Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

LIVROS SAGRADOS

17 maio
.
.

Os livros sagrados são escritos de inspiração divina que definem o sistema de crenças e de práticas das religiões, suportam a busca espiritual do homem e orientam milhões de pessoas na senda do sobrenatural.

As principais tradições religiosas possuem um ou mais textos sagrados. Em alguns casos, a sua existência atribui-se a pessoas tidas por iluminadas – os profetas, ou os ‘sábios videntes’, a quem foi revelada a mensagem divina e a incumbência de a divulgarem.

A religião hindu tem nos Vedas (coleções de hinos, de cânticos e de fórmulas sacrificiais compostas a partir de 1500 a. C.) a sua pedra angular. Mas outros textos se acrescentaram, como as Upanixades (diálogos entre mestre e discípulo) ou a Bhagavad-Guitá, baseada no Yoga e extremamente popular.

Na China, desenvolveram-se religiões «místicas e sapienciais», onde os deuses contam pouco e o esforço se centra na autossuperação e na descoberta da jóia que existe dentro de nós. É o caso do Budismo de Siddhârta Gautama (que nasceu na Índia, mas derivou para leste), do Confucionismo (expresso nos Analectos: «conversas» de K’ung Fu-tzu com os alunos) e do Taoismo (a via do «vazio perfeito» e do regresso à natureza, cuja bandeira é o Tao Te Ching atribuído a Laozi).   

As três grandes religiões abraâmicas (Judaísmo, Cristianismo e Islão) são conhecidas como as «religiões do livro», pois a sua conceção do divino (seja Javé, Deus ou Alá), encontra-se plasmada no Tanakh, na Bíblia cristã e no Alcorão.

A Torah (uma das peças do Tanakh) narra a história da criação do Mundo, de Abraão, da sua descendência e de Moisés. É a base dos monoteísmos, impregnados por uma visão ética do Mundo. A Bíblia cristã acrescenta-lhe o Novo Testamento, que faz evoluir a imagem justiceira de Deus para uma ideia de humanidade, sofrimento e redenção expressa nas figuras de Jesus e Maria. Tanto uma como outra foram escritas ao longo de mais de mil anos! Já o Alcorão é um texto revelado pouco a pouco pelo anjo Gabriel a Maomé, no século VII d.C.

A presente exposição inclui ainda outros textos sagrados matriciais de diversas tradições espirituais, como religiões do Mediterrâneo e do Crescente Fértil, do Japão, ameríndias ou nativas americanas.

Sala do Catálogo | Maio 2021