Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

Questões frequentes COVID-19 para Estudantes

Última atualização em 3 de abril de 2020
Onde procurar informação atualizada para estudantes?


Deve ficar atento/a às notificações do InforEstudante e recomendamos que consulte regularmente estas páginas, em www.uc.pt/academicos, para ficar a par de informação geral dirigida aos Estudantes da UC.

Como contactar os serviços se não há atendimento presencial?
 Utilizando a linha telefónica ou canal Skype, nos horários alargados definidos para esse efeito. Mais informação em https://www.uc.pt/academicos/contactos »
Como posso acompanhar as aulas?


As aulas tendem a ser lecionadas através de meios não presenciais, de modo a permitirem avançar na aquisição de conhecimentos e perturbar o menos possível a estruturação do ano letivo.

Os processos de avaliação serão adaptados, na medida do possível e proporcionalmente ao período de suspensão das atividades presenciais, como certamente os professores irão informando.

Quando recomeçam as aulas?


Em face das orientações que têm sido emanadas pela DGS e tendo sido prorrogado o estado de emergência em 02-04-2020, não é previsível que existam condições para retomar as atividades letivas em regime presencial.

Pelo que a UC determinou na mesma data a suspensão de toda a atividade letiva presencial, e a sua substituição por métodos digitais para a promoção de um ensino a distância, até ao final de 2019/2020.

Última atualização em 3 de abril de 2020   
Vai haver alterações no calendário do ano letivo?


Não. Vai manter-se o calendário escolar aprovado pelo Despacho Reitoral n.º 19/2019, de 7 de fevereiro, com exceção da pausa letiva da Queima das Fitas que passa a integrar o período letivo.

Última atualização em 3 de abril de 2020   
As datas dos exames e avaliações vão manter-se?
 De acordo com o definido pela UC, devem ser, no cenário atual e na medida do possível, respeitados, com ajustes pontuais, os calendários de avaliação de modo a permitir que a maioria dos Estudantes possa concluir o ano letivo nos prazos previamente previstos.
Tenho acesso à realização de exames em época de março, como se vão realizar?


A realização destes exames tem que ser apreciada atendendo à diversidade de situações que podem conduzir à avaliação em época de março:

  • época especial para os mestrados de duração ímpar ou época extraordinária (antecipação de exame especial, dirigentes associativos, bombeiros.
Como vão ser substituídas as avaliações periódicas do 2.º semestre?
 Atendendo às condições excecionais para o ano letivo em curso e tendo em conta o atual cenário, será possível a marcação de exames de época normal a todas as unidades curriculares anuais, do 2.º semestre, do 2.º e 3.º trimestres, permitindo aos Estudantes que, por diversos motivos não consigam cumprir a avaliação periódica, possam aceder a esta época de exames.
Vai haver algum regime especial para a época especial?


Sim, todos os Estudantes vão poder realizar exame especial a todas as unidades  curriculares anuais, do 2.º semestre, do 2.º e 3.º trimestres, em que se inscreveram em 2019/2020 e tenham reprovado.

Incluem-se aqui os Estudantes que não têm estatuto ou situação especial atribuída ou com estatuto ou situação especial atribuída apenas no 2.º semestre.

Os Estudantes com estatuto ou situação especial atribuída para o ano letivo, vão poder realizar exame especial a todas as unidades curriculares da inscrição, incluindo as do 1.º semestre, 1.º trimestre e/ou anuais.

Posso efetuar melhorias na época especial?
 Não, a época especial mantém-se, como habitualmente, reservada à realização de exames para aprovação.
Como posso inscrever-me na época especial?
 No InforEstudante, durante os prazos definidos para a inscrição em época especial, conforme o despacho reitoral de prazos. Caso ocorram alterações serão comunicadas via notificação do InforEstudante.
Os prazos de entrega e defesa de dissertação vão ser alargados?


Sim, os prazos de entrega e defesa de Dissertação/Projeto/Relatório de Estágio ou similares, de mestrado, e Projeto de Tese, de doutoramento, ao abrigo do ano letivo de 2019/2020 vão ser alargados para as seguintes datas:

  • Entrega até 30 de outubro de 2020 e Defesa até 30 de dezembro, 2020.
Se concluir o trabalho, posso entregar e defender nos prazos habituais?
 Sim, e é recomendável, dado que dessa forma pode concluir e iniciar uma nova etapa mais cedo. Os novos prazos são apenas o alargamento dos limites máximos, sendo desejável, sempre que haja condições, a manutenção dos prazos antes desta situação excecional.
E o prazo para a entrega de tese de doutoramento?
 Não, atendendo a que a tese é um trabalho desenvolvido ao longo de vários anos, este prazo não se altera, mantendo-se a entrega ao abrigo de 2019/2020 até ao dia 31-08-2020.
Como defendo a minha dissertação de mestrado?| Como defendo a tese de doutoramento? 
 As defesas de dissertações e teses podem ser realizadas, dentro das limitações existentes e eventuais situações particulares, por videoconferência, pressupondo para esse efeito o acordo do candidato e do júri.
Este período será contabilizado para efeitos de prescrição, estando ou não em risco de prescrever?


A UC está a realizar todos os esforços para que esta situação, externa à UC, possa ter o menor impacto possível no percurso dos seus Estudantes, conforme se pode verificar pelas medidas já adotadas, como o acesso adicional à época normal e especial, e o alargamento de prazos.

A prescrição não está relacionada apenas com o atual ano letivo, ou semestre, mas com o aproveitamento nos anos anteriores uma vez que exige a realização de 60ECTS, equivalente a um ano letivo, em três anos. Portanto, face aos dados atuais e mantendo-se a atual legislação em vigor, mantém-se a aplicação da prescrição.

Se desistir agora o que acontece com as propinas?


Havendo desistência (formalizada como habitualmente através do InforEstudante) os Estudantes deixam de pagar as prestações da propina a partir do mês seguinte ao da desistência, mas não há lugar a devolução das prestações de propina já vencidas ou referentes ao mês da desistência. Por exemplo, numa inscrição anual, se desistir em março, não terá de pagar as 3 prestações de abril a junho. 

Para os estudantes com estatuto de estudante internacional o plano de pagamento de propina é distinto, pelo que o pedido de desistência realizado em março, implica o pagamento da última prestação de propina.

Se desistir, como regresso à UC no próximo ano letivo?
 Ao desistir da inscrição neste ano letivo, basta aceder ao InforEstudante nos prazos definidos para a inscrição em 2020/2021, e inscrever-se como habitualmente. Naturalmente, não poderá ser avaliado no período da desistência, e se houver resultados, os mesmo serão anulados.
O meu documento de identificação (por exemplo, cartão de cidadão, passaporte) vai caducar e não consigo renová-lo. Como fazer?


Para evitar que os cidadãos tenham de se deslocar aos espaços dos organismos e serviços públicos, as autoridades públicas passam a aceitar, para todos os efeitos legais, a exibição dos documentos previstos no Decreto-Lei nº 10-A/2020, de 13 de março, cujo prazo de validade tenha expirado a partir de 24 de fevereiro e não de 9 de março como comunicado em nota anterior. A data foi retificada em Diário da República.

Os referidos documentos permanecem válidos até 30 de junho. Entre os documentos que serão aceites pelas autoridades estão, por exemplo, o cartão de cidadão, a carta de condução, o registo criminal, bem como certidões, documentos e vistos relativos à permanência em território nacional. 

Assim, todos os documentos suscetíveis de renovação e cujo prazo de validade expire a partir de 24 de fevereiro não terão de ser renovados agora, sendo aceites para todos os efeitos legais até 30 de junho.

Como obter certidão/diploma em papel?


A UC recomenda e privilegia a utilização de canais electrónicos e meios digitais, e portanto, sempre que possível devem solicitar-se documentos em formato digital no InforEstudante - separador Documentos. Recordo que a certidão em formato digital pode ser emitida diretamente no InforEstudante e tem um emolumento mais baixo.

Se não puder dispensar a certidão em papel, efetue o pedido através do InforEstudante ou do formulário www.uc.pt/academicos/e-mail. Tenha em conta que certamente demorará mais tempo que o habitual, atendendo a que a circulação de documentos em papel está fortemente condicionada.

Obtenha mais informação de como solicitar uma certidão ou diploma »

Solicitaram-me a entrega de documentos presencialmente, como faço?


Ao lacrar um requerimento, cada Estudante é responsável pela documentação submetida no pedido. Durante a atual situação não terá que apresentar os documentos originais, contudo, continua a ser necessária a apresentação da documentação original, sempre que solicitado pelo SGA.

Alertamos que se não apresentar os documentos solicitados no prazo indicado, se os documentos não cumprirem ou comprovarem o definido na regulamentação da UC, ou verificarmos que a informação não é autêntica, todos os atos derivados da decisão desse pedido serão anuladas e serão encetados os procedimentos legais considerados adequados à situação.