a carregar...

UC.PT

Imprensa da Universidade

Deus e Caravaggio: a negação do claro-escuro e a invenção dos corpos compactos

DeusCaravaggio

Autor: Carlos Vidal
Língua: Português
ISBN: 978-989-26-0747-4
ISBN Digital: 978‑989‑26‑0748‑1
DOI: http://dx.doi.org/10.14195/978-989-26-0748-1
Editora: Imprensa da Universidade de Coimbra
Edição: 1.ª
Data: Agosto 2014
Preço: 10,00 €
Dimensões: 230 mm x 140 mm
N.º Páginas: 134

Sinopse:

Tenta-se neste estudo desmitificar a vida e obra de Caravaggio, para que, desse modo, seja mais efectiva a leitura das suas obras e invenções pictóricas: portanto, o mito dá aqui lugar a uma leitura rasante à pintura. Defende-se que a visão do mundo do autor é influenciada pela espiritualidade da época: por S. Filipe Néri, nomeadamente (por sua vez influenciado por Francisco de Assis). Por outro lado, como alguns biógrafos atentos à documentação disponível já o indicaram, a vida violenta do pintor foi antes uma vivência no seio do clima violento da Roma de então. A sua ausência de produção desenhística não se pode relacionar com qualquer tipo de ausência de reflexão formal ou composicional. Antes enfatiza as particularidades da sua pintura. O que é reforçado pelas suas invenções luministas. Estas invenções não simbolizam, nem apenas modelam. A luz de Caravaggio não é “instrumental”. Ela é pictórica. E apenas na pintura encontra as palavras que a explicam. E será através desta concepção moderna do seu ofício que o pintor vai procurar relacionar-se com as figuras da sua devoção.

carrinho3