a carregar...

UC.PT

Programa de Licenciaturas Internacionais CAPES/UC

Casos de sucesso

Edson Silva Ferreira (UC e UFMT)

"As coisas por aqui estão ficando cada vez mais interessantes. Virei estagiário do Museu de Ciência e do Museu da Física, que em 2009 foi considerado o melhor museu de ciência da Europa. Comecei a desenvolver também algumas atividades no Observatório Infante Dom Henrique, que é uma instituição de divulgação cientifica que trabalha com alunos do ensino básico. Participei da Universidade de Verão, desenvolvendo atividades teóricas e prática com os alunos do secundário durante uma semana. No final eles escolheram o melhor trabalho e adivinha que ganhou, isto mesmo aquele em que participei, foi bem divertida! Comecei a ajudar na Residencial Antunes nos fins de semana atendendo aos clientes. Esta tem sido uma atividade que tenho apreciado muito, pois, me coloca em contato com muitos estrangeiros, principalmente os que falam francês, italiano, espanhol e inglês. Além de aprimorar o meu inglês está me forçando a aprender outros idiomas. Você não imagina como tem sido engraçado eu conversar com alguém em francês, é risada que não acaba mais. Participei de uma expedição organizada como o objetivo de observar pássaro na serra de Sicó, uma região próxima de Coimbra, comecei a aprender a identificar os pássaros só pelo canto, conheci diferentes espécies e o pessoal que nos receberam eram bem simpáticos. Sem falar que o almoço foi fenomenal tinha tanta variedade de coisas, uma delicia! Visitei a serra do Buçaco que é um dos principais pontos turísticos próximo a Coimbra. Também conheci Sintra, que é uma vila portuguesa composta principalmente por castelos medievais e palácio, lá conheci o castelo dos Mouros e o Palácio da Pena, tanta beleza em um só lugar! Também obtive êxito na ultima apresentação de trabalho e exame de melhoria, consegui de 0 a 20, 19, isto mesmo quase nota máxima!

Sintra

Se divertindo em Genebra

A viagem foi fantástica, pois a cidade de Genebra é linda, muito organizada e as pessoas são simpáticas. Basicamente toda a cidade de Genebra é plana, este é uns dos motivos pelo quais grande parte da população andam de bicicleta. É interessante é até engraçado você esta caminhado pela cidade e vê muitas pessoas varias delas com terno indo trabalhar de bicicleta, e as crianças andam de patinete. Uma coisa que me chamou muito a atenção é a organização dos suíços, é espetacular! Eles possuem um sistema de transporte bem eficiente, composta de autocarro (ônibus), trem e pequena embarcações. Que para os visitantes é gratuito, isto mesmo desde o aeroporto e durante toda a sua estadia em Genebra os transportes públicos são gratuitos. Quando você esta caminhado pelas ruas e fecha o sinal de transito, mesmo que não esteja vindo nenhum carro ninguém atravessa a faixa. 

Genebra

Genebra é um dos centros mais importante da diplomacia internacional, sendo sede de vários órgãos de cooperação, como a ONU, a Cruz Vermelha, OMC, OIT, CERN etc. Sendo por isso conhecida como a Capital da Paz. Genebra também se destaca como um dos principais centros financeiros do mundo. Em várias partes da cidade você encontra enormes bancos internacionais. Este é uns dos motivos pelos quais os preços dos produtos em Genebra são considerados bem elevados em relação a grande parte da Europa. Geralmente uma refeição simples fica no mínimo entre 12,5 e 15,0 franco suíço se procurar algo um pouco mais elaborada o preço sobe exponencialmente. Se paga bem mais a qualidade dos produtos é excelente, por isso os relógios e os canivetes suíços são conhecidos mundialmente pela sua excelência. Não fica só nisto, até os biscoitos considerados mais baratos são deliciosos!

Em relação à diversificação cultural encontram-se pessoas vindas de várias partes do planeta. Nota-se uma grande concentração de árabe, chinês, português etc. A Suíça possuem vários idiomas entres eles: alemão, francês e italiano. O idioma oficial de Genebra é o francês, mas quase toda gente fala também o inglês, e desta forma não tivemos problemas como o idioma.

Fomos visitar o CERN, o maior acelerador de partículas do planeta, não deu para ver muita coisa, pois os aceleradores estavam em funcionamento. Mas deu para conhecer o seu funcionamento, visitar a estação onde são processadas as informações de um dos aceleradores que é a Atlas, conhecemos também um enorme armazém onde são construídos e testados os equipados que serão utilizados nos aceleradores, deu para ver vários equipamentos de perto, foi fantástico! Por fim visitamos o microcosmo que é uma exposição permanente de divulgação cientifica que por sinal muito interessante.

CERN

Por Genebra ser toda plana a estratégia utilizada para conhecê-la melhor foi à caminhada visitamos quase todos os principais pontos andando. Visitamos a ONU (Organização das Nações Unidas), foi uma visita guiada com uma senhora muito simpática, conhecemos a estrutura da organização, um pouco da sua história e deu para entrar e sentar nas cadeiras dos representantes dos vários países foi bem divertido!

Demos um pulinho em França para subir uma de suas montanhas de teleférico, chegamos ao ponto mais alto que era 1 100 m de altitude em cinco minutos. A vista lá de cima era descomunal, dava para ver toda Genebra e uma parte da França. Para tornar o passeio um pouco mais interessante decidimos descer andando. A descida foi bem divertida, a chão estava um pouco molhado, resultado muitas pessoas escorregaram, nada séria, mas suficiente para ser motivo de muita graça. Descobri que levo jeito para descer montanha, e que isto pode ser uma atividade muito interessante. Perdemo-nos durante a descida, mas conhecemos um pequeno povoado muito bonito e em que os moradores eram bem simpáticos. Depois de algumas voltas encontramos novamente o caminho toda esta aventura levou cerca de três horas e meia. A descida em si valeu muito apena.

Outro lugar interessante que visitamos foi o Museu de História Natural, que é um prédio com cerca de cinco andares. Em que cada andar ficava com uma classe de animal como: mamíferos, repteis etc. Além disso, possuía uma sessão destinada aos minérios possuindo rochas e cristais de varias partes do planeta.

Visitamos também o Jardim botânico que tinha cerca de 30 hectares, o interessante além de ser a paisagem que possuía espécies de vários países, eram as estufas por eles construídas. Estas estufas buscava representar as varias características como pressão, umidade, temperatura etc. De diversos ambientes diferentes.

Conhecemos também o Museu Aria, que é um museu de artes cerâmico, que possuía uma grande coleção de porcelanas das diferentes regiões e épocas históricas. Como era fantásticos os detalhes empregados na construção das peças, algo realmente digno de admiração.

Como não podia deixar de ser visitamos três igrejas: uma cristã, uma protestante e uma russa. Cada uma com suas diferentes arquiteturas e peculiaridade.

Como podem ver as coisas por aqui estão em ritmo acelerado!"

Brasil