a carregar...

UC.PT

Semana Cultural

Semana 2 | 5 a 11 de março

Eventuais alterações da programação serão da inteira responsabilidade dos promotores das iniciativas.

5 SEG | 6 TER | 7 QUA8 QUI | 9 SEX

 5 de março |SEG

17h00 | Departamento de Arquitetura da FCTUC, Desenho II

A CASA NA ÁRVORE

Tendo como título "A Casa na Árvore", os projectos dos alunos de Desenho II do Darq partem sobretudo do campo conceptual que a relação entre a ideia de árvore e a ideia de casa suscitam. Casas na árvore que são casas, mas também casas que podem ser ninhos, numa reflexão sobre o habitar que inclui a arquitetura mas também a precede, na relação entre os seres e o seu habitat. Estes trabalhos serão apresentados em exposição de forte sentido cénico na criação de uma paisagem criada pelos jogos de fluidez entre ortogonalidade e organicidade vegetal.

ORGANIZAÇÃO: António Olaio, Pedro Pousada

6 de mar | TER

16h30 | Universidade de Coimbra - Residência Universitária do Polo III

APRENDIZAGENS E MEMÓRIAS – ‘’AS CASAS’’ NUMA RESIDÊNCIA UNIVERSITÁRIA

Inauguração do mural de partilha pública de memórias individuais e coletivas, traduzidas em pensamentos, fotografias e outros objetos. Este espaço de recolha constante das memórias nos seus vários formatos, por todos aqueles que encontram na residência a sua casa, uma nova casa, temporária, de partilha, de novos mundos e novas aprendizagens é uma construção continuada e partilhada. Ao materializar as memórias e marcas que a casa deixa em cada um, promove-se a construção da sua identidade. A inauguração incluirá uma tertúlia, onde se convidaram os participantes a partilhar vivências e o modo como estas contribuíram para a construção da sua personalidade

ORGANIZAÇÃO: Serviços de Ação Social da Universidade de Coimbra (SASUC)

7 de março|QUA

9h00 | Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física

XII MOVIMENTO ESPECIAL FCDEF-UC - ENCONTRO DESPORTIVO PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL 

Realização de jogos lúdicos e desportivos, direccionados para pessoas com deficiência intelectual . 

ORGANIZAÇÃO: Prof.ª Doutora Maria João Campos

10h00 | Comunidade Juvenil de São Francisco de Assis

CIÊNCIA PARA MIÚDOS

O evento "Ciência para Miúdos" inclui-se numa das atividades do NEBIOQ/AAC que visa promover a consciencialização da ciência em públicos mais jovens, tendo uma componente cívica e social muito forte uma vez que se incide em públicos diferentes do habitual. Usualmente, costumamos deslocar-nos aos serviços pediátricos de várias instituições hospitalares como voluntários. Gostaríamos de expandir a nossa iniciativa a outros locais, nomeadamente a fundação Francisco de Assis.

ORGANIZAÇÃO: Núcleo de Estudantes de Bioquímica da Associação Académica de Coimbra (NEBIOQ/AAC)

8 de março|QUI

14h00 | Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra

COMO RESTAURAR UM HERBÁRIO HISTÓRICO DE PLANTAS MEDICINAIS 

Neste workshop pretende ensinar-se as técnicas de restauro de exemplares de herbário. Os participantes irão também aprender os princípios básicos para realização da atualização dos nomes científicos. No final, cada participante deverá ser capaz de restaurar convenientemente um exemplar de herbário. Cada participante receberá uma pasta com o certificado de participação.

ORGANIZAÇÃO: Célia Cabral; Rosa Gouveia; Teresa Martins (FMUC)

17h30 | Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra

"DIAS... NA DIAS DA SILVA”

A Exposição Fotográfica “Dias... na Dias da Silva” desafia à descoberta da beleza e das histórias das casas da Avenida Dias da Silva. Porque tantas vezes nem damos por elas. Porque não queremos ser indiferentes aos que nos “olham pelas janelas”. Um convite para entrar nos refúgios e conhecer as personagens autênticas e “(…) mudas testemunhas da vida” que fazem os “Dias... na Dias da Silva”.

Até 8 de abril

ORGANIZAÇÃO: Alexandra Correia Dias e Ana Raquel Rodrigues

21h30 | Teatro Académico de Gil Vicente

EU USO TERMOTEBE E O MEU PAI TAMBÉM

A memória do trabalho. Como se transmite a memória do trabalho? Em “Eu uso termotebe e o meu pai também” investigam-se os processos de transmissão do trabalho em Portugal. Este é um espetáculo que parte da recolha de testemunhos em comunidades de operários fabris de várias cidades portuguesas, transfiguradas pelas ruínas dessa indústria e que aguardam ainda um novo El Dorado. Ao desenhar um arco sobre a história e as contradições do trabalho, reflete-se sobre a condição de operário e a sua emancipação até aos dias de hoje. Texto e encenação: Ricardo Correia, Dramaturgia Jorge Louraço, Interpretação Beatriz Wellenkamp, Celso Pedro, Hugo Inácio, Joana Pupo e Sara Jobard, Produção Casa da Esquina, Coprodução TNDM II, TAGV, Teatro Aveirense e CCVF.

[repete a 9 de março]

ORGANIZAÇÃO: TAGV

9 de março|SEX

11h00 | Universidade de Coimbra- Polo II

UCICERONE

Da curiosidade nasce o espírito científico e a das crianças é inquestionável. Se a universidade é uma casa, então por que não abrir-lhe as portas, as gavetas, descobrir o que habitualmente não está visível? Um grupo de miúdos ousou saber mais e irá contar tudo aos adultos em visitas guiadas à Universidade de Coimbra, nas vertentes património e inovação. No 1º dia, UCicerone vai trocar tecnologia de ponta por miúdos, para que qualquer adulto consiga perceber, nos Departamentos da FCTUC localizados no Polo II. A atividade será conduzida por crianças dos 5 aos 6 anos que frequentam o Jardim de Infância da Universidade de Coimbra.

ORGANIZAÇÃO: Serviços de Ação Social da Universidade de Coimbra

18h00 | Anfiteatro 2 do Centro de Congressos dos Hospitais da Universidade de Coimbra

A INTERVENÇÃO NO PATRIMÓNIO EDIFICADO – À VOLTA DE TRÊS OBRAS RECENTES 2. REMODELAÇÃO E OTIMIZAÇÃO ENERGÉTICA DO BLOCO CENTRAL DOS HOSPITAIS DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA

Palestra sobre a remodelação energética e da qualidade do ar do Bloco Central dos Hospitais da Universidade de Coimbra, com intervenções do Eng. Victor Pais (Dir. dos Serviços de Instalações e Equipamentos – CHUC), do Eng. João Madeira da Silva (autor do projecto de AVAC) e do Eng. Alfredo Cruz (responsável pela fiscalização da obra), seguida de visita às instalações guiada pelos oradores.

ORGANIZAÇÃO: Anísio Andrade (FCTUC), Alfredo Cruz (RPR), Diogo Mateus (FCTUC), Paulo Providência (FCTUC)

21h00 | Capela da Santa Casa da Misericórdia de Coimbra

O CORPO É A CASA DO MAIS FUNDO ABISMO

Espectáculo de Leituras Encenadas de poemas do livro A rose is a rose is a rose et coetera de João Rasteiro, que testemunha o duplo sofrimento da Mãe afectada pela doença de Alzheimer e o sofrimento do filho perante a lenta “transformação” de sua Mãe, a sua progressiva “ausência”, o seu estranho “distanciamento” antes da morte.

ORGANIZAÇÃO: Recriar Caminhos, Controversos, Grupo de Teatro Terapêutico

21h30 | Teatro Académico de Gil Vicente

EU USO TERMOTEBE E O MEU PAI TAMBÉM

A memória do trabalho. Como se transmite a memória do trabalho? Em EU USO TERMOTEBE E O MEU PAI TAMBÉM investigam-se os processos de transmissão do trabalho em Portugal. Este é um espetáculo que parte da recolha de testemunhos em comunidades de operários fabris de várias cidades portuguesas, transfiguradas pelas ruínas dessa indústria e que aguardam ainda um novo El Dorado. Ao desenhar um arco sobre a história e as contradições do trabalho, reflete-se sobre a condição de operário e a sua emancipação até aos dias de hoje. Texto e encenação: Ricardo Correia, Dramaturgia Jorge Louraço, Interpretação Beatriz Wellenkamp, Celso Pedro, Hugo Inácio, Joana Pupo e Sara Jobard, Produção Casa da Esquina, Coprodução TNDM II, TAGV, Teatro Aveirense e CCVF

ORGANIZAÇÃO: TAGV

21h30 | Teatro-Estúdio CITAC

SIMBIOX

"Duas linhas paralelas intersectam-se no infinito". Será o presente a eternidade?

Sondo o ar, as marcas, lembro-me do passado, grito com ele, gritamos, somos vários a resistir, apoiamo-nos, as raízes entrelaçam-se e mais um passo se constrói. Quando o chão range, o povo treme, as paredes querem falar, haverá voz para transmitir tantas memórias? A informação dissipa-se... mas agora é recuperada.

Repete a 10 e 11 de março

ORGANIZAÇÃO: CITAC