Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

As expedições empreendidas, nos finais do século XVIII e durante o século XIX , por naturalistas com formação científica, ilustradores e técnicos especializados na recolha, conservação e transporte de objetos e espécimes do mundo natural, ficaram conhecidas pela designação de VIAGENS  PHILOSOPHICAS.

Esse esforço de mapeamento e reconhecimento dos recursos naturais e dos meios técnicos de comunidades e territórios visitados contou com o financiamento da Coroa, já que as viagens entrelaçavam os interesses materiais e políticos com os benefícios do estímulo ao conhecimento científico, como se pode inferir de cada documentum - monumentum que faz parte do nosso Património.

Descubra e acrescente novas narrativas que contribuam para DAR CORPO a IDEIAS.