a carregar...

SASUC

Alimentação

Pratø Contra o Desperdício

slideshow_PRATO-ContraDesperdicio.png

O Selo de Reconhecimento “PRATØ – Boas Práticas de Prevenção do Desperdício Alimentar” foi atribuído aos Serviços de Ação Social da Universidade de Coimbra (SASUC), na categoria ‘Receita das Sobras’.

Os SASUC apresentaram a concurso o “XIRIBITATATATÁ”, um folhado em forma de cesta, com recheio de ingredientes frescos e de elevada qualidade, decorrentes de sobras/aproveitamentos. Este aproveitamento de sobras, que pode ser vegetariano, de carne ou de peixe, foi buscar o nome ao grito de exaltação do espírito académico que o associa à Universidade de Coimbra.

O objetivo desta oferta é evitar que os ingredientes destinados à confeção alimentar sejam desperdiçados entre refeições e possam ser confecionados de uma forma alternativa e apelativa, com redução do desperdício alimentar e sensibilização dos membros da comunidade universitária para a prática e adoção de novos comportamentos que tenham em vista o desperdício alimentar zero.

Para Regina Bento, Administradora dos SASUC, a diferenciação do XIRIBITATATATÁ «assenta no facto de a comunidade UC reconhecer a importância do respeito pelos recursos que a natureza gera e as mãos humanas transformam, o que fez deste produto um sucesso desde o dia do lançamento, no início do passado mês de junho. A sua procura comprova o esforço efetivo da comunidade UC na redução do desperdício alimentar, que se estima em 7 toneladas por mês, mas que desde abril deste ano já reduziu uma tonelada por mês».

Os SASUC vão continuar a desenvolver iniciativas de incentivo à redução do desperdício alimentar, apelando ao consumo adequado às necessidades individuais, monitorizando o desperdício e promovendo medidas de otimização de processos e recursos.

O XIRIBITATATATÁ está à venda na sala A das Cantinas Centrais ao preço unitário de 2,40€, o equivalente ao preço de uma refeição social para estudante.

PRATØ – Reconhecimento de Práticas e Atos pelo Desperdício Alimentar Zero é uma iniciativa da Sociedade Civil e do Governo, que distingue a implementação de políticas e modelos de boa gestão no combate ao desperdício alimentar por entidades ou pessoa individual com boas práticas em responsabilidade social.