Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

Fronteiras da Ciência: "Apesar de tudo, a vida é feita de moléculas "

Publication date: 16-05-2016 19:56

Apesar de tudo a vida é feita de moléculas_thumb.jpg

Esta 5ª feira, 19 de Maio de 2016, pelas 18h realiza-se no RÓMULO Centro de Ciência Viva da Universidade de Coimbra, localizado no Departamento de Física, a palestra intitulada "Apesar de tudo, a vida é feita de moléculas", com Miguel Castanho, no âmbito do ciclo Fronteiras da Ciência, coordenado por António Piedade, a decorrer de Fevereiro a Julho de 2016.

RESUMO DA PALESTRA:

É extremamente difícil definir algumas realidades, mesmo entre as que coabitam connosco diariamente. Convivemos com realidades como a vida, o amor ou a dor, sem que as saibamos bem definir. Habituámo-nos simplesmente a viver com elas sem as definir, embora seja difícil perceber o que não tem identidade e identificar o que não se percebe. Este desencontro é particularmente penalizador para as Ciências Biológicas, também chamadas Ciências da Vida. É a aplicação da objetividade científica a um campo largamente indefinido, ou seja uma contradição em si. A contradição agrava-se para quem estuda a vida à escala sub-celular e procura nas moléculas a chave dos fenómenos do mundo vivo. Como podem objetos como as moléculas sustentar a vida? Que evidências temos ao nosso alcance para afirmar que, apesar de tudo, a vida é feita de moléculas?

Cartaz > – < Programa > – < Facebook >

Contactos: Maria Manuela Serra e Silva – ccvromulocarvalho@gmail.com / 239 410 699