a carregar...

UC.PT

Imprensa da Universidade

A taxa de juro overnight e a sua volatilidade

A taxa de juro overnight e a sua volatidade

Autora: Fátima Teresa Sol Murta
Língua: Português
ISBN: 978-972-8074-82-9
ISBN Digital: 978-989-26-0328-5
DOI: http://dx.doi.org/10.14195/978-989-26-0328-5
Editora: Imprensa da Universidade de Coimbra
Edição: 1.ª
Data: Maio 2009
Preço: 12,60 €
Dimensões: 240 mm x 170 mm
N.º Páginas: 192

Sinopse:

Os mercados interbancários de reservas desempenham um papel importante: é através deles que as instituições bancárias gerem a sua liquidez, é neles que se formam as taxas de juro de curto prazo, em especial a taxa de juro overnight, que influencia toda a estrutura de prazo das taxas de juro e que é, em muitos casos, a taxa de juro que o banco central controla, de modo a influenciar as outras taxas de juro da economia. O objetivo deste trabalho é estudar o Mercado Monetário Interbancário Português (MMI) e a forma como nele se determina e comporta a taxa de juro overnight em dois períodos distintos, antes e depois do início da terceira fase da UEM. Depois de analisar as características do mercado e dos instrumentos da Política Monetária Única, em vigor a partir de janeiro de 1999, o trabalho desenvolve-se em três abordagens distintas, com vista à compreensão do funcionamento do mercado e da formação da taxa de juro overnight e da sua volatilidade. Em primeiro lugar, analisamos como é que a oferta de liquidez, pelo BCE, bem como a sua política de comunicação, condiciona a taxa de juro do mercado. Em segundo lugar, estudamos a procura de reservas pelas instituições bancárias e o modo como a alteração das características dos sistemas de constituição de reservas, em particular a introdução do sistema de constituição de reservas mínimas da Política Monetária Única, afeta a volatilidade da taxa de juro overnight. Finalmente, em terceiro lugar, recorrendo a abordagens desenvolvidas pela teoria da microestrutura dos mercados, estudamos o comportamento da taxa de juro overnight do MMI, e da sua volatilidade, ao longo da sessão diária de mercado comparando os dois períodos de tempo já referidos. Este trabalho, de índole eminentemente empírica, segue um nível de pormenorização crescente, até à utilização de dados individuais dos empréstimos do MMI, concluindo-se, que a Política Monetária Única contribuiu para a flexibilização da gestão de reservas pelos bancos portugueses e para a estabilização da taxa de juro overnight.

Sumário e Introdução - PDF

carrinho3