a carregar...

Investigação na UC

em redesem titulo






 


  



Metodologia aplicada ao ciclo de vida dos veículos elétricos para reduzir impacto ambiental

Analisar o ciclo de vida do veículo elétrico para compreender qual o seu impacto ambiental e económico, é o que pretende o projeto “Sustentabilidade económica e ambiental de sistemas de veículos elétricos”, desenvolvido no âmbito da Iniciativa Energia para a Sustentabilidade.

O “projeto multidisciplinar”, financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, “envolve universidades portuguesas de um lado e do outro o MIT”, tendo como instituições de I&D o Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores de Coimbra (INESC Coimbra), o Instituto de Sistemas e Robótica da Universidade de Coimbra (ISR) e a Associação para o Desenvolvimento da Aerodinâmica Industrial (ADAI).

Segundo Luís Dias, investigador da Universidade de Coimbra, este projeto “pretende olhar para todo o sistema de veículos elétricos desde o seu fabrico, à sua utilização, até à sua disposição em final de vida”, ou seja “tem o seu núcleo numa metodologia na análise do ciclo de vida destes veículos”. Apesar de estar ainda numa fase inicial, a equipa de investigadores obteve já resultados preliminares, que vem corroboram algumas teorias antecipadas, que demonstram que “o impacto ambiental do automóvel elétrico depende muito do seu uso, do contexto”; ou seja, este “impacto não é tanto causado pelo seu fabrico ou disposição em fim de vida, mas é sobretudo causado pela sua utilização diária”. O que leva a uma nova questão, perceber se este tipo de veículo “compensa ou não relativamente às alternativas que já temos, a gasolina, o diesel e o biodiesel”? Porque quando usamos “gasolina ou gasóleo, temos consciência das emissões associadas à queima de combustíveis fósseis, quando usamos biodiesel temos as emissões associadas ao seu fabrico, transporte e consumo, por isso quando nos referimos à eletricidade temos de saber se estamos a utilizar eletricidade limpa ou não.” Esta questão relaciona-se com o facto de em Portugal existir “um mix de energia elétrica, em que em média existe uma percentagem proveniente de energias renováveis, mas em média durante o dia essa percentagem é menor em relação à noite”, por isso se uma pessoa carregar o seu carro elétrico durante a noite, isso vai ter muito menos impacto ambiental do que se o fizer durante o dia”, uma vez que de noite mais facilmente estarão a ser utilizadas energias completamente limpas.

Este estudo pretende além de avaliar o impacto ambiental e económico, para os consumidores, avaliá-lo em termos globais, obtendo dados importantes para informar os decisores políticos, através de uma análise multicritério, que olha para o parque automóvel de um país, observa “a penetração gradual de veículos elétricos, eventualmente dos veículos híbridos que se liguem à rede elétrica” e tentar “perceber como é o utilizador avalia a opção do automóvel elétrico”.

Por Sandrina Fernandes



Prémio Roche para o Grupo de Investigação em Farmacologia e Terapêutica do IBILI/FMUC 

O Grupo de Investigação em Farmacologia e Terapêutica Experimental do IBILI/FMUC, na área das doenças cardiovasculares, metabólicas e renais, foi recentemente distinguido pela Sociedade Portuguesa de Nefrologia com o Prémio Roche para melhor trabalho original em nefrologia, de entre 18 trabalhos candidatos, promovido pela Sociedade Portuguesa de Nefrologia, com o trabalho intitulado “Cardio-renal anti-apoptotic and pro-proliferative effect of recombinant human erythropoietin in a rat model of moderate chronic renal failure - focus on gene expression profile”, da autoria de Margarida Teixeira, Patrícia Garrido, Paulo Rodrigues-Santos, Belmiro Parada, Elísio Costa, José Sereno, Luís Belo, Rui Alves, Alice Santos-Silva, Frederico Teixeira e Flávio Reis. 

IPN distinguido como Business Innovation Center

O Instituto Pedro Nunes recebeu o selo de qualidade BIC – Business Innovation Center. Os BIC são centros de apoio à criação de empresas que seguem um modelo europeu de acordo com a EBN - European Business & Innovation Centers Network, cuja missão é contribuir para a criação de novas gerações de Pequenas e Médias Empresas inovadoras, assim como para o desenvolvimento e modernização das empresas existentes.