Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

COLÓQUIO INTERNACIONAL «SUSTENTABILIDADE E PATRIMÓNIO: OS DESAFIOS DO TURISMO»

7-8 de outubro de 2021
30 julho
.
.

Entidades promotoras

Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra (BGUC), Centro de Estudos de Geografia e Ordenamento do Território (CEGOT) e Conselho Geral da Universidade de Coimbra (Comissão de Cultura, Património, Cidadania e Desporto)

Apresentação

O Património Cultural – tangível e intangível – materializa referências simbólicas e sociais das gentes, desempenhando um papel central na construção e consolidação da identidade coletiva das sociedades. Recentemente, a UE tem dado particular atenção à necessidade de preservação do património edificado em zonas de conflito e crise, o que espelha a preocupação com a conservação do património, seja ele edificado ou mesmo intangível. Contagiados por este espírito proativo, é nosso objetivo trazer à discussão os maiores desafios que estes lugares- símbolo enfrentam diariamente.

A massificação e democratização do turismo a que assistimos nas últimas décadas tem alterado tendências e gerado novos comportamentos. Pese embora esta realidade seja uma conquista social de que nos devemos orgulhar, causa outro tipo de constrangimentos que importa não descurar. Um pouco por todo o globo, a gestão e enquadramento dos fluxos turísticos tem ocupado especialistas e conduzido à adoção de diversas formas de combate à degradação de um património de valor inestimável que deve, acima de tudo, ser protegido e acarinhado.

A Universidade de Coimbra, que integra uma área classificada como Património Mundial da Humanidade, acolhia diariamente, em contexto pré-pandémico, milhar e meio de visitantes. Neste contexto, a BGUC, o CEGOT e a CCPCD (Conselho Geral da UC) pretendem agora promover a partilha de experiências com entidades que se veem a braços com situações similares. A aprendizagem faz-se de exemplos e, sobretudo, de diálogo aberto e honesto.

Estas três entidades propõem, por conseguinte, um encontro temático de dois dias. O primeiro, aberto ao público e de entrada gratuita (mas sujeita a inscrição prévia), compor-se-á de duas mesas redondas, a par de uma sessão de abertura e outra de encerramento. O segundo dia, reservado a instituições convidadas, será palco de um painel de discussão mais centrado no caso da UC: onde intervir e que abordagem adotar para não comprometer a sustentabilidade de um World Heritage Site. Ao longo dos dois dias de trabalhos, serão evocadas correntes museológicas e abordagens culturais, e haverá espaço para ouvir especialistas que se encontram no terreno, dando a cara por museus e bibliotecas, vindos de vários pontos da Europa. Representantes de ONGs e de entidades públicas terão igualmente espaço para dar conta das suas próprias realidades e desafios. Pretende-se, sobretudo, lançar um debate que se quer vivo e profícuo, convidando todos os participantes a partilhar experiências e esboçando receitas de sucesso para a obtenção de um equilíbrio entre sustentabilidade, património e turismo. De que forma é possível garantir um acesso aberto e democrático à cultura sem comprometer a sua salvaguarda? De que forma é possível proteger o património, ao mesmo tempo que se promove  a sua aproximação do público?

Locais:

-    Dia 7: Auditório da Reitoria

-    Dia 8: Salão da Reitoria


Programa