Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

Outras publicações

Para além da revista O Instituto, outras publicações resultaram da iniciativa do Instituto de Coimbra. De seguida daremos uma lista dessas obras, comentando algumas delas. Não elencamos as separatas, que foram numerosas, incluindo aquelas em formato de número comemorativo, pois contêm simplesmente artigos que saíram primeiro na revista.

Organização interna do Instituto

Projecto dos estatutos do Instituto de Coimbra. Coimbra: Typ. do Observador, 1851.

Projecto dos estatutos do Instituto de Coimbra. Coimbra: Typ. do Observador, 1852.

Estatuto. Coimbra: [Imprensa da Universidade, 1852]

Regulamento para o Gabinete de Leitura do Instituto de Coimbra. [Coimbra: s. n., 1852?]

Regulamento provisório do Instituto de Coimbra. Coimbra: [s. n.], 1852.

Estatutos e regulamento interno. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1860.

Regulamento do jornal do Instituto de Coimbra. [Coimbra]: Imprensa da Universidade, [1861?]

Regulamento da Secção de Archeologia do Instituto de Coimbra. [Coimbra]: Imprensa da Universidade, [1874?]

Estatutos e regulamento interno. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1877.

Estatutos e regulamento interno. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1883.

Estatutos e regulamento interno. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1896.

Estatutos e regulamento interno. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1899.

Indice alphabetico dos socios eleitos em Assembleia Geral, desde 28 de Maio de 1896 até 11 de Julho de 1906. [Coimbra: Instituto, 1906?]

Estatutos e regulamento interno. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1917.

Estatutos do "Instituto de Coimbra": academia científica e literária fundada em 1852. Coimbra: [s. n.], 1938.

Estatutos do Instituto de Coimbra: academia científica e literária fundada em 1852. Coimbra: Coimbra Ed., 1967.

Associadas à revista

O INSTITUTO. SECÇÃO OFFICIAL: legislação e documentos relativos á instrucção pública: 1861. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1861. 

O INSTITUTO: revista científica e literária: índices ideográfico e onomástico (volumes 1º a 90º). Prefácio de J. Pinto Loureiro. Figueira da Foz: Tipografia Popular, 1937.

O INSTITUTO: revista científica e literária: índices ideográfico e onomástico (volumes 91º a 100º). Coimbra: [s. n.], 1949.

Memórias

Trata-se de uma coleção, inicialmente de elogios históricos de sócios falecidos, depois de textos científicos oferecidos ao Instituto. Apenas se publicou na década de 1850, e, mais tarde, um único número na década de 1920, havendo a intenção de retomar a série, mas logo interrompida. Alguns dos textos foram também publicados na revista, no entanto, neste caso, é a própria coleção que se pretende evidenciar. Recorde-se que os três primeiros números (Elogio histórico do sócio do Instituto da Academia Dramática Henrique José de Castro: recitado na sessão do 1º d'Abril de 1849 pelo sócio António Joaquim Ribeiro Gomes d'Abreu; Elogio histórico do sócio do Instituto da Academia Dramática, Luís da Silva Mouzinho d'Albuquerque: recitado na sessão solene de 9 de Junho de 1850 pelo sócio António Xavier Rodrigues Cordeiro; Elogio histórico do sócio do Instituto da Academia Dramática Francisco Antonio de Melo: recitado na sessão solene do 1º de Abril de 1849 pelo sócio Francisco de Castro Freire) foram publicados pelo Instituto da Academia Dramática.

PIMENTEL, José Freire de Serpa – Elogio historico do socio do Instituto, e da Academia Dramatica de Coimbra, Jorge Arthur d'Oliveira Pimentel, recitado na sessão solemne de 11 de Março de 1852. Coimbra: Imprensa de E. Trovão, 1852. (Memorias do Instituto de Coimbra; 4)

PINTO, Rodrigo Ribeiro de Sousa – Apontamentos de trignometria spherica pelo sócio do Instituto de Coimbra. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1854. (Memórias do Instituto de Coimbra)[71]

OSÓRIO, Rufino Guerra – Memorias sobre integraes definidos. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1854. (Memórias do Instituto de Coimbra)

VASCONCELOS, Miguel Ribeiro de – Apontamentos biographicos sobre o nosso insigne poeta Luiz de Camões. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1854. (Memórias do Instituto de Coimbra)

OSÓRIO, Rufino Guerra – Apontamentos sobre a theoria das parallelas. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1855. (Memórias do Instituto de Coimbra)

MENDONÇA, Manuel Matias Vieira Fialho de – Fragmento da traducção do 4º livro da Eneida. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1855. (Memórias do Instituto de Coimbra)

GUSMÃO, Francisco António de – Estudos philologicos: glossario das palavras e phrases da lingua franceza, que por descuido, ignorancia, ou necessidade se tem introduzido na locução portugueza moderna, com o juizo critico das que são adoptaveis nella pelo cardial D. Francisco de S. Luiz. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1855. (Memórias do Instituto de Coimbra)

VASCONCELOS, Miguel Ribeiro de – Memoria historica e critica, sobre a revolução que em 1246 tirou a corôa a D. Sancho II. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1856. (Memórias do Instituto de Coimbra)

PINTO, Rodrigo Ribeiro de Sousa – Apontamentos d’optica. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1856. (Memórias do Instituto de Coimbra)

FITZLER, M. A. Hedwig – O cêrco de Columbo: últimos dias do domínio português em Ceilão: rompimento das hostilidades pelos holandeses até à rendição de Columbo. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1928. (Memórias do Instituto de Coimbra; 1)

Arqueologia

CATALOGO dos objectos existentes no Museu de Archeologia do Instituto de Coimbra a cargo da Secção de Archeologia do mesmo Instituto: 1873-1877. Coimbra: Imprensa Litteraria, 1877.

CATALOGO dos objectos existentes no Museu de Archeologia do Instituto de Coimbra a cargo da Secção de Archeologia do mesmo Instituto: supplemento 1º: 1877-1883. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1883.

SIMÕES, Augusto Filipe – Escriptos diversos: colligidos por ordem da Secção de Archeologia do Instituto de Coimbra. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1888.

Museu de Antiguidades do Instituto de Coimbra: notas. Coimbra: Typ. Auxiliar d’Escriptorio, 1911. 

Sócios ilustres

Dr. Luciano Pereira da Silva: in memoriam. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1927.

CASTILHO, Júlio de – Memórias de Castilho. 2ª ed. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1926-1934. 7 vols.

O longo trabalho biográfico de Júlio de Castilho acerca do pai, o poeta romântico António Feliciano de Castilho, teve acolhimento nas páginas da revista O Instituto, mas também em edição autónoma, da responsabilidade desta academia. Não se encontra completo em nenhum dos suportes, ou seja, os 11 livros que compõem as Memórias de Castilho têm que ser extraídos da revista e da edição autónoma.

Coimbra: colectânea de estudos organizada pelo Instituto de Coimbra e dedicada à memória do seu consócio honorário Dr. Augusto Mendes Simões de Castro. Coimbra: Gráfica de Coimbra, 1943.

CARTAS de Herculano publicadas em «O Instituto»: com uma «Nota marginal» de F. Adolfo Coelho. Coimbra: [s. n.], 1977.

Sobre uma série de “Estudos nacionais sob a égide do Instituto de Coimbra”, coleção louvada pela Junta de Educação Nacional e que engloba diversos títulos referentes à cultura portuguesa, é preciso sublinhar que não se trata de uma iniciativa do Instituto de Coimbra. Este apenas cedeu o seu nome para conferir prestígio à coleção, como resulta claro da missiva enviada ao presidente do Instituto, a 5 de dezembro de 1929, pela entidade que empreendeu a publicação, a Lith. Lusitana Apolino da Costa Reis & C.ª, de Vila Nova de Gaia. Eis o conteúdo da carta:

Tencionando lançar a público no princípio do próximo ano uma série de pequenos trabalhos de investigação e estudo, em que sejam tratados e divulgados assuntos de História, Arte, Bibliografia, Arqueologia, Heráldica, Numismática, Esfragística, Genealogia, Cerâmica, Ourivesaria, Filologia, Etnografia, etc., da autoria dos mais competentes especializados nos referidos estudos, vimos solicitar de V. Ex.ª e do Doutíssimo Instituto de Coimbra a que V. Ex.ª tão brilhantemente preside a honra do seu valioso apoio moral, consentindo-se-nos que possamos fazer seguir a rubrica de ESTUDOS NACIONAIS, que encabeçará todos os volumes da série, da legenda:“Sob a égide do Instituto de Coimbra”.Devemos afirmar a V. Ex.ª que todos os trabalhos que forem publicados estarão à altura de irem à sombra do bom nome dessa alta coletividade científica.Todos os Autores até agora convidados fazem parte, uns, desse Instituto, outros da Associação dos Arqueólogos Portugueses, Academia das Ciências de Lisboa e outras Academias estrangeiras.Certos de que V. Ex.ª mais do que ninguém e o Doutíssimo Instituto de Coimbra estimarão o bom resultado desta iniciativa tão desinteressada como útil e cuja orientação está entregue a um conhecido arqueólogo e bibliógrafo, ficamos esperando dever a V. Ex.ª o obséquio e honra de uma resposta favorável à nossa pretensão (Correspondência recebida, 5.12.1929).

Esclarecimento que não obsta, no entanto, à nomeação desta série de grande relevo. Publicados os seus números entre 1930 e 1934, pelas Edições Pátria, da mesma cidade, são estes os títulos da coleção:

I série

I – Cerâmica portuense – por Pedro Vitorino

II – Os pelourinhos portugueses – por Luís Chaves

III – Francisco Bartolozzi e os seus discípulos em Portugal – por Ernesto Soares

IV – Traje à vianesa – por Cláudio Basto

V – Como os nossos avós aprenderam uma profissão – por Emanuel Ribeiro

VI – Uma joia da iluminura portuguesa: o missal pontifical de Estevão Gonçalves Neto – por J. Cardoso Gonçalves

II série

VII – O claustro de D. João III em Tomar – por Vieira Guimarães

VIII – Jerónimo Rossi, fidalgo ceramista – por Vasco Valente

IX – O Tenente-General Conde de Avilez. I, Guerra Peninsular – pelo General F. S. de Lacerda Machado

X – Os portuenses no Renascimento – por A. de Magalhães Basto

XI – Espadeladas e esfolhadas – por Guilherme Felgueiras

XII – A épica portuguesa no século XVI – por Fidelino de Figueiredo

III série

XIII – Azulejos de figura avulsa – por Feliciano Guimarães

XIV – As origens da cidade do Porto – por A. A. Mendes Correia

XV – Garrett diplomata – pelo Coronel Henrique de Campos Ferreira Lima

XVI – Rafael Bordalo e a faiança das Caldas – por Julieta Ferrão

XVII – O Tenente-General Conde de Avilez. II, Expedição de Montevidéo – pelo General F. S. de Lacerda Machado

XVIII – O castelo de Guimarães – por Luís de Pina

Número especial

I – A encadernação em Portugal – por Matias Lima

IV série

XIX – A Sé e o Castelo de Silves – por Pedro P. Mascarenhas Júdice



[71] Vd. O Instituto, 4: 275.