cosmologie relativistes ont déjà remportés et quels problèmes elles posent encore aux chercheurs. Au moment de quitter votre transat, la relativité vous sera devenue étonnamment familière... 


Chroniques de science improbable


Título: Chroniques de science improbable 
Autor: Pierre Barthélémy 
Editor: Dunod
Ano: 2013

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse

Lequel est le plus chaud, le paradis ou l'enfer ?
Le bâillement de tortue est-il contagieux ?
Dans un embouteillage, la file d'à côté avance-t-elle vraiment plus vite ?
À toutes ces questions apparemment saugrenues, des chercheurs ont pris le temps de donner une réponse, parfois en payant de leur personne, comme celui qui voulut savoir ce ressentait un pendu!
Dans ses chroniques, Pierre Barthélémy explore avec humour et délectation ces petits bijoux de la science improbable, la science qui fait sourire, et ensuite réfléchir (ou pas...). 

Petit expériences insolites pour découvrir l`univers

Título: Petites expériences insolites pour découvrir l'univer : 30 expériences pour jeunes astronomes audacieux
Autor: Emmanuel Beaudoin
Editor: Dunod
Ano: 2015 

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse

Voici 30 expériences toutes simples qui illustrent les plus grandes découvertes de
l'astronomie. Les principes scientifiques sont expliqués en langage clair et sont suivis d'une expérience à faire à la maison ou dans son jardin.
- Observez les phases de la Lune comme le faisaient les premiers hommes préhistoriques!
- Concevez un système solaire miniature comme celui de Copernic!
- Fabriquez une mini-comète au modèle de celle observée pour la première fois par Halley!
... Et bien d'autres expériences insolites!
Les petits curieux peuvent désormais suivre les pas des plus brillants astronomes!


Será a repetição de ano benéfica para os alunos? : resultados para Portugal


Título: Será a repetição de ano benéfica para os alunos? : resultados para Portugal [recurso eletrónico]
Autor: Luís Catela Nunes  
Editor: Fundação Francisco Manuel dos Santos 
Ano: 2016 

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse

O objectivo deste trabalho é medir o impacto da retenção no desempenho académico subsequente do aluno retido. Pretendemos responder à seguinte questão: para os alunos que ficaram retidos, como é que os seus resultados académicos se comparam com os resultados que teriam tido se não tivessem ficado retidos? 
Focamos a nossa análise nos alunos inscritos no 4.º ano de escolaridade nas escolas públicas portuguesas e utilizamos uma abordagem que permite estimar efeitos causais. Embora alguns alunos possam beneficiar de ficarem retidos, em termos médios a conclusão é clara: nas Escolas Públicas Portuguesa, o típico aluno de 4.º ano com baixo desempenho que repetiu esse mesmo ano foi prejudicado em termos da sua progressão escolar subsequente.


A actualidade da pedagogia de João de Deus

Título: A actualidade da pedagogia de João de Deus
Autores: Maria Helena Damião, António Piedade 
Editor: Imprensa da Universidade 
Ano: 2016 

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse

João de Deus concebeu uma obra pedagógica multivariada – com expressão, nomeadamente, na leitura, escrita, contas, e poesia – cujos princípios e metodologias, por referência ao conhecimento científico disponível se revelam actuais. Além disso, adoptou um “ideal moderno” de educação: formar a inteligência, a consciência, a sensibilidade de crianças, jovens e adultos.
Este pequeno livro explora, em quatro textos, a mencionada obra no respeitante a tais aspectos: Introdução; Enquadramento geral (A obra pedagógica de João de Deus: sua envolvência e dimensão inovadora); Metodologias de aprendizagem da leitura (Revisitação da Cartilha Maternal à luz da Psicologia Cognitiva da Leitura), das contas (O ensino e aprendizagem da Matemática em João de Deus); e das ciências (Vanguarda do ensino das ciências experimentais no contexto do Método João de Deus).


Praxe e tradições académicas


Título: Praxe e tradições académicas
Autor: Elísio Estanque
Editor:  Fundação Francisco Manuel dos Santos
Ano: 2016

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse

Trata-se de um estudo baseado na observação do fenómeno na Universidade de Coimbra, tendo em vista compreender as atitudes e formas de sociabilidade da juventude universitária portuguesa. Em nome da tradição, as atuais gerações de estudantes promovem dinâmicas de grupo e formas de poder simbólico dotadas de grande significado sociopolítico. Entre a função “integradora” e os contornos “violentos” da praxe, a controvérsia instalou-se na sociedade portuguesa, na sequência de casos como a tragédia da praia do Meco, associada a um ritual praxista. É esta a temática abordada no presente livro.


Íris Científica 3


Título: Íris científica 3
Autor: António Piedade
Editor: Edição de autor
Ano: 2016 

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse

No presente "Íris científica 3", seleccionei 32 crónicas, que permitem ao leitor revisitar e viajar por alguns dos avanços científicos registados nos últimos anos, em diversas áreas do conhecimento.
No seu conjunto estas crónicas realizam uma abordagem interdisciplinar que permite um olhar amplo da ciência. Estão agrupadas em dois capítulos: o primeiro, "Além no Espaço", com textos sobre a descoberta e compreensão do que existe para além da Terra e sobre a história da evolução do Universo em que existimos; o segundo, "Aqui na Terra", sobre temas mais ligados à vida que se desenvolveu neste planeta e também à história da ciência. 
Cada um dos textos pode ser lido independentemente dos outros. Assim, o caro leitor pode decidir o caminho de leitura que a sua curiosidade lhe sugerir. É um livro para ser explorado.
Por fim, espero que o leitor encontre nestes textos motivos para explorar o conhecimento científico, discuti-lo em família, com amigos, com colegas de trabalho. Dada a dimensão curta de cada texto, não é possível explicar detalhadamente todas as matérias que o compõem. Este livro é um ponto de partida para a descoberta de mais ciência fora dele.
É preciso mais cultura científica na nossa sociedade. Se este livro contribuir para isso, cumpre o seu principal objectivo.


Dieta para sedentários


Título: Dieta para sedentários
Autor: Ana Carvalhas
Editor: Gradiva
Ano: 2016  

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse

Se não consegue emagrecer mesmo fazendo exercício físico e seguindo regimes alimentares que o fazem passar fome, este livro é para si.

Baseando-se na mais recente informação, Ana Carvalhas, nutricionista com larga experiência, concebeu um plano alimentar que reflecte uma nova revolução na alimentação agora em curso. Esta revolução defende que afinal não são as gorduras as principais responsáveis pelo aumento de peso, mas sim os hidratos de carbono, e são eles que mais prejudicam a nossa saúde. Ao aumentarem os níveis de açúcar e o colesterol no sangue, estão a contribuir para o surgimento da diabetes tipo 2, de doenças cardiovasculares, do fígado gordo e de algumas formas de cancro.Em Dieta para Sedentários, Ana Carvalhas, uma das primeiras nutricionistas portuguesas a preconizar uma dieta baseada nesta nova corrente, propõe-lhe um plano alimentar revolucionário de 21 dias que fará com que perca peso e se sinta muito mais saudável sem ter de andar a contar calorias e a comer apenas alimentos magros.Neste livro encontrará ainda um guia para as suas compras, que ensina a ler rótulos e a optar pelos alimentos que melhor servem os princípios desta nova tendência alimentar, assim como um conjunto de apetitosas receitas que transformarão as suas refeições em momentos de prazer, ao mesmo tempo que o farão perder peso e manter a saúde.Seja mais um dos casos de sucesso a perder peso através da Dieta para Sedentários e junte-se ao grande número de pessoas que a autora já fez emagrecer.


O mar explicado aos nossos netos


Título: O Mar Explicado aos Nossos Netos
Autor: Hubert Reeves e Yves Lancelot
Editor: Gradiva
Ano: 2016

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse

O mar é indispensável! Aquilo que a ciência nos ensinou sobre as origens do mar, a sua natureza física, os seus movimentos, o seu papel nas alterações climáticas, obriga-nos a olhá-lo como o coração de um sistema global de que depende o equilíbrio do planeta. Para lhe dar toda a sua dimensão, unimos os nossos conhecimentos e os nossos olhares: o astrofísico para contar o papel do mar no Sistema Solar e no Universo, e o oceanógrafo para o observar desde a Terra, mergulhando nas suas profundezas extremas. Vamos deixar aos nossos netos este planeta num estado precário; sabem que deverão olhar por ele. Desejamos também despertar a sua curiosidade. E que conservem esta capacidade de deslumbramento que tanto gostamos de ver brilhar nos seus olhos…


Evolução : toda a história da vida na terra

Título: Evolução : Toda a História da Vida na Terra
Autor: Glenn Murphy
Editor:
Gradiva
Ano:
2015

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse

O que é um gene egoísta? Quais são os reinos da vida? Porque é que não há besouros e cigarras do tamanho de carros?
Glenn Murphy
, autor de "Porque é que o ranho é verde?", responde a estas e outras questões inteligentes num livro divertido e informativo. Repleto de ilustrações e factos sobre toda a espécie de coisas incríveis da nossa evolução - como passámos de uma sopa química a seres humanos -, este livro não contém nenhumas partes chatas (e revela porque é que os insectos dominam realmente o mundo)!



Pfuu! Que pivete é este?

Título: Pfuu! Que Pivete é Este? Tudo o que sempre quiseste saber sobre os cinco sentidos
Autor: Glenn Murphy
Editor: Gradiva
Ano: 2015

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse

Porque é que as meias sujas cheiram tão mal? O que está dentro dos nossos ouvidos? Por que razão as aranhas fazem teias? Que animal tem mais olhos?
Glenn Murphy, autor de "Porque é que o ranho é verde?", responde a estas e muitas outras perguntas brilhantes sobre os cinco sentidos neste livro com grande sentido de humor. Desde o que existe no globo ocular humano e por que razão alguns cheiros nos agoniam até como os morcegos usam as orelhas como radar e os tubarões cheiram sangue debaixo de água, este livro tem tudo o que interessa, sem as partes chatas!


Espaço : toda a história bangbástica!


Título: Espaço : Toda a História Bangbástica!
Autor: Glenn Murphy
Editor: Gradiva
Ano: 2016

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse

O que é o Universo? O que aconteceria se uma nave espacial se aproximasse de um buraco negro? Como sabemos a idade das estrelas e das galáxias?
Glenn Murphy responde a estas e muitas outras perguntas interessantíssimas neste livro divertido e informativo. Com informações incríveis, jogos, questionários, fotos e desenhos sobre todo o tipo de coisas extraordinárias como buracos negros supermassivos, galáxias, telescópios, planetas, constelações, eclipses e anãs vermelhas, este livro não tem partes chatas!


A paixão da Física


Título: A Paixão da Física
Autor: Walter Lewin e Warren Goldstein
Editor: Gradiva
Ano: 2016

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse

Walter Lewin é um dos professores de Física com mais fãs em todo o mundo. Tudo isso graças aos seus extraordinários vídeos, publicados no YouTube, sobre as aulas de Física Geral que deu no MIT, com experiências que suscitam o espanto dos alunos e, claro, dos espectadores na Internet. Ao longo da sua vida académica de décadas numa das melhores escolas do mundo, Lewin desenvolveu a arte e a técnica de bem ensinar Física. O modo divertido como o faz não dispensa o rigor na apresentação.
Por exemplo, para comprovar a lei de conservação da energia, coloca-se à beira de um pêndulo gigante, formado por uma bola de demolição de edifícios (se a lei falhasse ele seria a vítima!); para revelar as maravilhas da luz, ensina a fazer arco-íris nos quais se pode tocar; para exibir o fenómeno da electricidade, sujeita-se a uma descarga eléctrica de 300 000 volts, etc.
A beleza e o poder da física são afinal a beleza e o poder da Natureza que nos rodeia.
O livro é também um testemunho comovente sobre o modo como uma criança escapou aos nazis para ir conquistar uma cátedra do outro lado do Atlântico.
"A Paixão da Física" é um título bem adequado. Lewin gosta mesmo de Física e faz-nos gostar de Física. «Mudou a minha vida» é uma mensagem que recebe com frequência dos seus alunos. Mude a sua vida, tornando-se também um aluno do Professor Lewin.


A Matemática e os seus labirintos


Título:
A Matemática e Seus Labirintos
Autor: Natália Bebiano da Providência
Editor: Gradiva
Ano: 2016

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse

A matemática faz parte da herança cultural da Humanidade, tal como as belas-artes, a poesia ou a música. A dicotomia entre ciências exactas e humanísticas assenta numa visão simplista, que não faz jus à inimaginável beleza e poder da matemática.Este livro é um convite à descoberta de que esta arte-ciência vai muito além daquilo que conhecemos como tal. São os seus conceitos, objectivos, perenes e universais, que permitem explicar os mecanismos da vida e do universo.


A aquisição da escrita


Título: A Aquisição da Escrita
Autor: Michel Fayol
Editora: Gradiva
Ano: 2016 

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse

As crianças aprendem a falar por meio de simples imersão na língua, mas isso não se passa relativamente ao domínio da escrita: ler, escrever, compreender ou mesmo redigir um texto são actividades que só se podem adquirir por meio de uma longa aprendizagem, pois a expressão escrita exige conhecimentos específicos: saber desenhar rápida e eficazmente sinais gráficos difíceis de reproduzir, dispor do vocabulário necessário à exposição da mensagem desejada, controlar a respectiva ortografia, formalizar o discurso na ausência de retorno imediato da parte do interlocutor, prever o encadeamento de ideias, etc.
Esta obra apresenta e analisa as principais etapas e dificuldades encontradas aquando da aquisição da linguagem escrita. Expondo os resultados de experiências realizadas com crianças, abre caminho a um melhor acompanhamento dessa aprendizagem tão essencial.


Problemas & estimativas


Título: Problemas & estimativas : Resolução dos problemas do mundo no verso de um guardanapo
Autor: John A. Adams e Lawrence Weinstein
Editor:
Gradiva
Ano:
2015

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse

Quantas vacas existem na Índia? Quantos metros quadrados de pizza se comem nos EUA por mês? Qual é o mercado para fraldas descartáveis na China? Quantos litros de tinta se vendem em Portugal em cada ano?

Estes são exemplos de perguntas que muitas empresas de topo fazem em entrevistas de emprego para avaliar a capacidade que os candidatos têm para pensar pela própria cabeça e aplicar os seus conhecimentos  quantitativos a problemas da vida real. Popularizadas pelo físico Enrico Fermi, têm hoje uma designação própria em inglês: guesstimates. Aprenda a fazê-las. E boa sorte na entrevista de emprego!


Entre a dívida e o diabo

Título: Entre a dívida e o diabo : moeda, crédito e recuperação do sistema financeiro internacional
Autor: Adair Turner
Editor: Gradiva
Ano: 2016

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse

O autor, figura maior da finança mundial, identifica desassombradamente o culpado da crise que vivemos: a dependência do crédito privado.
Neste livro, Adair Turner desafia duas crenças: a da necessidade do crescimento do crédito para impulsionar o crescimento económico e a de que o aumento da dívida não é problemático desde que a inflação permaneça reduzida.
Na verdade, Turner considera que grande parte do crédito concedido é irrelevante para o crescimento económico e acaba por conduzir a "bolhas", como aconteceu no imobiliário, com as consequentes crise financeira e recessão. Turner explica por que razão é que a política pública deve gerir o crescimento e a afectação da criação de crédito e também porque é que a dívida poderia ser tributada como uma forma de poluição económica.  Turner analisa ainda o mito de que a emissão de moeda leva ao aumento da inflação. Para fugir à confusão criada por erros políticos do passado, defende além disso que, por vezes, é aconselhável monetizar dívida pública e financiar défices orçamentais com dinheiro do Banco Central.


Crise e castigo


Título
: Crise e castigo : os desiquilíbrios e o resgate da economia portuguesa
Autores: Fernando Alexandre, Luís Aguiar-Conraria e Pedro Bação ; com prefácio de José Manuel Durão Barroso.
Editor: Fundação Francisco Manuel dos Santos
Ano: 2016

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse

À adesão à CEE, em 1986, seguiram-se 15 anos de grande fulgor económico, que permitiram aderir ao euro no pelotão da frente. Nesse período surgiram desequilíbrios que se agravaram no século XXI devido à persistência num modelo económico esgotado e ao crédito fácil. A longa estagnação e a crise financeira internacional conduziram ao terceiro pedido de resgate no pós-25 de Abril, desta vez a uma Troika. As causas da crise e o castigo que se lhe seguiu são o tema deste livro.


O Ministro da Paciência


Título
: O Ministro da Paciência
Autora: Manuela Alves
Editor: Oficina do Livro
Ano: 2016

[Disponível para consulta e/ou empréstimo domiciliário]

Sinopse

“Num país cheio de sol, onde às vezes chovia demais, havia um Ministro da Paciência. Era um senhor alto, de óculos redondos e grandes bigodes, que se chamava Sebastião Domingos Folgado. Fora eleito para governar a Paciência por ser sabedor, justo e muitíssimo paciente. Nas caves e subcaves do seu Ministério empilhavam-se bilhas cheiinhas de Paciência, que ele procurava distribuir, com sabedoria e justiça, pelo seu povo".