Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

Projeto n.º 395 - Apoio Especial RESEARCH 4 COVID 19, 2.ª Edição

FCT_horizontal

Código da Operação 395_Research4Covid-19

Título: Avaliação da Eficácia de Descontaminação e Segurança de Reutilização de Aparelhos de Proteção Respiratória (APR)

Área Científica: Engenharia Química

Síntese do Projeto: A resposta à epidemia de COVID19 gerou escassez de equipamentos de proteção em todo o mundo, em particular máscaras de respiração. Os suprimentos de APRs foram racionados embora os profissionais de saúde (e não só) necessitassem de os utilizar intensivamente. É por isso importante criar protocolos diferenciados de reutilização de APRs que possam ser ativados em situações de escassez e que, simultaneamente, garantam a segurança dos envolvidos. Para tal, não basta apenas avaliar o impacto dos processos de descontaminação na eficiência do meio filtrante, sendo também necessário avaliar a respetiva eficácia de descontaminação microbiológica. Este aspeto tem sido subvalorizado, mas será parte integrante deste projeto. A Universidade de Manitoba, Canadá, testou a eficácia de vários métodos de descontaminação em máscaras N95 incluindo peróxido de hidrogénio (vaporizado/ionizado). As máscaras foram contaminadas experimentalmente permitindo verificar que vários tipos de máscaras toleravam os processos de descontaminação sem perder a integridade funcional e estrutural (news.umanitoba.ca). Por outro lado, o CDC refere várias vias de descontaminação (www.cdc.gov). As mais promissoras incluem o tratamento por vapor usando "steam bags" e o peróxido de hidrogénio vaporizado. A radiação UV, embora referida, possui riscos que não são facilmente controláveis (não homogeneidade da radiação e sombras entre fibras). Estes estudos apontam vias potenciais sendo necessário testá-las e adaptá-las à situação Portuguesa. Neste projeto dá-se especial enfoque aos métodos de descontaminação que poderão ser adotados por particulares ou instituições não-hospitalares, sem acesso a autoclaves ou esterilização por óxido de etileno, e.g. escolas, micro-empresas, PMEs, lares, bombeiros, associações, etc. Serão testados três processos de descontaminação: vapor de peróxido de hidrogénio (VHP), tratamento por vapor ("steam bags") e lavagem com solução de hipoclorito de sódio e secagem (LLS). A eficácia da descontaminação microbiológica será avaliada usando suspensões de esporos de Bacillus stearothermophilus (calor) ou Bacillus subtillis var Niger pulverizados sobre os equipamentos utilizando um nebulizador, de acordo com um protocolo reconhecido (WHO (2020) Interim guidance ). Os testes de eficiência de filtração serão realizados segundo as Normas ISO 9237:1995 e MI 142 (norma interna do CITEVE). Análises complementares à integridade estrutural dos APRs serão também efetuadas.

Investigador Responsável: Doutor Marco Paulo Seabra dos Reis

Programa de Financiamento: Apoio Especial RESEARCH 4 COVID 19, 2.ª Edição

Instituição Financiadora: FCT - Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Data de início: 09-07-2020

Data de conclusão: 09-06-2021

Instituições participantes no Projeto: UC (Proponente); I.Con Medical - Comércio de Produtos Farmacêuticos, Médicos e Ortopédicos, Lda.

Custo total elegível (EUR): 31.590,00€

Apoio financeiro público nacional: 31.590,00€

Técnico do Projeto: Daniel Glória

Contacto: 239247021