a carregar...

UC.PT

Imprensa da Universidade

Lazer: da libertação do tempo à conquista das práticas

Coordenadores: Norberto Pinto dos Santos; António Gama
Língua: Português
ISBN: 978-989-8074-56-0
ISBN Digital: 978-989-26-0432-9
DOI: http://dx.doi.org/10.14195/978-989-26-0432-9
Editora: Imprensa da Universidade de Coimbra
Edição: 1.ª
Data: Dezembro 2008
Preço: 15,75 €
Dimensões: 170 mm x 240 mm
N.º Páginas: 271

Sinopse:

O aparecimento da temática do Lazer nos planos de estudos dos cursos de Geografia e de Turismo, Lazer e Património e a necessidade de um manual escolar para os alunos destes cursos motivou a recolha de um conjunto de trabalhos inéditos ou pouco divulgados sobre o tema.

A centralidade do lazer na sociedade contemporânea é desde há três dezenas de anos um facto incontornável. O lazer como fuga à rotina acentua a valorização do prazer, do hedonismo, através das práticas, desde situações de espectador e de entretenimento, às da aventura até às atividades radicais, criando novas rotinas em novos tempos sociais. Os tempos e os modos do lazer afirmam-se cada vez mais como expressões de consumo, produto e produtor das características das nossas sociedades de capitalismo neoliberal.

O lazer torna-se num tema de crescente importância incorporando-se no âmago das sociedades contemporâneas. Hoje, falar de lazer envolve atores diversos, individuais ou coletivos, promotores ou consumidores, criando perceções e representações, desde a visão de uma paisagem a uma viagem, estratégias de planeamento, do mercado de trabalho ao tempo livre, atitudes sociais tão diversas desde a salvaguarda cultural à proteção da natureza.

O livro abre com dois textos iniciadores Notas para uma Geografia do tempo-livre e Residência secundária e espaço rural.

A estes seguem-se textos de natureza exploratória Tempo livre, lazer e terciário, Fundamentos para uma Geografia do tempo livre e Associativismo e práticas de lazer; que encerra com Os espaços/tempos de Lazer na sociedade de consumo contemporânea .

Os restantes capítulos abordam temas como desportos radicais, espaço e lugares, relações trabalho/lazer, género, e consumo, espaço rural, lazer noturno e enoturismo.

carrinho3