São inegáveis e amplamente reconhecidos os fortes vínculos existentes entre a figura de Luís de Camões e a cidade de Coimbra.

A cidade e a sua Universidade – tidas como lugar de formação e de itinerário existencial do poeta – desempenharam um papel determinante na disseminação da língua e da cultura portuguesas (incluindo a obra de Camões) por todo o espaço lusófono.

Justifica-se assim plenamente que a comemoração dos 500 anos passados sobre o nascimento do maior poeta português una a polis e a akropolis na dinamização de um amplo programa cultural, científico e performativo.

Com início formal a 10 de junho de 2024, irá prolongar-se durante um ano, fundindo-se, em 2025, com a própria celebração dos 735 anos da Universidade de Coimbra.