/ Investigação / Projeto geral / Associação Cultural Thíasos / Produções

Lisístrata

Estreia: 3 maio, 2013

Lisístrata, de Aristófanes

Encenação: Elisabete Cação

Sinopse

Apresentada pela primeira vez em 411 a. C., num ambiente de desgaste emocional e físico devido ao confronto militar e político da Guerra do Peloponeso, a Lisístrata de Aristófanes põe em cena conflitos familiares para problematizar conflitos sociais e políticos. Lisístrata propõe às companheiras Calonice, Mírrina e Lâmpito fazer uma greve de sexo para que os maridos voltem para casa e façam tréguas à guerra. Se de início ficam relutantes com a ideia, logo juram sobre uma taça de vinho cheiroso que todas assinarão esse pacto.

Os semicoros da Lisístrata são cúmplices nesta guerra de sexos. Coro de velhos para um lado e coro de velhas para o outro, durante a maior parte da peça, agridem-se verbal e fisicamente, sem pejo de linguagem ou gestos obscenos com o intuito único de atingir o ideal de paz proposto por Lisístrata. É que o sacrilégio das mulheres deve ser repreendido pela força masculina – mas a sua atuação é fraca, deixando-as livres para a sua própria “defesa”.

Depois da intervenção, falhada, do Comissário, que pretende subsidiar equipamento militar com dinheiro público guardado na Acrópole pelo coro de mulheres, eis que finalmente o encontro entre Mírrina e Cinésias marca o ponto de viragem para a realização da paz: homem e mulher encontram-se para “o coiso”.

A chegada, por fim, de arautos e delegados para a paz, tanto Atenienses como Espartanos, dita um fim utópico para os acontecimentos militares. Depois de bem bebidos, fazem finalmente tréguas, numa dança conjunta entre homens e mulheres, Atenienses e Espartanos.

Ficha Técnica

Tradução: Maria de Fátima Sousa e Silva

Encenação: Elisabete Cação

Produção: Carlos Jesus

Direção de atores: Andreia Morado, Tânia Mendes

Coreografia: Andreia Morado

Vídeo: Tiago Cravidão

Luminotecnia: Luís Carvalho

Sonoplastia: Ricardo Neiva

Programação visual: Carlos Jesus

Música original: Elisabete Cação

Figurinos: Mariana Fonseca

Elenco:

Carina Fernandes (Lisístrata)

Iolanda Mendes (Calonice)

Tânia Mendes (Mírrina)

Inês Lopes (Lâmpito)

Diego Broniszak (Cinésias)

Pedro Sobral (Comissário)

Diogo Ribeirinha (Arauto/ Delegado Espartano)

António Oliveira (Delegado Ateniense)

Lucas Galho, Bruno Pereira, Claudio Ramos, Ricardo Acácio, Daniela Pereira (Semicoro masculino)

Cláudia Sousa, Mariana Almeida, Elvira Fueta, Daniela Fernandes, Cátia Coelho (Semicoro feminino)

Este conteúdo é reproduzido a partir de uma fonte externa e não está disponível porque o seu navegador tem os cookies bloqueados.

Eis o que pode fazer:

Galeria (c)Kamilla Dantas