Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO
Professores

INVESTIGADOR DA INICIATIVA ENERGIA PARA A SUSTENTABILIDADE PREMIADO COM 50 MIL EUROS PARA INOVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO

11 novembro
João Fonseca Bigotte
João Fonseca Bigotte
© EfS

O projeto Localista, liderado pelo Prof. Doutor João Fonseca Bigotte, docente e investigador do DEC, foi um dos três projetos selecionados no mais recente programa de apoio à inovação tecnológica promovido pelo Business Incubation Center da Agência Espacial Europeia em Portugal (ESA BIC Portugal). Este programa destina-se a apoiar financeiramente o desenvolvimento tecnológico de protótipos de soluções inovadoras, com elevado potencial de mercado, que incorporem tecnologias espaciais e/ou dados de satélite de observação da Terra.

O projeto consiste no desenvolvimento de uma solução digital inovadora para o setor imobiliário. Hoje em dia, a informação disponibilizada nos websites imobiliários foca-se na descrição das características do imóvel e na indicação do preço, negligenciando um fator de decisão crucial – a localização. A nova solução permite comparar a localização dos imóveis de forma objetiva, traduzindo a facilidade de acesso a equipamentos e serviços que uma dada localização permite, através de vários modos de transporte (a pé, transportes públicos, ou transporte individual), em uma classe de atratividade (de A a E, de forma semelhante às classes de eficiência energética). Assim, será possível que cada utilizador encontre o imóvel mais adequado para si, tendo em consideração as suas preferências de mobilidade e de qualidade/estilo de vida. Atualmente em fase de arranque, o projeto conta já com o interesse de duas das cinco maiores agências de mediação imobiliária nacionais em realizar um projeto piloto.

João Fonseca Bigotte, o promotor principal do projeto, é professor auxiliar convidado na Universidade de Coimbra, no âmbito do Programa MIT Portugal, sendo responsável pelas disciplinas de inovação e empreendedorismo lecionadas aos doutoramentos em Sistemas de Transportes e Sistemas Sustentáveis de Energia (este último no âmbito da Iniciativa Energia para a Sustentabilidade). Como investigador tem dedicado a sua atividade ao estudo da localização de equipamentos coletivos, da integração do planeamento urbano e de transportes, e da inovação em transportes e logística.

O programa ESA BIC, promovido pela Agência Espacial Europeia em vários países-membros, é coordenado em Portugal pelo Instituto Pedro Nunes (IPN) e conta com dois outros pólos nacionais, localizados no Porto e em Cascais. Em cinco anos de atividade já apoiou o lançamento de trinta projetos tecnológicos inovadores.

Criado por iniciativa da Universidade de Coimbra em 1991, o IPN é uma instituição privada sem fins lucrativos, que visa promover a inovação e a transferência de tecnologia, estabelecendo a ligação entre o meio científico e tecnológico e o tecido produtivo. Recentemente, viu mais uma vez reconhecida a excelência da sua atividade de incubação de startups de base tecnológica, tendo sido distinguida como uma das dez Melhores Incubadoras do Mundo, na categoria de “University Business Incubators”, num ranking conduzido pela UBI Global.