/ Investigação / Projeto geral / Associação Cultural Thíasos / Produções

Agamémnon

Estreia: 26 abril, 2007

Agamémnon de Ésquilo

Encenação: Lia Nunes

Tradução: Manuel Oliveira Pulquério

Sinopse

A peça Agamémnon foi apresentada pela primeira vez em Atenas no ano de 458 a.C.. Foi escrita por Ésquilo (525 a.C. – 456 a.C.) e faz parte de uma trilogia intitulada Oresteia, a única trilogia completa que chegou até aos nossos dias, composta por três tragédias: Agamémnon, As Coéforas e As Euménides. A trilogia é inspirada nas histórias do regresso dos heróis que lutaram contra a cidade de Tróia.

Agamémnon teve que sacrificar a filha Ifigénia a Ártemis, no início da guerra, para que os Exércitos gregos chefiados por ele pudessem chegar a Tróia. Na realidade Ifigénia não morreu durante o sacrifício, pois foi poupada pela deusa que a transformou numa sacerdotisa da cidade de Tauris. Acreditando que a filha havia sido morta, Clitemnestra jurou vingança. Tornou-se amante de Egisto, filho de Tiestes, e começou a conspirar contra o marido durante sua longa ausência.

Agamémnon regressa vitorioso após dez anos de guerra em Tróia, mas é imediatamente assassinado por Clitemnestra e Egisto, tal como Cassandra, princesa troiana, que recebera por escrava.

Ficha técnica

Sonoplastia: Tiago Cabral

Luninotecnia: Carlos Santos e Vitor Teixeira

Coreografia: Andreia Paixão

Figurinos: Maria João, Inês Santos

Elenco

Delfim Leão (Agamémnon)

Sónia Simões, Ângela Leão (Clitemnestra)

Patrícia Ligeiro (Cassandra)

Nelson Ferreira (Egisto)

Mário Pais, Ândrea Seiça (Vigia)

Coro: Carlos Jesus (Corifeu)

Artur Magalhães

Ândrea Seiça

Luís Albuquerque

Joana Militão

Linda Miriam

Ana Fonseca

Susana Bastos

Este conteúdo é reproduzido a partir de uma fonte externa e não está disponível porque o seu navegador tem os cookies bloqueados.

Eis o que pode fazer: