Universidade de Coimbra | www.uc.pt

link voltar a UC.PT Universidade de Coimbra
Imagem de identificação do subsite Imagem de apresentação do subsite
English Imprimir Tamanho de Letra Normal Aumentar Tamanho da Letra Aumentar Tamanho da Letra

Cervunais e Lagoachos do Parque Natural da Serra da Estrela (PNSE)

Complexo Aira/Corynephorus - Cervunais e Lagoachos do Parque Natural da Serra da Estrela (PNSE) - Andropogonineae (Poaceae) do sudoeste de Áfr

O peso e a deslocação do gelo durante as glaciações escavaram no solo da parte superior da Serra da Estrela (acima dos 1600 m) várias ‘bolsas’ de profundidade e diâmetro variáveis que hoje acumulam água no estado líquido pelo menos a maior parte do ano.Degelo
Associados a estas lagoas e lagoachos há ainda ribeiros e mesmo nascentes.CISE
As zonas húmidas em torno destas águas não poluídas e pobres em nutrientes constituem ambientes muito particulares onde existem alguns endemismos e espécies de climas bem mais frios mas raras em Portugal. A fava-de-água (Menyanthes trifoliata), por exemplo, é uma espécie flutuante rara em Portugal que se encontra no Lagoacho das Favas. Menyanthes_trifoliata__Scotland_
Sparganium angustifolium, também muito raro em Portugal (fig. 6), apenas ocorre nas partes mais elevadas da Serra da Estrela; Scotland_Sparganium_angustifolium
por vezes está associado a Antinoria agrostidea, uma gramínea típica da vegetação marginal e flutuante das lagoas e charcos .Antinoria_agrostidea
Devido às condições únicas destas zonas húmidas, foi estabelecida uma Reserva Biogenética que as engloba. Esta Reserva tem 10.000 hectares incluindo o planalto superior da Serra, bem como o vale da Candeeira e parte do vale do rio Zêzere e é a mais elevada em Portugal. Este estatuto de conservação está ao abrigo da Directiva europeia Habitats, constituindo a Reserva um Sítio de Importância Comunitária (SIC). Subdivide-se em duas zonas: zona A, com 5.465 hectares, que ocupa o Planalto Central, e zona B, que actua como "tampão", situada mais abaixo e onde se incluem, por exemplo, o Covão d' Ametade, o Vale do Rossim e a Lagoa Comprida (ver mais em http://portal.icnb.pt/ICNPorta.....=1280x1024Mapa_da_Reserva_Biogenetica__Cantaro_PNSE
Nestes ambientes húmidos entrecortados por penedos são comuns os prados onde abunda o cervum (Nardus stricta), a gramínea mais comum destas zonas verdes e às quais dá o nome, cervunais. Nardus_sticta__PNSE
Um bom exemplo de cervunais “húmidos” são aqueles junto ao muro da Lagoa Comprida. Ocorrem também cervunais em zonas mais secas como o próprio Alto da Torre e partes da Nave de Santo António.fig10_e_11
Nardus stricta resiste bem a temperaturas baixas e longos períodos coberto por neve. Poucas são as espécies que com ele sobrevivem em condições tão frias. Exactamente por se desenvolverem em ambientes extremos, os cervunais, são ecologicamente muito importantes, uma vez que constituem o único refúgio para mesofauna edáfica (insectos, etc) a estas altitudes.Lagarta_de_insecto_em_raíz_de_graminea__PNSE
Dadas as baixas temperaturas a que estão sujeitas, as plantas perenes dos cervunais têm um desenvolvimento tardio. Constituem, por isso, pastagens para ovelhas e cabras na segunda metade da Primavera e princípio do Verão, quando nas zonas de menor altitude começam a escassear os prados. Deste modo, os cervunais têm um papel importante na economia local e na produção do famoso Queijo da Serra.Rebanho__PNSE
A lagoa mais famosa da Serra da Estrela é a Lagoa Comprida, um espelho de água com 800.000 m2, a cerca de 1600 m de altitude. É uma lagoa natural sobre a qual em 1958 foi construída uma barragem hidroeléctrica. Outras barragens foram construídas para produção de energia eléctrica e abastecimento público mas a Lagoa Comprida permanece o principal reservatório de água da Serra da Estrela. Contudo, a maioria das lagoas permanece em estado natural.Lagoa Comprida Verão/Inverno
12/5/2008
© University of Coimbra · 2009
Portugal/WEST GMT · S:147
Símbolo de Acessibilidade à Web.Loja VirtualAviso LegalComentáriosContactosMapa do Sitevoltar ao topo
POS_C FEDER
QWeb Boas Praticas