a carregar...

UC.PT

Imprensa da Universidade

Bens de hereges: Inquisição e cultura material Portugal e Brasil (séculos XVII-XVIII)

Bens de Hereges

Autora: Isabel M. R. Mendes Drumond Braga
Língua: Português
ISBN:
978-989-26-0307-0
ISBN Digital: 978-989-26-0576-0
DOI:
http://dx.doi.org/10.14195/978-989-26-0576-0
Editora:
Imprensa da Universidade de Coimbra
Edição:
1.ª
Data:
Dezembro 2012
Preço:
20,00 €
Dimensões:
230 mm x 160 mm
N.º Páginas:
426

Sinopse:

Partindo de inventários de bens contidos em processos do Santo Ofício da Inquisição movidos a cristãos-novos de judeus presos ao longo dos séculos XVII e XVIII, tentámos conhecer aspectos relevantes da cultura material dos grupos intermédios de Portugal e do Brasil colonial.
Em causa esteve a utilização de fontes inéditas para o estudo dos bens que integravam os patrimónios, porém, mais do que uma história dos objectos – já por si relevante – a investigação orientou-se para a análise das relações estabelecidas entre as pessoas e os bens quer os essenciais de uso corrente quer os que permitiam evidenciar status.
Se o estudo permitiu conhecer os patrimónios e a avaliação de parte deles, desde uns trastes quaisquer até extensas propriedades, muitos escravos, ricos vestidos a par de jóias e de pratas de valor e qualidade, também é certo que estes dados, apoiados em vastíssima casuística e tratados em quadros e gráficos – numa tentativa de equilibrar questões qualitativas e quantitativas, ambas muitíssimo relevantes neste tipo de estudos para evitar cair no episódico ou na aridez dos números – foi igualmente necessário ir mais longe, ou seja explicar a relação entre as pessoas e os bens, percepcionar os investimentos individuais ou familiares em termos de construção de imagem, compreender o que significava luxo e em que contextos aparecia.

Sumário e Nota de Abertura - PDF

carrinho3