Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

Esterilização de aerogéis poliméricos usando tecnologias verdes

1 julho
SterilAerogel

As fraturas ósseas, os problemas degenerativos/inflamatórios ósseos e as infeções derivadas dos procedimentos de incorporação de dispositivos biomédicos representam graves problemas de saúde pública, como por exemplo, os que afetam intensamente a população idosa na Europa. Apesar de importante e vantajoso, o uso de biopolímeros altamente porosos como componente orgânica de biomateriais destinados a aplicações biomédicas de tecidos duros tem desacelerado, o que se deve principalmente a questões relacionadas à sua degradação físico-química durante o processamento e esterilização tipicamente usados, e ao comprometimento correspondente de suas propriedades físico-químicas, biológicas e funcionais. Este projeto, financiado pela FCT e desenvolvido no CIEPQPF, tem por objetivo integrar três etapas de processamento, todas elas utilizam tecnologias baseadas em dióxido de carbono supercrítico e são "mais verdes", "mais seguras", "mais brandas" e não degradam o material. Dessa forma, o processamento e esterilização de biomateriais inovadores do tipo aerogel altamente porosos será feito de forma mais rápida e eficiente para serem usados em aplicações biomédicas de tecidos duros.