Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

11 de Julho

BAILEnquanto - Um Convívio Imprevisto

Das Dramaturgias Interferentes ao Ainda Teatro: O carrocel continuava em andamento já que preparámos para 11 de Julho de 2014, novamente em parceria com o Centro de Dramaturgia Contemporânea do TAGV, uma nova Investigação-Criação pelas Dramaturgias Interferentes.

Nesta Investigação-Criação atentamos a um mo(vi)mento conjuntural: 

O ano de 2014 deveria ser determinante já que o Conselho da Europa, o Comité Económico e Social e a Presidência da U.E.  reconheceram a importância da Família para travar o inverno demográfico, o envelhecimento e a desagregação das sociedades europeias. Os eixos da agenda prevista são:

  • Travar o envelhecimento
  • Investir na coesão da família como factor de desenvolvimento em tempos de crise
  • Revalorizar a maternidade

Lograr numa acção em torno dos referidos eixos convoca o respeito dos diferentes valores, dignidades, gramáticas e práticas humanas, não só assumindo a sua diversidade e especificidade como também garantindo a sua validação e consubstanciação.

Com o projecto BAILEnquanto – Um Convívio Imprevisto pretendeu-se investigar-criar um evento transdisciplinar de ênfase teatral, num formato de espectáculo-festa, em que o tema geral abordado fosse o da(s) família(s), mais especificamente, a suas mais implícitas/explícitas sustentações, as plurais concepções de unidade/difracção familiar, a maternidade-paternidade enquanto binómio mais ou menos articulado e a procriação; tudo isto partindo de uma geopolítica eurocêntrica.

Que famílias são as ‘nossas’? Que famílias são/serão estas a dos cidadãos nossos contemporâneos? Podemos/devemos/conseguimos escolher as nossas famílias? Como as vivemos? Tentar responder a estas suspensões conduz-nos a uma outra anterior e seminal: Como se enlaçam e apartam os seres?

BAILEnquanto - Um Convívio Imprevisto aconteceu a 11 de Julho, no âmbito do Colóquio Internacional 'Epistemologias do Sul' do Projecto ALICE de Boaventura de Sousa Santos, Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra.


Ficha Técnica

Conceito, Coordenação Artística e Dramatúrgica e Texto Berta Teixeira

Interpretação Berta TeixeiraEurico Lopes e Flávia Gusmão

Música David Santos

Cenografia Eurico Lopes

Vídeo Irina Sales Grade

Produção, Comunicação e DJ João Vaz Silva