a carregar...

UC.PT

Imprensa da Universidade

Os lugares e a saúde

Autor: Helena Nogueira 
Língua: Português
ISBN: 978-989-8074-33-1
ISBN Digital: 978-989-26-0454-1
DOI: http://dx.doi.org/10.14195/978-989-26-0454-1
Editora: Imprensa da Universidade de Coimbra
Edição: 1.ª
Data: Maio 2008
Preço: 15,75 €
Dimensões: 240 mm x 170 mm
N.º Páginas: 240


Sinopse:

Este estudo tem como objetivo conhecer a forma como diferentes fatores influenciam a saúde da população residente na Área Metropolitana de Lisboa (AML), colocando a ênfase no impacto dos fatores ambientais, físicos e sociais. Sendo o contexto multidimensional, teorizam-se as múltiplas dimensões do ambiente sociomaterial local, insistindo sobretudo nos aspetos que fazem a diferença entre os lugares. Avaliadas as dimensões ambientais, procura-se modelar e explicar a sua influência na saúde individual, recorrendo-se a metodologias de análise estatística multivariada. Os resultados obtidos comprovam a tese colocada: na AML há uma forte relação entre saúde e espaços de vida quotidiana – os lugares. Essa relação, que se verifica para diferentes características contextuais, permanece quando são controladas características individuais tidas como determinantes maiores da saúde. A boa acessibilidade ao transporte público, a maior disponibilidade de serviços de saúde preventiva, níveis elevados de capital social e baixos níveis de privação material contribuem significativamente para um melhor estado de saúde autoavaliado. Todavia, o quadro das variações em saúde não se apresenta linear; o efeito do lugar na saúde não é universal, mas específico, afetando de forma distinta diferentes grupos populacionais. Este trabalho, revelando uma topografia do risco e da proteção na AML, reconhece ao lugar a capacidade de gerir/gerar saúde e doença, constituindo-se como uma nova abordagem a um velho problema de saúde pública. Esta nova abordagem, integradora e local, fundada na análise das determinantes ambientais da saúde, aponta a possibilidade de romper a cadeia de fatores de risco que conduz ao empobrecimento da saúde. Considera-se, pois, que agir sobre os lugares é agir socialmente sobre os indivíduos, integrados nas suas comunidades.

Índice e Introdução - PDF

carrinho3