a carregar...

Destaque














Universidade reforça presença na Internet - Na senda por novos públicos


Actualmente, qualquer utilizador da página Web da Universidade de Coimbra (UC) consegue, com uma só autenticação, aceder a várias aplicações que anteriormente se encontravam dispersas. Integrar foi o verbo orientador deste trabalho de reestruturação, que envolveu também uma reorganização de conteúdos. Fomos além do que vemos no ecrã do computador, para tentar perceber qual a concepção por detrás desta reformulação e como a Universidade tem reforçado a sua presença nos novos media, criando sinergias para continuar a afirmar a sua identidade institucional.

“O site é a ponta do iceberg de todo um projecto que envolveu uma equipa relativamente grande”, de cerca de seis pessoas, “e cujo objectivo principal era permitir que os utilizadores, num só ponto, passassem a aceder a uma série de aplicações distintas”, explica Boavida Fernandes, Gestor de Projecto, do serviço de Gestão de Sistemas e Infra-estruturas de Informação e Comunicação (GSIIC). O projecto, que tinha o nome de “balcão virtual”, foi desenvolvido ao longo de mais de um ano e assentou numa filosofia de integração. “E uma das nossas preocupações desde o início foi definir o que vai ser integrado”, orientando o projecto para os utilizadores, no sentido “de os afastar de uma realidade onde há uma diversidade de programas muito forte”, refere Mário Bernardes, Coordenador Técnico do projecto, do GSIIC.

Para ultrapassar esta situação, o trabalho informático desenvolvido consistiu em, segundo Mário Bernardes, “integrar os serviços de todas essas aplicações numa camada única, que se torna acessível via Web.” Esta nova solução permite não só integrar o que já existe, como também “proporcionar um ambiente de incubação para o desenvolvimento de novas aplicações”, explica, o que permitirá aos serviços “irem acrescentando novas funcionalidades que aparecerão de um modo mais natural naquilo que os utilizadores vêem no seu dia-a-dia, sem necessidade de dizer que apareceu mais um projecto, acessível num endereço diferente, com mais uma password.”

Inédito e contínuo

O processo de acrescento de aplicações será contínuo. “Muitas vão aparecendo e, eventualmente, também desaparecendo”, diz Mário Bernardes. O objectivo é que “alunos, docentes e colaboradores da UC passem a ter de se autenticar num só ponto”, refere Boavida Fernandes, o que não só “é um facto inédito” na Universidade, como também “é um primeiro passo no caminho essencial para a modernização no acesso a aplicações quer administrativas quer académicas e científicas da UC.”

A par disto, foi feita uma reorganização de conteúdos na web pública da Universidade, com o objectivo de garantir “uma estrutura de informação simples e quase intuitiva”, como refere Rafael Agostinho, da Divisão de Identidade, Imagem e Comunicação. Por um lado, “melhorou-se a navegabilidade” e, por outro, apostou-se “em conteúdos que sejam relevantes para os nossos públicos e para a identidade da Universidade.”

De acordo com o responsável, “este trabalho é possibilitado, por um lado, pela capacidade extraordinariamente melhorada de produção de conteúdos que representou o arranque e desenvolvimento da UCV”, e, por outro, “no tocante à navegabilidade e à facilidade de acesso à informação, está a ser desenvolvido, de forma sistemática, em primeiro lugar, com as unidades da Administração, sendo que o objectivo consiste em abranger a generalidade da Universidade, com prioridade para as unidades orgânicas.”

Agora, pretende-se concretamente a adequação da estrutura da informação dos vários sub-sítios, que contêm informação relevante para os nossos públicos, à estrutura dos percursos acedidos logo nas páginas iniciais em português e em inglês. Contudo, frisa Rafael Agostinho, pretende-se também reciprocidade, ou seja, adequar a própria estrutura destes percursos às necessidades de divulgação de informação das várias unidades”, tendo sido “desenvolvido já um projecto-piloto com o Serviço de Gestão Académica, com excelentes resultados”.

Entre as dez melhores europeias

Esta reestruturação acontece pouco tempo depois de a UC ter sido classificada como a 10º instituição de Ensino Superior europeia com mais visibilidade na Internet, sendo ainda a única portuguesa entre as 200 mais bem classificadas a nível mundial. Nos últimos anos, a Universidade tem vindo a escalar o ranking International Education Directory of Colleges and Universities, promovido pela 4 Internacional Colleges & Universities (4ICU), tendo já passado pelos 11º e 14º lugares em 2010 e 2009, respectivamente. Tais resultados reflectem a aposta de melhoria contínua que a mais antiga universidade portuguesa tem feito na sua presença na Internet, que começou com o lançamento do seu sítio online, em Outubro de 2007. Uma aposta que demonstra a consciência de que a “UC tem de saber captar públicos”, como disse Gomes Martins, Vice-reitor à data do lançamento da reestruturação do site da instituição.

É na senda por novos públicos que a Universidade tem afirmado também a sua presença nos novos media, com contas institucionais no Facebook e no Twitter, e sendo a primeira instituição de Ensino Superior de língua portuguesa a ter presença na plataforma iTunes U, permitindo descarregar conteúdos, desde seminários, palestras, entrevistas, entre outros, nas áreas de saúde pública, robótica industrial, língua, história e património musical português. Continuamente, serão acrescentadas novas colecções e episódios na área da UC nesta plataforma da iTunes Store. A criação da UCV – Televisão Web da Universidade de Coimbra - veio ainda aliar as especificidades do meio audiovisual com as potencialidades do online, sendo mais uma alavanca para as sinergias criadas com a intensificação da presença da Universidade na Internet. Porque, como disse Seabra Santos, Reitor à data do lançamento da reestruturação do site da UC “não basta fazer bem, é preciso mostrar que fazemos bem!”

Por Dina Sebastião.



Veja a Reportagem

O Silva? Quem é?

Certamente, muitos colaboradores da UC já ouviram falar do “Silva.” O apelido tradicional português remete-nos logo para alguém. Mas trata-se de algo. Silva é o nome do sistema de gestão de conteúdos usado pela Universidade, que permite definir a base de identidade gráfica do site da UC e, simultaneamente, descentralizar o trabalho de gestão de conteúdos.
O site da UC tem centenas de subsites - (um site alojado no site UC. Por exemplo: http://www.uc.pt/colegioartes ) - que são alimentados por editores, pessoas que gerem os respectivos conteúdos, através do Silva. O sistema confere alguma liberdade para mudar determinados elementos gráficos e inserir conteúdos, permitindo manter a identidade gráfica de base do site da UC.

Site UC

Aplicações já disponíveis em ponto de acesso único

Webmail
; livro de endereços, calendário, gestão de perfil de utilizador, consulta de recibos de vencimento e controlo de assiduidade, helpdesk, gestão de documentos, construção de página pessoal institucional.

Aplicações futuras

Aplicação da Rede UC, das Saídas Profissionais, aplicações para dispositivos móveis.
Serão continuamente adicionadas mais aplicações.

iTunes U

Novas colecções

- Exercício e Saúde
- Interacção Plantas e Medicamentos
- Risco
- Reprodução Assistida
- Projecto Quark

Novos Episódios

- Robótica Industrial
- Concertos de Órgão - Património Musical Português
- Escolhas de Carlos Fiolhais
- Economia Política
- Problemas Matemáticos
- Da Indisciplina ao Cyberbullying
- Novo acordo Ortográfico
- Cidade Antiga
- Defeitos de Construção