a carregar...

UC.PT

Semana Cultural

Semana 6 | 09 a 15 de abril

Eventuais alterações da programação serão da inteira responsabilidade dos promotores das iniciativas.

09 SEG | 10 TER | 11 QUA | 12 QUI | 13 SEX | 14 SÁB

9 abr | SEG

09h00 | Colégio das Artes (Darq)

CASA DO PATRIMÓNIO DIGITAL

Abordagens digitais sobre o passado e o futuro

A casa do património digital – uma instalação sobre a qual se apresentam diferentes abordagens ao património construído, com base na sua interpretação e reinterpretação a partir de ferramentas de conceção, representação e fabricação digital. A peça central e o mote para uma conferência propondo uma reflexão crítica acerca do potencial renovador das tecnologias digitais e da sua relação com o património arquitetónico.

ORGANIZAÇÃO: Pedro Martins, Mauro Costa - Departamento de Arquitectura - FCTUC

10 abr | TER

18h20 | Café-Teatro TAGV

A CIDADE E O MUNDO: O PAPEL DE TODOS NÓS

Tendo como palco a cidade de Coimbra, como intervenientes elementos da Sociedade Civil e os ODS como mote, será criado um espaço de conversa e diálogo, com convidados profissionais relacionados com o Desenvolvimento Social, com a biodiversidade e ecossistemas (oradores sujeitos a confirmação).

ORGANIZAÇÃO: Saúde em Português

21h30 | Teatro Académico de Gil Vicente (TAGV)

COM A ORQUESTRA OPUS 21 CRIAMOS CASAS MUSICAIS

Esta CASA MUSICAL que a OPUS 21 vai criar serve em primeiro lugar para albergar recordações de António Fragoso que com as suas composições enche a CASA de notas melodiosas; em segundo lugar serve para realçar que a parceria estabelecida entre a Universidade de Coimbra e a Associação António Fragoso também criaram uma CASA onde vivem o saber, a criação, enfim, a MÚSICA.

ORGANIZAÇÃO: Associação António Fragoso

11 abr | QUA

21h00 | Casa das Artes Bissaya Barreto

CICLO DE CINEMA (“BEFORE THE FLOOD”)

Filme/documentário "Before the Flood" no âmbito do sub-tema casa-património, uma vez que o planeta Terra é património de todos nós apesar dos conflitos ideológicos e políticos que possam vir a destruir esse mesmo património. Com a tensão mundial e disparidade de opiniões referentes à gestão do planeta Terra, consideramos crucial a sensibilização e informação dos participantes no que toca às controvérsias e jogos de interesse que dominam a atualidade.

ORGANIZAÇÃO: SOS Estudante

21h30 | Teatro Académico de Gil Vicente (TAGV)

CHRYSTA BELL

Chrysta Bell, a cantora e performer, é reconhecida pela já longa parceria musical com David Lynch e pelo seu papel na nova série de Twin Peaks. Este concerto, incluído numa digressão pela Europa, é a apresentação deste seu novo disco We dissolve mas também a revisitação a outras faixas do seu primeiro álbum This Train, produzido por David Lynch.

ORGANIZAÇÃO: TAGV

12 abr | QUI

09h00 | FEUC (SALA  KEYNES)

AS CASAS POR DENTRO E POR FORA

A sociologia, a arquitetura, a história e a política em debate sobre a esfera doméstica, o lado do sensível, as práticas e as funcionalidades que a casa suporta. Associam-se conversas sobre a relação privado-público (a casa e a rua) e a construção de um novo ethos político no domínio do privado. Debate-se como a casa absorve o “mundo” em seu redor, assim como se pode viver sem casa.

ORGANIZAÇÃO: FEUC e CES: Doutoramento em Sociologia: Cidades e Culturas Urbanas

16h30 | Casa da Escrita

Casas de Escritores: A nova vida das velhas casas

A casa de um escritor – onde viveu, escreveu ou que o inspirou –, mais do que um espaço material, é um lugar simbólico de reencontro emocional com a sua escrita. Em Portugal, as casas dos escritores que mantêm abertas as suas portas ao público têm estatutos e vínculos diferenciados com a sociedade e os poderes político-administrativos. Podem ser Fundações, Casas-Museu dependentes das autarquias ou instituições privadas ou familiares, mas todas pretendem ser, fundamentalmente, a memória viva de um passado que continua presente nas obras que esses
autores nos legaram. Nem todas, porém, limitam a sua atividade ao
universo literário do escritor que nelas habitou ou que a elas está
ligado, quer através da obra quer da biografia. Algumas destas Casas, sobretudo as situadas nos grandes centros urbanos, têm uma agenda diversificada de eventos culturais, que podem incluir colóquios, exposições, concertos ou conferências. Partindo desta diversidade de estratégias e de localizações geográficas, pretendemos promover um encontro-debate entre algumas das mais importantes Casas de Escritores portuguesas – as de Camilo Castelo Branco, Eça de Queirós, Fernando Pessoa e Miguel Torga, para além da própria Casa da Escrita – no qual cada uma delas poderá descrever o seu enquadramento, as atividades
habitualmente desenvolvidas, os projetos futuros, as perspetivas de
colaboração com as entidades congéneres e a sua interação com o universo escolar. Acima de tudo, pretende-se dar a conhecer estes espaços ao público universitário e estimular a sua relação com o património literário e cultural do País.

ORGANIZAÇÃO: Centro de Literatura Portuguesa, Câmara Municipal de Coimbra (coorganização), António Apolinário Lourenço (coord.), Maria Helena Santana e Maria João Simões 

16h30 | Comunidade Juvenil de São Francisco de Assis

CIÊNCIA PARA MIÚDOS

Este projeto tem como objetivo explorar a recente área da “Divulgação da Ciência” em conjunto com a vertente social e solidária com que nos identificamos. Tem como fim o entretimento de jovens e crianças desfavorecidas com experiências educativas de Ciência, Química e Bioquímica. Exemplos destas instituições têm sido a Comunidade São Francisco de Assis e o Exploratório. Temos como público-alvo Estudantes de Bioquímica com interesse em explorar um pouco mais as áreas de voluntariado, civismo e solidariedade. Pretendemos também, a partir dos nossos colegas, expandir a ação para a sociedade de Coimbra. Além destes elementos, participarão também os membros da Direção e Mesa do Plenário e outros elementos do NEBIOQ/AAC.

ORGANIZAÇÃO: Núcleo de Estudantes de Bioquímica da Associação Académica de Coimbra (NEBIOQ/AAC)

Evento cancelado devido às condições atmosféricas incertas

17h00 | Jardim Botânico da Universidade de Coimbra

CASA DOS NARCISOS | CULTURAS EXPERIMENTAIS 

(Design moda/performance)

A Casa dos Narcisos acolhe a designer de moda e artista plástica Lara Torres, cujo trabalho lida com a (in)permanência, e que apresenta uma performance onde pensa as plantas na sua relação com o vestuário, esse abrigo fundamental do corpo, mas também o carácter temporário dos elementos vegetais que mais nos atraem – as flores.

ORGANIZAÇÃO: Jardim Botânico da Universidade de Coimbra

13 abr | SEX

16h30 | Universidade de Coimbra - Centro Cultural Dom Dinis

NARCISSUS

Instantâneos da vida natural. Para ver, tocar e refletir de 13 de abril de 2018 a 30 de abril 2018. Apreciar a natureza, captando instantâneos da vida natural no nosso planeta-casa, numa paixão que cumpria também a missão da educação ambiental foi o compromisso assumido por Paulo Rosa, ex-aluno da Universidade de Coimbra e Biólogo, cuja exposição póstuma pretende exaltar a beleza singular da biosfera. O título NARCISSUS remete para a flor que o autor estudou academicamente e convida cada a que cada um conheça, valorize e cuide do nosso património natural, legando às gerações vindouras uma casa-Mundo capaz de nos acolher.

ORGANIZAÇÃO: Serviços de Ação Social da Universidade de Coimbra

18h00 | Colégio das Artes da UC

UMA LOJA, CINCO CASAS E UMA ESCOLA

"Uma Loja, Cinco Casas e uma Escola" é um título de uma exposição com a curadoria do artista plástico João Fonte Santa que junta os artistas que, com ele, desde a década de 90, encontraram espaços alternativos para expor, espaços cuja vida própria participava da experiência das próprias exposições, afastando-se assim da ideia de um espaço expositivo que se anula para ser contentor de uma exposição, lugar abstracto que frequentemente se deseja neutro. São lugares de exposição que, antes de o serem, foram casas, loja, escola.

ORGANIZAÇÃO: António Olaio, José Maçãs de Carvalho, Pedro Pousada, João Fonte Santa

18h00 | Casa da Esquina

VAMOS FALAR DE ESPAÇOS VERDES | ESPAÇOS VERDES URBANOS E A NOSSA SAÚDE

Uma conversa informal integrada na exposição de fotografias sobre espaços verdes urbanos, conduzida pelas investigadoras do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, Lúcia Fernandes e Rita Campos. Um espaço descontraído para se falar sobre o que a ciência nos diz sobre a importância destes “pulmões verdes” em ambientes urbanizados, focando-nos na saúde humana.

ORGANIZAÇÃO: Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, em parceria com o CIBIO/InBIO-UP, Casa da Esquina, COI-Herbário da Universidade de Coimbra, Coimbra em Transição, ECOSOC-CES

14 abr | SÁB

18h00 | Casa da Esquina

VAMOS FALAR DE ESPAÇOS VERDES | COIMBRA EM TRANSIÇÃO: CONSTRUIR UM MARAVILHOSO LUGAR

Uma conversa informal integrada na exposição de fotografias sobre espaços verdes urbanos, conduzida por dois membros da associação Coimbra em Transição, Sérgio Pedro e Sara Rocha. Um espaço descontraído para reflectir sobre os nossos estilos de vida e ficarmos a saber mais sobre a actuação desta associação e sobre o espaço verde e horta partilhada que mantêm atualmente no vizinho Jardim da Sereia.

ORGANIZAÇÃO: Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, em parceria com o CIBIO/InBIO-UP, Casa da Esquina, COI-Herbário da Universidade de Coimbra, Coimbra em Transição, ECOSOC-CES

21h00 | Biblioteca Joanina

APRESENTAÇÃO DA PUBLICAÇÃO DO ESTUDO E CATÁLOGO DO ESPÓLIO DE MANUEL FARIA E CONCERTO COMEMORATIVO

Quis o compositor e padre Manuel Faria (1916-1983) que a UC fosse a casa da sua obra musical, atualmente organizada e catalogada pelo investigador e maestro Paulo Bernardino, em colaboração com a BGUC. Nos 35 anos após a morte do compositor haverá, para além da exposição do espólio ao cuidado da BGUC, a publicação do seu estudo e a estreia de algumas obras do acervo pelo Manuel Faria Ensemble. 

ORGANIZAÇÃO: Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra (BGUC), Imprensa da Universidade de Coimbra (IUC) e Associação Manuel Faria.

21h30 | Teatro Académico de Gil Vicente (TAGV)

DIA DO ANTIGO ESTUDANTE DE COIMBRA, 64º ANIVERSÁRIO DA “TOMADA DA BASTILHA II”

Tradição é um dos adjetivos atribuídos à cidade de Coimbra. E é com esta base que o Orfeon Académico de Coimbra se propõe a realizar um concerto de música tradicional. Apresentamos arranjos clássicos de música tradicional portuguesa da autoria de Nuno Alexandrino, dando assim novo significado às cantigas que fazem parte da nossa cultura tradicional. Para além de arranjos clássicos, incluindo Bach, Mozart, Pachelbel, entre outros, o espetáculo contará ainda com uma componente visual marcante, como pequenas danças, entre outros.  Este projeto contará com a participação de músicos da Tuna Académica da Universidade de Coimbra (TAUC), coro dos antigos orfeonistass, do orfeão académico da UC, Associação dos Antigos Tunos da UC- orquestra principal, Jorge Condorcet, Associação dos antigos Tunos da UC - Orquestra de Tangos de Coimbra. Desta forma, conseguimos transmitir o nosso Património ao Mundo, de uma forma bela e inovadora, sem nunca esquecer a Casa que nos fez crescer. 

ORGANIZAÇÃO: Orfeon Académico de Coimbra

22h00 | Centro Cultural D. Dinis

Serão "VIVÊNCIAS DE OUTROS TEMPOS"

Tomando a temática da 20ª. Semana Cultural da Universidade de Coimbra, “Oh as casas” pretende o Grupo Folclórico da Casa do Pessoal contribuir com um Serão evocativo do nosso Património Cultural Tradicional, a ter lugar no Centro Cultural D. Dinis, tendo como convidados o Grupo Folclórico e Etnográfico da Universidade do Minho e o da Associação Académica de Coimbra. Assim pretendemos identificar como "Oh as casas" a Universidade, a Cultura Tradicional, legada pelo nosso povo e a Comunidade Universitária.

ORGANIZAÇÃO: Grupo Folclórico da Casa da Universidade de Coimbra