a carregar...

UC.PT

Imprensa da Universidade

A Escola de Farmácia de Coimbra (1902-1911)

A Escola de Farmácia de Coimbra (1902-1911)

Autor: João Rui Pita
Língua: Português
ISBN: 978-989-8074-69-0
ISBN Digital: 978-989-26-0163-2
DOI: http://dx.doi.org/10.14195/978-989-26-0163-2
Editora: Imprensa da Universidade de Coimbra
Edição: 1.ª
Data: Novembro 2009
Preço: 13,65 €
Dimensões: 240 mm x 170 mm
N.º Páginas: 288

Sinopse:

A reforma do ensino farmacêutico de 1902 alterou de forma profunda o regime de formação dos farmacêuticos portugueses que vigorava, com algumas modificações, desde 1836: a reforma de estudos de Passos Manuel. A reforma de 1902, que vigorou até 1911, foi considerada, por muitos, como a reforma possível. Foi sujeita a fortes críticas por parte de alguns, mas aplaudida por outros. Nalguns casos causou polémica. Não foi somente uma reforma do plano de estudos. Foi uma reforma das Escolas de Farmácia portuguesas, de Coimbra, do Porto e de Lisboa. Com a reforma de 1902, pela primeira vez, o ensino farmacêutico foi considerado superior e no plano de organização a reforma de estudos e das Escolas de farmácia aproximaram, embora a alguma distância, o curso de farmácia de outros cursos superiores. A reforma de 1902 constituiu um contributo relevante para a consolidação do estatuto profissional do farmacêutico português e da sua responsabilidade científica, profissional e ética e acima de tudo abriu as portas a reformas futuras. Nesta obra o autor apresenta resultados da investigação inédita que tem realizado sobre o ensino farmacêutico e a Escola de Farmácia da Universidade de Coimbra entre 1902 e 1911, dando a conhecer um conjunto de documentos relevantes para o entendimento do ensino farmacêutico na Universidade de Coimbra e em Portugal.

Sumário - PDF

carrinho3