a carregar...

UC.PT

Imprensa da Universidade

O conceito da compreensão na sociologia de Max Weber

Capa Max Weber

Autor: Hans-Richard Jahnke
Língua: Português
ISBN Digital: 978-989-26-0749-8
DOI: http://dx.doi.org/10.14195/978-989-26-0749-8
Editora: Imprensa da Universidade de Coimbra
Data: Dezembro 2013
Dimensões: 160 mm x 230 mm
N.º Páginas: 276

Sinopse:

O presente trabalho tem o objetivo de uma revisão do conceito da compreensão na Sociologia de Max Weber, no âmbito de um projeto de investigação sobre o problema da compreensão intersubjetiva na perspetiva de Alfred Schütz e George Herbert Mead.
A partir de uma análise das raízes da metodologia de Max Weber no Vitalismo Alemão e na Escola Neo-Kantiana, procura definir-se a compreensão como um método sociológico adequado ao estudo dos fenómenos sociais na sua individualidade que proporciona uma identificação do contexto significativo de uma ação através da confrontação com um tipo ideal. A explicação sociológica, segundo Max Weber, não segue o modelo de uma ciência nomotética nem se confunde com uma capacidade de empatia com os fenómenos observados. Assinala-se uma substancial diferença na conceção e utilização do tipo ideal, que na Sociologia de Max Weber acentua e aproveita a diferença entre sentido subjetivo e sentido objetivo para revelar o contexto significativo da ação na sua individualidade, enquanto Alfred Schütz dissolve esta diferença na tentativa de compreender uma ação concreta como exemplo do comportamento de um modelo de agente.

downloadebook