Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

Gravura da Sapiência em diplomas da Universidade

Sapiência

A gravura que ilustra a letra capital E mostra-nos a figura da Sapiência ou de Minerva, com todos os elementos que, habitualmente, a representam: rodeada por livros, uma joeira, um cetro na mão esquerda, um livro na mão direita e a cabeça coroada.

Esta era a insígnia da Universidade, então usada nas cartas de curso ou diplomas, concedidos após a Reforma Pombalina da Universidade, em 1772. Não atinge a beleza nem a qualidade da gravura a buril da Sapiência, da autoria de Josefa de Óbidos que assina o seu trabalho, em 1653, estando inserida nos Estatutos da Universidade, de 1654.

Trata-se de uma prova tipográfica, sobre papel, da carta de Formatura em Cânones que iria ser concedida por D. Francisco de Lemos, Reitor da Universidade, ao aluno D. Francisco de Almeida, impressa em pergaminho. Pode ler-se o pé de imprensa: Coimbra: na Real Officina Typografica da Universidade, Anno de 1779.

Na secretaria da Universidade guardavam-se estes exemplares de provas tipográficas, razão pela qual, hoje, os podemos consultar no Arquivo da Universidade de Coimbra. Tudo leva a crer que o brasão, na parte superior direita, apesar da pouca nitidez da gravura, seria a representação heráldica de D. Francisco de Lemos e deixará de aparecer, posteriormente.

[Veja aqui a imagem com maior resolução]





Voltar - A Nossa UC